Pour Ciça

Eu já devo ter comentado aqui que na minha época de Colegial (atual Ensino Médio) eu era tudo, menos popular. Na verdade, fazia parte do grupo dos não-populares declaradamente e odiava mais da metade da população daquela escola. Como se não me bastasse ser adolescente, ainda era gay e não sabia de absolutamente nada da vida. Ou seja, o sangue fervia nos olhos.
Mas isso também não significa que eu não tinha amigos. Sempre me senti particularmente atraído pelos tipos excluídos, assim como eu. Não foi nenhuma surpresa quando me aproximei duma menina chamada Ciça. Enquanto eu estava no segundo colegial, ela já estava no último, mas eu a conhecia de vista de longa data. 

Ciça exalava tranquilidade e paz de espírito. Era alta e extremamente magra. Quando andava, parecia flutuar pelos corredores do colégio. Vivia enfurnada na biblioteca da escola e não consigo me lembrar agora como nos aproximamos. Ah, não posso deixar de citar: ela tinha piercing na língua. Imaginem que no final dos anos 90, ter um piercing era uma puta duma declaração. Hoje em dia, qualquer um se fura, mas na época era um pouco diferente. 
Enquanto a grande maioria via Ciça como uma esquisitona, eu a via como uma igual. Conversávamos sobre literatura, principalmente Stephen King, e video game. Passei meses e meses com o livro "Os Estranhos" dela emprestado. Ela vinha me cobrar e eu sempre dava a mesma desculpa Ciça, o livro é uma bíblia! Lembro tão bem dela vindo pelo corredor do segundo ano, cabeça balançando levemente e dando oizinho pra mim, enquanto o piercing dançava pelos seus lábios. Será que um dia eu terei coragem de usar piercing? eu pensava. Imagino que quem nos via juntos pensava Lá vai aquela bichinha e sua amiga esquisitona.

Após ela se formar, perdemos parcialmente o contato até eu a reencontrar na USP, onde cursou Filosofia. Filosofia... era a cara da Ciça fazer esse curso! Depois, ela sumiu novamente e só fui revê-la pelas mídias sociais.
Fiquei impressionado quando Ciça mudou-se de mala e cuia para a Europa. Aquela menina mirradinha do colégio tinha crescido e agora era uma mulher estonteante e exótica e estava sempre rodeada por homens bonitos. Falava inglês e outras línguas europeias fluentemente. Enfim, imagino como tantas pessoas que a ignoraram durante os tempos do colégio não deviam ficar pasmas com sua evolução. Por isso que eu sempre digo: a vida escolar é uma verdadeira prisão à essência de muita gente. 
Agora a pouco recebi a notícia de seu falecimento lá em Dublin, onde morava atualmente. Foi como levar uma bordoada na cara. Como assim? Outro dia... tipo anteontem... li sobre seu término de relacionamento e que estava bem e tudo mais. Bom, pelo visto não estava tão bem assim, embora eu ainda não saiba o que de fato lhe aconteceu.

Ciça, meu amor, quem teve o prazer de se aproximar de você... de descobrir seus encantos... sentirá sua falta. Obrigado por ter feito parte de minha adolescência... esse período tão conturbado na vida de qualquer um. Em você eu encontrei uma igual. Tudo que levamos conosco são as memórias até o dia em que elas também se vão. As minhas com você aqui ficam.

Um beijo e paz ao seu espírito.

I Miss You

Original Mix
Underwater Mix
Photek Mix
Dobie's Rub Part One - Sunshine Mix
Dobie's Rub Part Two - It's a Hip Hop Thing
R.H. Factor Lovely Mix
R.H. Factor Ugly Mix
R.H. Factor Radio Edit
R.H. Factor Beats


I miss your neca:
Outro dia a Björk me ligou e reclamou que não aparecia por aqui no blog fazia tempo. Atendendo pedidos da própria, hoje temos "I Miss You", uma música super fofinha. Diferente das esquisitices habituais da bunita, "I Miss You" é bem pop e não assusta. Pode se jogar no Original Mix pra conhecer.
O Underwater Mix é bem dançante e quase cruza a barreira do interessante pra chato, mas não seria tão mala quanto o Photek Mix (drum and bass ultrapassado). Esses Dobie's Rub Part One e Two têm uma pegada r'n'b que eu MEGA acho que não combina com Björk.
A xente gosta quando Björk fica dance, néam? Então se joga no R.H. Factor Lovely Mix. Uma versão dance super gostosinha e com uma vibe latina bem fofolete. O R.H. Factor Ugly Mix seria uma espécie de dub, mas sem o clima latino. Super recomendado também.

10 Bilus felizes:

Bilu Demanding. disse...

Pobre Ciça... pobre nada, tava na Europa, néam. Que Deus a tenha.

---

Que remixes, hein. A versão original fica superbrilhosa na academia. Nem parece Björk.

---

Maddy, já viu a capa do novo álbum da Maraia?
Rainha da billboard, do Photoshop e do mundo.

Maddyrain disse...

Bilu Demanding, amore, também acho "I Miss You" bem não-Björk. Na verdade, faz tempo que não vou atrás de coisas mais novas dela... imagino que devem estar aquela coisa maravilhosa.

Quanto à Mariah, vi a capa sim e pensei "Já outro álbum?!" Aí me toquei que já tem um tempinho que o último saiu e não fez sucesso algum. Mariah fail.

Um beijo,
Maddyrain

Fini disse...

Mas maddie, linda, essa daí é só relançamento, com todos os 18 números #1 e mais uma música ou outra. Ela tá procurando o tempo perdido. As novinhas que fiquem espertas, porque o pacto tá renovado!!! Um beijo.

Maddyrain disse...

Ah, é coletânia? Aloka, nem tava sabendo! Ai, Mariah... mais uma coletânia de #1s...
Preguiça, viu?

Um beijo,
Maddyrain

Peter disse...

Hi beauty!

I have this remix of I Miss You by Junior Vazques!!!

http://www.mediafire.com/listen/u2kgg2k8xgi8k8z

Kisses,
Peter.

Fini disse...

É isso sim! Compilou todos os #1's, mas de uma forma bem estranha. Botou Fantasy com o monstro do ODB, e Someday na versão Unplugged. Ah, e nem vale falar da capa, né nón...

André Rattes disse...

Putz, fiquei triste por vc e pela sua amiga... Que Deus a tenha! :'(

Maddyrain disse...

Peter, thank you, my darling! I don't think this remix is official though, but thank you for sharing! :)

Fini, amore, vi o tracking list e bocejei... Aim, mais um #1s!? E o salto de anos sem sucesso que dá, néam? Ficou feio, Mariah...

André, gatón, quem é vivo sempre aparece, hein!? Nunca mais comentou nada por aqui!

Um beijo,
Maddyrain

André Rattes disse...

Maddy, gata!! Nunca te abandonei viu? Nunca mesmo! Toda semana tô aqui lendo seus posts, baixando alguns remixes, enfim, me divertindo e me emocionando com suas histórias! Essa da sua amiga principalmente! Queria saber porque que ela faleceu... :(

Não comento quase nada mas nunca deixei de ser presente!

Queria taaaaaanto te conhecer pessoalmente. Pena que moro tão longe de vc... Mas se quiser me ver:

Instagram: @andrerattes
Facebook: André Rattes

bjs Maddy. Amo vc!

Maddyrain disse...

Adré, amore, você não tem meu Instagram, éam? @maddyraindiva. Tá bom que eu naõ tenho postado lá muita coisa, mas tenho Instagram!

Entonces, dizem as màs línguas... e eu meio que acredito nelas... que Ciça se suicidou tomando vários remédios de uma vez. Enfim, acho que é algo que eu nunca saberei ao certo, néam?

Um beijo,
Maddyrain

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela