Bicha Disney

[modo "Confissões de Absorvente" on:]

Aim, sabem, grande parte da minha infância... enquanto eu ainda era vítima de uma família aparentemente feliz... eu passei assistindo e decorando as músicas dos desenhos clássicos da Disney. O perigón todo começou quando meu pai conseguiu uma VHS original de "A Pequena Sereia". Eu sabia todas as músicas de cor e salteado, chorava quando Ariel perdia a voz e achava um ahazzo Ursula virando humana e cantando no barco. Mas, mais do que tudo isso, eu morria de amores pelo Príncipe Eric... Ai, ai... como não amá-lo? Reparem o imaginário que esse bophy carrega: marinheiro, príncipe, cabelos negros, olhos azuis, corpo forte e viril. Eu nem era uma moça já conhecedora das artes da punhetagem, mas sentia-me totalmente atraída por ele. Até eu deixaria de ser sereia pra viver com um homem daquele! 

"A Bela e a Fera" foi o primeiro filme que eu fiquei realmente ansiosa pra assistir. Na época, todos os programas de televisão comentavam sobre os efeitos especiais e as técnicas utilizadas para criar o castelo da Fera. Foi também o primeiro desenho da Disney que assisti no cinema (se não tô completamente enganada). Meu pai era fascinado por desenhos e ficava mais animado que eu e minha irmã para ir ao cinema.
Fiquei maravilhada pela trilha sonora e ganhei o CD de presente (vejam como a Celine Dion faz parte da minha vida desde que eu sou um peidinho). No entanto, confesso que não sinto nenhuma atração pela Fera depois que ela vira príncipe. Aquele visual cabeludo e ruivo não me encanta (embora as más línguas afirmem que os ruivos são verdadeiros jumentos). Já Gaston... hmmm... todo musculoso e brucutu ávido por um sexo camponês gostoso... Esse sim merece um boquete bem feito! Aliás, pesquisando uma foto pra ele achei o ator que faz o papel dele no parque da Disney e nesse eu faria um boquete e séquiso anal gostoso e safado!

Minha empolgação pra assistir "Aladdin" era gigantesca! Eu já tinha completado meu álbum de figurinhas do filme (meu kool pra você que coleciona o álbum da Copa) e não via a hora de assisti-lo. Amei! As músicas, o visual... enfim, tudo! Menos o próprio Aladdin. Sorry, gato, mas você não faz meu tipo, naum.
E, embora "O Rei Leão" me traga muitas lembranças de um tempo que não volta mais, não sou adepta da zoofilia, tzá?!
"Pocahontas" também marcou uma época. Foi o último filme da Disney que assisti no cinema com minha mãe logo após meu pai sair de casa. Acho que acabamos não indo mais ao cinema por conta de todas as lembranças que o ato trazia. Enfim, não foi um filme que eu morri de amores. Achei a história interessante, mas não fez a minha cabeça. No entanto, John Smith conseguiria uma fodinha comigo hoje mesmo! É só me ligar, gato! Loiro, atlético, corajoso... Não é um príncipe encantado, e suas motivações iniciais são bem mesquinhas, mas vemnimim, meu amô!

"O Corcunda de Notre Dame" já faz parte dos desenhos que eu não assisti no cinema e levei anos para finalmente assisti-lo em VHS. Na época, achei a história confusa e não entendi muita coisa, mas achei o Capitão Febo um tesão com aquela cara de safado e louco pra comer a cigana Esmeralda. Pena que aquela armadura esconde todo o potencial dele, néam?
"Hércules" eu só fui assistir bem recentemente quando vi que tinha online no Netflix! Eu já tava ficando muito grandinha pra me importar com filmes da Disney. Tolinha... tenho certeza que eu teria ficado completamente loka do meu koolzinho pelo Hércules! Loiro, musculoso, com pouca roupa e levemente burro. Aposto que até vocês ficaram com a xana imaginária úmida!
Nunca assisti "Mulan", mas não posso ver "Tarzan" sem dar uma pausa pra... touch myself. Pronto falei! Xente! Que Tarzan é aquele!? Corpo todo liso e trabalhado nas acrobacias! Peitoral divino! Quase um ator pornô da BelAmi com aquela tanguinha!

Depois, passei anos cagando para o que a Disney lançava e o próximo filme que fui assistir foi "A Princesa e o Sapo" (também por causa do Netflix). Achei o filme bem mais ou menos (acho que é a velhice), mas como não bater siririca pelo Príncipe Naveen e todo seu charme!? Finalmente um príncipe que não é branquelo e loiro! Um bophy moreno, cabelos ondulados e charmoso pragarai! Se um bophy assim vem conversar comigo, minha calcinha cai automaticamente no chão e o edy se abre em flor.
Ainda não assisti "Enrolados", mas acho o tal do Flynn tão... mas tãoooo bonitinho! Uma cara de safadjénho, naum? Um Aladdin melhorado! Parece alguém que você realmente poderia encontrar na rua, só que não! Nunca tem desses nas ruas em que eu ano!

E, finalmente, após tanta gente falar de "Frozen", decidi assistir (online, porque não sou obrigada!) e fiquei impressionada! Todo bophy desse filme é fazível! Primeiro, Kristoff. Aposto que por baixo daquele monte todo de roupa de frio ele nem é sarado como todos os outros bophys da Disney que citei, mas é tão bonitinho! Sabem aqueles gordinhos lindinhos? Hans, o vilão da história, com aquela cara de bom moço e suas costeletas enormes, merece também uma bela chupada de neca. Até eu decidiria casa com o bophy no mesmo dia em que o conheci, Anna. Fica sossegada porque Maddyrain te entende e compartilha do seu fogo na xereca. 

Por todos esses bophys (e olha que eu tô ignorando aqueles que vieram antes do Príncipe Eric) eu super acho que a Disney deve ser a culpada por muita família destruída por uma biluzinha reluzente em seus plenos onze anos.

Obrigada, Disney!

Um beijo,
Maddyrain

[modo "Confissões de Absorvente" off.]

I'm in the Mood

UK Radio Mix
Bad Yard Mix
Bad Yard Edit
Bad Yard Dub
Classic Mix
The Mood Mix
Old Skool 12"
Old Skool Mix
East 87th St. 12"
East 87th St. 7"
In Da Soul 12"
In Da Soul Mix
Jinx Mix


Eu tô no clima prum gang bang!
Olha, faz tempo que a CeCe Peniston não aparecia por aqui, néam? Que relapso, Maddyrain! Gosto muito da mocinha, mas vamos combinar que é apenas por questões saudosistas, porque o que ela lança hoje em dia a xente tem que fechar os olhos e lembrar com louvor de "Finally"!
Eu acho que não conheço a versão original de "I'm in the Mood", mas SUPER desconfio que é um r'n'b chato e datado. Pra alegria geral da nação, David Morales foi lá e mexeu na música. O Bad Yard Mix é aquele classic house que a xente tanto ama e venera. É pra se jogar mesmo! O Classic Mix segue essa mesma vibe house, mas tem elementos diferentes. Uma delícia também.

Como nem tudo são flores, todos os outros remixes vão pro lado r'n'b da força e não farão grande diferença na sua vida. Eu até podia sugerir que você ignorasse todos, mas tem coisas bem produzidas (pelo menos). O Old Skool 12" do Steve "Silk" Hurley faz a linha gueto phyna. O East 87th St. 12" é bem parecido. Garai, podia ter rolado um house gostoso, néam? Tem até um pianinho gostoso desperdiçado ali no meio!

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Aim, é sempre uma versão dub ou instrumental que fica faltando, néam? Incrível!

old skool instrumental  4:48
east 87th st. instrumental  4:26
in da soul instrumental  3:22

3 Bilus felizes:

Anônimo disse...

Confesso que fiquei todo empolgado esperando Beaty & The Beast ou Reflection, mas me surpreendi com a música de hoje! Adorei.

Adorei as confissões. Disney acabando com famílias since ever. O meu favorito é o Gaston.

Um beijo.

Maddyrain disse...

Aim, amore, eu não tenho remixes dessas músicas... A da Celine eu sei que não existe nenhuma versão oficial além da original (que adógo, mas abaphe the case).

Beijos,
Maddyrain

JM Devotion-Boy disse...

thank you so much, hard to find 20 years old
JM

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela