Vamos falar da Mariah Carey: The Emancipation of Mimi

Eu sei, meu amô, que você é lamb e gosta e aplaude qualquer arroto solto pela Mariah, mas vamos ser sinceras com a xente mesmo: o "Charmbracelet" é uma bosta e sua tentativa de trazer a Mariah de volta do limbo das drogas e tentativas de suicídio não funcionou. Tem uma música legal aqui e outra ali, mas só.
Pensando nisso (aloka, até parece), Mariah levou três anos pra lançar seu próximo álbum de estúdio, o "The Emancipation of Mimi". Como o "Charmbracelet" falhara em marcar seu retorno triunfal, esse fardo caiu pro "Emancipation". Ou seja, o bichinho já saiu do estúdio com um peso e expectativa enormes. 

A principal diferença entre ambos álbuns é que Mariah soa mais Mariah no "Emancipation", enquanto que no "Charmbracelet" tudo parece ter sido feito às pressas ou sob a mira duma arma chamada "freakin' Mariah" apontada pra cabeça dos produtores. 
Falando sobre os produtores, Mariah voltaria a trabalhar principalmente com o Jermaine Dupri, além do Pharrell e outros do meio r'n'b/hip hop. 
"The Emancipation of Mimi" foi lançado em abril de 2005 e veio com esse novo apelido fofo (#sqn) pra Mariah. "Mimi"... Jesuis! Enfim, Mimi ficou bem ryka com a quantidade absurda de singles tirados do "Emancipation". Eu SUPER mudaria o nome do álbum pra "The Enryquezation of Mimi". Aloka!

1- It's Like That (single)
2- We Belong Together (single)
3- Shake It Off (single)
4- Mine Again
5- Say Somethin' (single)
6- Stay the Night
7- Get Your Number (single)
8- One and Only
9- Circles
10- Your Girl
11- I Wish You Knew
12- To the Floor
13- Joy Ride
14- Fly Like a Bird (promo)
15- Sprung (bônus das edições inglesa e japonesa)
16- Secret Love (bônus da edição japonesa)
Ultra Platinum Edition
15- Don't Forget About Us (single)
16- Makin' It Last All Night (What It Do)
17- So Lonely (One and Only Part II)
18- We Belong Together (Remix)

A emancipação da Mimi abre com seu primeiro single, It's Like That, uma faixa tão... mas tão... puxada pro lado gueto da força, mas (mesmo assim) melhor que muita tranqueira lançada pela Mariah nos últimos anos. Tá longe de ser uma das minhas favoritas (aliás, nem gosto dela na sua versão original), mas os remixes do David Morales são muito dignos.
O segundo single foi We Belong Together, uma baladinha r'n'b bonitinha e que fez bastante sucesso na época. Outra que também não é uma das minhas favoritas, ainda mais perto de outras power ballads da Mariah. O remix do Peter Rauhofer tocou até o edy fazer bico nas buatchis...
Shake It Off continuou a sequência de singles e é uma das minhas músicas favoritas da Mariah dos últimos anos. Um r'n'b bem levinho e delicinha. Tem um remix do Gomi que não sei se é oficial ou não que simplesmente arromba meu edy!  

Mine Again é uma balada com pegada soul super linda. Isso aqui é Mariah de qualidade, meus amores. Quase que uma Mariah das antigas. Por outro lado, Say Somethin' é mais uma faixa r'n'b bem situada no estilo r'n'b do "Emancipation". Eu acho a original bem sem graça, mas o remix do Morales ahazza (de novo).
Stay the Night tem uma pegada soul/funk bem bonitinha também. Faixas como essa e "Mine Again" deveriam lembrar a Mariah que já passou da hora de ela lançar um álbum todo trabalhado nessa sonoridade que (pasmem!) combina horrores com a voz dela.
Uma que sempre gostei é Get Your Number. A música podia ter sido lançada tranquilamente no "Glitter" porque exala anos 80 (talvez por conta do sample de "Just an Illusion"...). Uma graça! One and Only é aquela típica música da Mariah que eu DETESTO: ela canta como uma doida, grita, sussurra... enfim, faz de tudo na música. Aim, muito chata.
Circles também segue o lado balada soul que mencionei acima. Outra faixa bonitinha do "Emancipation" que eu não conhecia. A música que vem em seguida, Your Girl, também tem uma pegada mais old skool agradável, mas a melhor é I Wish You Knew. Uma delícia de balada nos moldes de "Circles". Aim, tô surpresa com você, Mariah, viu...

To the Floor conta com participação do Nelly e, mesmo tendo o pezinho no funk/soul, não é tão legal como as músicas anteriores. Joy Ride parece bastante com algumas músicas da fase do "Butterfly". Classic Mariah, meu amô!
O álbum encerra com Fly Like a Bird, outra ode aos anos 70 que fecha com chave de ouro o "The Emancipation of Mimi". Este álbum teria sido um ahazzo ainda maior se tivesse vindo após o "Glitter"... uma coisa meio "Mariah through the ages". Sei lá!
Como bônus temos Sprung, que não sei nem o que falar dela. Uma coisa anos 70 ainda, mas com bateria e uma pegada "diva do rock relaxando em sua mansão em Hollywood". E temos também Secret Love, um r'n'b bem chatinho e com cara de sobra de estúdio.

Da edição Ultra Platinum, Don't Forget About Us virou single e ajudou a Mariah a juntar um pouco mais de dinheiro em sua conta bancária. Uma baladinha r'n'b idêntica a tantas outras lançadas por ela. Makin' It Last All Night (What It Do) é um r'n'b bem puxado no gueto, igual a "It's Like That". SUPER não faz minha cabeça.
So Lonely (One and Only Part II) é outra que eu jogaria lindamente no bueiro mais próximo. O rap do Twista é simplesmente insuportável... ou eu que sou diva demais pra esse tipo de som. Por fim, um remix r'n'b com vocais regravados pra "We Belong Together".

"The Emancipation of Mimi" fez tudo que o "Charmbracelet" não conseguiu fazer pra carreira da Mariah: trouxe a bunita de volta aos holofotes sem precisar interná-la numa clínica de reabilitação. Mariah canta lindamente e não fica presa em suas duas zonas de conforto favoritas: as baladas mela-calcinhas do passado e o r'n'b chato e grudento da atualidade.
Ainda na divulgação do álbum, a bunita saiu em turnê com o "The Adventures of Mimi" e só podemos louvar Donna Summer por ela não ter adotado essa porra de apelido nos álbuns seguintes...

Don't Forget About Us

Radio Edit
Instrumental
Remix feat. Juelz Santana & Bone Thugs-n-Harmony
Desert Storm Remix feat. Fabolous & Styles P
Ralphi Rosario & Craig J. Martini at XO Vocal
Ralphi Rosario & Craig J. Martini at XO Vocal Edit
Ralphi Rosario & Craig J. Anthomic Vocal
Ralphi Rosario & Craig J. Anthomic Radio Mix
Ralphi Rosario & Jody DB Anthomic Dub
Tony Moran & Warren Rigg Dance Floor Anthem
Tony Moran & Warren Rigg Dance Floor Anthem Radio Edit
Tony & Warren's Percussion Dub
Quentin Harris Re-Production Shelter Anthem Mix
Quentin Harris Re-Production Shelter Anthem Radio Edit


Se eu tô jogada no sofá com essa cara é porque eu tô querendo tua rola, meu amô:
No meio da enxurrada de singles que a Mariah lançou durante a divulgação do "The Emancipation of Mimi", "Don't Forget About Us" acabou saindo apenas na edição deluxe do álbum. Não acho a versão original nenhuma obra-prima moderna da balada r'n'b, mas pra quem curte se jogue na Radio Edit. Mariah até dá uns gritinhos safados no final, mas não consegue deixar minha xaninha molhada.
O que importa hoje são os remixes, meu amô! Só xente dubéin remixou "Don't Forget About Us" e vamos começar logo pelo Ralphi Rosario que se juntou ao Craig J. e lançou dois remixes bem diferentes. O Ralphi Rosario & Craig J. Martini at XO Vocal tem toda aquela pegada classic house que me deixa completamente loka do meu kool. Uma gracinha e prova que o house tá longe de morrer. Já o Ralphi Rosario & Craig J. Anthomic Vocal é a versão pra bater cabelón na buatchi. Outra delícia que só o Rosario sabe fazer. Super... mas SUPE se jogue no Ralphi Rosario & Jody DB Anthomic Dub. Mega válido!  

Ainda nessa bateção de cabelón, temos o Tony Moran trabalhando com o Warren Rigg. Tony Moran virou mestre em travestismo e o Tony Moran & Warren Rigg Dance Floor Anthem é uma delícia pra bicharada se acabar na dancefloor. 
Por fim, pra acalmar um pouco, temos o Quentin Harris Re-Production Shelter Anthem Mix do veterano Quentin Harris. Na época deste single ele tava bastante na moda, mas depois deu uma sumida. Classic house com soulful e bate cabelo phyno. Xente, esse é um dos melhores singles (em matéria de remixes) da discografia da Mariah! Um ahazzo!

14 Bilus felizes:

Matheus disse...

SABIA que o Emancipation faria a sua cabeça! Tá vendo que a Ultimate Mariah aka Mimi não é tão chata assim?

Maddyrain disse...

Aim, vamos ver se o próximo álbum da bunita também será uma agradável surpresa, néam...

Um beijo,
Maddyrain

Washington Batista disse...

Ah gente, musicas como Mine Again, Circles, I Wish You Knew e Stay the Night não saem do meu celular... sem falar na clássica We Belong Together... linda em estudio, em remix, Live, Playback tudo!! kkkkkkkkkkkk
Pra mim esse é o melhor album da Mariah e sinceramente eu acho que supera o Butterfly... tudo bem que o Butterfly foi divisor de águas definitivo, mas gente o Emancipation foi um Comeback LACRADOR, MATADOR, ARRAZADOR!! Eu amo TODAS as cançoes desse album...e olha, é um dos poucos album que eu ouço inteiro hein....
Meu sonho era ver a Whitney fazer um comeback como esse antes de nos deixar, mas infelizmente não rolou... eu acho que ela merecia tanto... (mas essa já é outra história...)

Jiló disse...

Ai maddy acho que você vai odiar o equals. Só tem balada bobinha e r&b que não te agrada. É o álbum favorito da minha amiga bilu demanding. Eu prefiro o Emabcipation e concordo com tudo que disseram aqui em cima ^-^ beijos

Maddyrain disse...

Hmmm... você é amigay da Bilu Demanding, éam!? E me conta... vocês se comem? Como é? É pauzudo? Dá pra dar?

Um beijo,
Maddyrain

Jiló disse...

Aham é nossa trindade, jiló, fini e bilu demanding. E somos apenas amigaxxx. Com benefícios rs. Beijos

Maddyrain disse...

XENTE! Até já imagino o trio desmunhecando horrores dublando! E me conta mais... quem é que descobriu esta budega primeiro! Quem é a mais phemynyna?

Aloka!

Um beijo,
Maddyrain

Fini disse...

Em minha defesa a mais feminina é Jiló mesmo. Tinha que ver ele dançando Waiting For Tonight na virada de 2008-2009. Bilu Demanding que descobriu o blog pesquisando sobre a Madonna, e a xente veio de brinde. Tá bom, né. Quero só ver quando ele voltar de viagem e ver nossa vida explanada aqui. hsahsahs

Maddyrain disse...

Aim, ela não vai ficar puta nada. Deixa ela comigo! Adógo saber como meus leitores kéridos cairam nestas terras de ninguém. E vocês moram em São Paulo? Tão sempre nas buatchis ahazzando? Já pensou se já estivemos sob o mesmo teto sem saber! Aloka.. vocês saberiam...

Um vez encontrei uma amigay da época do Twitter na buatchi! Passamos o resto da noite bebendo e bolinando os bophys juntas! Uma noite to remember...

Maddyrain

Jiló + fini disse...

Somos do Rio copa olé, olá olé... Queríamos saber em que boites Maddyrain brilha atualmente, pra passarmos um dia lá... beijo da Jiló

---

A fini tá preguiçosa e mandou texto no whatsapp:
"Puta já é e sempre foi. A xente mora no centrão do Rio, conhecido como Zona Sul. Quase Morumbi ou Paraisópolis. Área ryka colada com área pobre. Adivinha onde moramos...?
Ainda não falei do post, né. Como se a senhora se importasse, mas enfim... eu AMO de paixão esse álbum, e fica melhor ainda seguido do Charmbracelet, dá pra sentir a evolução na alma. O próximo também é bom, mas nem chega perto do Mimi's. 1 beijo de sabor ursinhos Fini.
P.s.: não gonga o E=MC2 que ela fica doida."

Maddyrain disse...

Aim, bilus cariocas! Será que são saradas... deliciosas... que nem as gay que vi em Ipanema?! Xente... me senti num set de fime pornô andando na praia de salto alto e saída de praia ao vento.

Fini, gatón, eu amo comentários nos posts, tá? Ainda mais quando me dou ao trabalho de ouvir um álbum inteiro da Celine Dion... da Mariah...
E pera... vocês são biluzinhas da favela?! Gueto power!? Xente... ainda bem que não estamos no campo da realidade, senaõ já tinha até escondido minhas joias da Agaisterni!!!

Maddyrain

Washington Batista disse...

Estou kerendo voltar ao Rio em algum proximo feriadão!
Eu passei um mês de férias aí em Abril...
Kero a amizade de vcs, vinhadas entendidas de Centrão do Rio!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Booooooooraaaaaa Maddy!! Fazer um Meeting no Rio!! kkkkk

Fini disse...

Manda 3x4, 4x6, nude, RG e contra-cheque que a xente pensa no seu caso. Beijos

Maddyrain disse...

Amores, se rolar fofação, quero sextape e fotos na minha caixa de mensagem...

Um beijo,
Maddyrain

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela