Vamos falar da Kylie Minogue: X

Antes de começar a falar do "X", não posso esquecer de mencionar a coletânia "Ultimate Kylie" que foi lançada no hiato após o "Body Language". Na verdade, eu quase ia me esquecer mesmo, mas um kérido leitor me lembrou. Obrigadjénha, amore!
Bom, vale lembrar que a Kylie é uma artistas que poderia viver tranquilamente apenas de suas coletânias, porque a quantidade que ela tem é impressionante! Xente, precisa de tanto? Enfim, no "Ultimate Kylie" duas novas músicas foram lançadas e viraram single. I Believe in You, minha preferida, foi produzida pela bichona Jake Shears, do Scissor Sisters. A música e o clip são a cara da Kylie Minogue! Eurodance de qualidade, meu amô! Além do refrão que gruda na cabeça e não sai nem deixando de molho na cândida! A segunda música, Giving You Up, nunca me empolgou muito. Foi produzida pelo Xenomania, um grupo que eu geralmente gosto do que faz, mas eu a deixaria como lado B. O vídeo clip, aliás, é de uma breguice tremenda com a Kylie giganta!

Bom, após lançar o "Ultimate Kylie", a bunita saiu em turnê com a "Showgirl: The Greatest Hits Tour" e, no meio do rolê todo, acabou descobrindo que tava com cancêr no seio. Para mim, este é um dos momentos mais tocantes da carreira da Kylie, especialmente assistindo ao DVD da turnê com o show gravado após a recuperação. A vontade dela de viver e de voltar aos palcos é tangível e emocionante. 
A gravação do "X" começou assim que a Kylie já tava suficientemente boa e resultou num volume assustador de músicas. Como nem todas foram lançadas no "X", elas acabaram caindo na internet e dá pra gravar pelo menos dois álbuns só com esse material demo que vazou. Uma loucura sem fim! Embora nem tudo seja ótimo, tem muita música legal que acabou sendo engavetada, como "Fall for You", "In the Mood for Love" e "Lose Control", em especial a última.

Bom, nessa época, todo mundo queria produzir algo da Kylie ou ter sua música cantada pela bunita. Por isso deve ter sido um processo realmente longo e difícil para escolher quais músicas chegariam até a fase final... e olha que ainda temos os lados B lançados nos singles, viu? 
Como eu falei no post do "Body Language", Kylie ficou devendo um retorno à dance music após lançar um álbum com tanta nuance r'n'b e, felizmente, o "X" veio pra fazer a biluzada dançar. Lançado no final de 2007, o tracking list final... e de todas suas diversas edições especiais... é o seguinte:

1- 2 Hearts (single)
2- Like a Drug
3- In My Arms (single)
4- Speakerphone
5- Sensitized
6- Heart Beat Rock
7- The One (single)
8- No More Rain
9- All I See (single)
10- Stars
11- Wow (single)
12- Nu-di-ty
13- Cosmic
14- Rippin' Up the Disco (bônus em CD-ROM)
14- King or Queen (bônus da edição japonesa)
14- Magnetic Electric (bônus da edição australiana via iTunes)
14- All I See (Rap Version with Mims) (bônus da edição americana)
14- In My Arms (feat. Aleks Syntek) (bônus da edição especial mexicana)
15- I Don't Know What It Is (bônus da edição japonesa)
15- White Diamond (Ballad Version) (bônus da edição australiana via iTunes)
15- In My Arms (Spitzer Dub Remix) (bônus da edição especial mexicana) 
16- Wow (CSS Remix) (bônus da edição especial mexicana)
17- Carried Away (bônus da edição especial mexicana)
18- Cherry Bomb (bônus da edição especial mexicana)
19- Do It Again (bônus da edição especial mexicana)  

Olha, se eu achava o tracking list do "Fever" ryko em edições internacionais, o do "X" ganhou disparado! Uma profusão sem fim pelo globo inteiro. Eu só tenho a edição japonesa, mas acho válido começar a procurar a versão especial lançada no México...
Enfim, 2 Hearts foi o primeiro single tirado do "X" e vale como tentativa da Kylie em fazer algo mais puxado pro rock. Não foi a escolha mais inteligente e eu a acho um tanto quanto chata. Como saiu antes do álbum, eu lembro que na época tava cogitando jogar meu amor pela Kylie no lixo se o álbum inteiro fosse com essa pegada pop rock. Felizmente, eu tava errada.
Like a Drug é um pop com elementos electro que eu simplesmente AMO! Ainda mais depois da performance ao vivo com aquela caveira gigantesca no palco! Essa música podia ter sido o primeiro single tranquilamente, mas, talvez pelo título, acabou nunca sendo lançada. In My Arms, o segundo single em alguns países, se joga mais no pop chiclete típico da Kylie e que a xente ama. Nem precisava de remixes (ainda mais os péssimos que ganhou), pois a música é tão gostosa de dançar na sua versão original mesmo.

Speakerphone é estranha. São tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo. É dance... é r'n'b... só não é funk carioca. Ainda bem! Uma das faixas mais interessantes do "X". Eu gostei de Sensetize desde o momento em que ouvi sua versão demo. Ela me lembra um pouco "Cowboy Style" e os gritinhos no fundo me lembram trechos de "Bedtime Story", da Madonna.
Com All I See, "X" dá sua primeira acalmada com uma música que, igual a 2 Hearts, não combina com a pegada do álbum. Baladinha r'n'b, Kylie?! Lançava essa tranqueira no "Body Language", néam? Ou nem lançava. Eu não ia dar pela falta. A música foi lançada como single nos Estados Unidos... o que até faz certo sentido. Pelo menos, temos Wow logo em seguida, que volta ao clima chiclete. Wow virou o segundo single na Inglaterra e fez relativo sucesso. Não tem muito o que falar dela, néam? Pop by Kylie Minogue.

Aí vem mais um desperdício de tempo com Heart Beat Rock, que eu abomino! De rock não tem nada. Mais um r'n'b fora de contexto. Ela chegou a ganhar um remix oficial, que eu acho bem mais interessante. Cosmic é uma baladinha bem mela calcinha que não ofende ninguém, mas eu raramente escuto até o final. Pra mim, "X" é pra dançar batendo cabelo, não pra dançar coladinha.
No More Rain volta aos poucos pra dancefloor. Uma música phyna e bem produzida. Gosto da forma como a Kylie muda os vocais ao longo dessa música. Muito boa, mas não se compara à minha música favorita do "X", The One! Xente, como adógo essa música! A produção ficou a cargo dos Freemasons e lembra bastante os remixes que eles faziam na época. Uma baladinha em forma de dance music... amo! Foi o último single tirado do álbum.

Indo na pegada de Speakerphone, Nu-di-ty é a música mais inusitada do "X". Aqui realmente tá tudo acontecendo ao mesmo tempo. Nu-di-ty é uma metrópole cheia de luzes e sons à noite que fascina e faz com que você queira dançar e sensualizar. Stars encerra o álbum com chave de ouro. Não se destaca entre as demais faixas, mas não faz feio. Uma balada uptempo bonitinha.
Como dá pra perceber, todos os lados B da época acabaram saindo em alguma edição especial. No Japão tivemos King or Queen, um pop nem tão chicletoso como os outros, mas muito gostoso, e I Don't Know What It Is, com uma vibe pop rock mais digerível. Rippin' up the Disco foi um bônus online e super combina com o clima dance/eletrônico do álbum.
Magnetic Electric e White Diamond também ficaram como bônus no iTunes. A primeira também segue a linha geral do "X" e podia ter vindo bonitinha no lugar de All I See, por exemplo. A segunda é uma versão balada de uma música inédita (e linda) também produzida pelo Jake Shears e só apresentada ao vivo. White Diamond na sua versão original ainda precisa ver a luz do dia, porque é muito boa!

Carried Away, Cherry Bomb e Do It Again foram todas lançadas como lados B pros singles de Wow e In My Arms. A primeira é um pop bem colocado como lado B mesmo. O mesmo pode ser dito de Cherry Bomb, mas essa é mil vezes mais interessante. Por fim, ufa, temos Do It Again, que empolga e MEGA substituiria pelo menos umas três músicas lançadas no "X"! Muito boa mesmo!

Xente, quanta música! Caralho! Tô cansada, viu? Antes de terminar, só queria dizer que eu AMEI ver a Kylie ao vivo aqui no Brasil, mesmo com o show da "X Tour" numa versão mais reduzida. O Credicard Hall tava lotadíssimo a ponto de eu e minha amiga Cyndi Loka quase desaparecermos no meio de tanto vinhado! Kylie tava super contente e espantada com o sucesso que ela fazia aqui. Aliás, no mesmo ano teve Kylie, Madonna e Cyndi. Só faltou Cher pra foder geral, néam?

No próximo post sobre a Kylie, o que esperar de um álbum inteiramente produzido por ninguém menos que o guru musical Stuart Price? Uma decepção de quarenta minutos. 

In My Arms

Duet with Jolin Tsai
Duet with Aleks Syntek
Instrumental
Demo Version
Abbey Road Sessions
Acoustic Radio 2
Peter Ries Radio Remix
Peter Ries Re-Radio Remix
Steve Pitron & Max Sanna Mix
Steve Pitron & Max Sanna Mix Short
Steve Pitron & Max Sanna Vocal-Dub Mix (thanx to N!)
Sebastien Leger Mix
Sebastien Leger Mix Long Edit
Sebastien Leger Mix Edit (thanx to N!)
Sebastien Leger Mix Edit 1A
Sebastien Leger Dub
Chris Lake Vocal Mix
Chris Lake Dub Mix
Death Metal Disco Scene Remix
Death Metal Disco Scene Dub
Spitzer Remix
Spitzer Radio Edit
Spitzer Dub Version


No meu edy:
"In My Arms" é o single mais legal extraído do "X", mas isso não significa que é o single com melhores remixes. A música é que é muito boa. Apenas a música, tzá? O lançamento do single de "In My Arms" foi bem bizarro, porque ele foi lançado na Europa um dia após "Wow" ter estreado nas rádios do Reino Unido. No final das contas, "In My Arms" acabou tendo um resultado nos charts um pouco cagado, mas isso não tira o brilho da música, néam?

Sendo bem franca, "In My Arms" não surpreendeu nenhum fã da Kylie quando foi lançada no "X" porque sua versão Demo já tava rodando a internet há um bom tempo. Devo dizer que as diferenças entre a versão final e a demo são bem poucas, viu? "In My Arms" ainda ganhou duas versões com duetos internacionais, mas a mais bonitinha é com essa moça Jolin Tsai (prazer, Maddyrain). A voz dela casa bem com a da Kylie, mas parece alguém cantando no videoke. Sei lá...  
Vale a pena também se acabar de chorar com a versão Abbey Road Sessions, que saiu apenas na edição japonesa do álbum. Muito... mas muito linda mesmo! Incrível a reinterpretação feita pra ela e aqueles violinos são de arrepiar qualquer um.

Quanto aos remixes, não esperem muita coisa. Os melhores foram produzidos promocionalmente pras rádios da Alemanha. O Peter Ries Radio Remix mantém o clima dance da original, mas adiciona uma pegada disco super bonitinha. O Peter Ries Re-Radio Remix se aproxima mais da original, mas é cheio de efeitos aqui e ali.      
Pra dançar na buatchi, temos o Steve Pitron & Max Sanna Mix, que é basicamente isso: um club dance que sem o encanto da original. O Sebastien Leger Mix também vai por esse caminho club, mas com batidas mega repetitivas. O Sebastien Leger Dub é mais interessante. O resto, meu amô, é resto. Verdadeiras lições sobre como cagar com uma música boa.  

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Aim, só uma versão que eu NUNCA vi pra baixar, mas morro de curiosidade pra ouvir!

peter ries funky club mix

14 Bilus felizes:

Alan disse...

os 'gritinhos' de sensitezed são um sample de bonnie and clyde da Brigitte Bardot.

Lord N Music disse...

Oi, teria como postar os remixes de Amber - Love One Another? Queria muito estes remixes. Se não der, tem como repostar Amber - Yes ou The Need To Be Naked? Amo seu blog! Abraço.

Anônimo disse...

Oi, teria como postar os remixes de Amber - Love One Another, ou se não puder, repostar os remixes de Yes! ou The Need To Be Naked? Amo seu blog e continue assim. Abraço.

Maddyrain disse...

Alan, amore, obrigadjénha pelo toque (retal). Vou ouvir essa música pra ver se gosto!

Lord N Music, desculpa amore, mas não tenho planos pra Amber por enquanto.

Beijos,
Maddyrain

Rodrigo Santiago disse...

O show foi TUDO!! Also: like a drug = fade to grey

Lord N Music disse...

Oi, Maddyrain. Consegui estes remixes de Aretha Franklin - A Rose Is Still A Rose, será que ajuda? Todos são de vinil.

Hex Hector Drums (3:50)
Johnny Vicious Dub (9:28)
Yogi's Bystorm Remix (4:03)

Aqui está meu email para entrar em contato. Me mande o seu email para eu te mandar esses remixes.

Maddyrain disse...

Amore, SUPER quero essas versões! O meu email é maddyrain@hotmail.com.

Manda aí que eu reposto The Need to be Naked... Uma mão lava a outra e você me come. Simples assim!

Um beijo,
Maddyrain

Lord N Music disse...

Oi Maddyrain, Te mandei os TODOS OS REMIXES que eu tenho dessa música, e nele estão os remixes que eu te citei. Mandei pelo Dropbox, mas ás vezes ele cai no spam, então procura na caixa de entrada e no spam também.

Conhece o projeto Thunderpuss2000fan! que tá rolando no Youtube e no Soundcloud? pois é. Eu sou o dono dele e sim tenho todos aqueles remixes do Thunderpuss, inclusive alguns até o próprio Barry Harris me deu. Se quiser conversar por email, fica a vontade (PS: Mas já adianto que sou do mesmo barco que o seu hehe.) email:djlords@hotmail.com

Queria Yes!, mas The Need To Be Naked já tá super valendo. Vou cobrar.

Abraço.
Lord N.

N disse...

sebastien leger mix edit 3:49
https://www.sendspace.com/file/y5gqwl (192)
steve pitron and max sanna vocal-dub mix 8:00
https://www.sendspace.com/file/zlwthd (128)

Maddyrain disse...

Obrigadjénha Lord N Music e N... vocês são a mesma pessoa, by the way?!

E meu imã pra passividade continua funcionando pelo visto!!

Maddyrain

Anônimo disse...

Sempre achei All I See sua cara! Kylie ahazza na sensualidade, adoro!
E The One como favorita? Acho Crystallize muito mais bonitinha.

Maddyrain disse...

Aim, pq "All I See" é minha cara, amore?! ahahhahah Agora fiquei curiosa!

"Crystallize" não é do X, néam? Mas mesmo assim, ainda prefiro "The One". Mas também acho "Crystallize" uma fofura sem fim.

Um beijo,
Maddyrain

Anônimo disse...

Acho super sensual, 'música para fofar'. Fofar com seu amor. Sua cara, não?
Falei de Crystallize pois acho super parecida com The One, mas anos luz melhor.
Outra que acho sua cara é Skirt, mas você já disse cagar e andar pra ela. Aquela batida do começo super me lembra os remixes house que rolaram pro álbum 'Kylie Minogue'.

Maddiê, o que cê acha de Higher?

Maddyrain disse...

Xente, nãooooooo.... "Skirt" não!!! DIGO-TE QUE NÃO!!!! Amore, você precisa me conhecer melhor, entonces... Vamos marcar uma fodinha gostosa... até deixo tocando "All I See"... mas pelo amor, "Skirt" naum...

Um beijo,
Maddyrain

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela