Eu acredito em Pokémons

Tem dias, meus amores, que eu não acordo nem um pouco disposta a trabalhar. Infelizmente, são quase todos os dias. Vocês também passam por isso, néam? Sei que vocês são todos vagais que nem eu, não tentem esconder a verdade de mim! Eu vi na minha bola de cristal que comprei outro dia duma cigana desesperada pra conseguir dinheiro pro seu tratamento odontológico. Aim, não! Tanta coisa mais interessante pra fazer e tenho que ir de ônibus lotado pro Viaduto do Chá com minha barraca de armar debaixo do braço e uma bolsa pesada entupida de bugigangas místicas num dos ombros!?
Cheguei e a Cigana Rubi tinha pego meu cantinho no Viaduto. Já fiquei puta. Não falei nada, só roguei a praga. Ela fez o mesmo. Senti a energia negativa vindo até mim com a força de um míssil. Meu amô, você é cigana, eu sou drag queen. Se fecha.

Armei a barraca... aim, que safadeza... num canto quase perto da prefeitura. Odeio ficar por lá. Sempre tem xente fazendo alguma manifestação e querendo se consultar de graça. Vamos ter Copa? O Haddad é gay? A passagem do ônibus vai cair? Ai, que sei eu!? Gostaria que ele fosse gay (ATIVO, por favor!!) e tivesse casinho comigo. Ando precisando de um contato bom na política.
Abri a portinha da barraca e sentei no meu troninho matriarcal todo trabalhado numas pedrinhas de plástico lindas que comprei numa loja de jardinagem na 25 de Março. Quando perguntam o que são digo que se trata de pequenas rochas lunares trazidas por um cientista-macaco russo. 

Minha cara de kool só rivalizava com a cara do meu kool. E, diferente da cara do meu kool, ela não tava nada convidativa. Peguei meu 3DS da minha bolsa e comecei a jogar Mario 3D Land, porque não sou obrigada. O povo começou a fazer fila em frente à minha Tenda Exotérica. Acendi um incenso indiano de patchuli com notas de feno e bosta de cavalo pra dispersar a galera. Funcionou. Uma biluzinha insistente continuou na fila firme e forte.

_ Pode entrar, demônio. Vai logo.
_ Nossa, vou ser atendido pela Soraya Místika?! Não tô acreditando na minha sorte!
_ Nem eu, inferno. Não sentiu o incenso que eu acendi, não?
_ Eu tô super gripado. Não sinto cheiro de nada.
- meu bico ficou ainda mais quilométrico.
_ Ai, que pena. É um incenso marroquino que só traz boaventura a quem o inala com vontade e deixa seu aroma sensual e com tons almiscarados penetrar o pulmão. Enfim, fica pra próxima, néam? Mas já que você sobreviveu até aqui, o que você quer comigo?
_ Eu vim jogar.
_ Então vamos jogar, meu amô! - decidi fazer a maldita master. Peguei um deck de cartas do Pokémon que eu havia comprado por engano na semana passada. Achei que fosse um baralho cigano japonês hi-tech e quando percebi o que havia feito, a vergonça era tão grande que decidi guardar as cartas pra qualquer eventualidade.
_ Você vai tirar minha sorte com cartas do Pokémon!? Mas é muito talentosa mesmo!
_ Jamais duvide dos dotes e guias espirituais de Soraya Místika. Embaralha essas cartas... enfim... o de sempre, meu amô. Faz uma pergunta e vamos ver o que os bichinhos do Pokémon reservaram pra você.
_ Eu vou me casar com o João Claudio? Nós namoramos desde pequenos! Meu primeiro e único amor!
_ Hmmm... vamos ver. Olha só quem saiu! O Pikajunior! Meu amô, essa história de "primeiro e único amor" é super bonita, mas só nos livros do séculos dezoito. João Claudio tem a neca pequena e você nem sabe disso. Como é a única rola que você teve o prazer de colocar na boquinha, acha que tá tudo muito bem e muito bom. Fika a dika pra trocar de neca. Próxima pergunta.
_ Mas você não me falou se eu vou casar.
_ E você ainda quer casar com um bophy de neca mati?! Deixa eu ver qual Pokémon sai agora. Olha só! Saiu o RolimFofão. Gato, esse João Claudio além de necudinho tem a pica fofa!? Você quer casar mesmo?
_ Mas onde que eu vou encontrar outro amor como João Claudio?
_ Segundo o Cinex, você precisa começar a frequentar os cinemões daqui do Centro, meu amô. Entre sem pudores, mas recomendo não usar nada muito sofisticado porque você corre o risco de ser seriamente assaltada ou sair toda gozada de lá de dentro.
_ E se eu for hoje num cinemão eu vou encontrar quem lá dentro?
_ Xente, que babado! Olha o nome desse bichinho: Marikons! Sabe o que ele representa? As mariconas que ficam atrasando nossa vida! Ih, meu amô, não vai nesse cinemão hoje não! Vamos ver onde você tem que ir. Tira outra carta. Ah! Eu sabia! VaporAnus! Onde é que você acha que você tem que ir!?
_ Não sei...
_ Ai, Donna Summer... dê-me paciência para lidar com xente cerebralmente inoperante. Você tem quer ir numa sauna!
_ Mas eu nunca fui numa sauna.
_ Leve camisinha e o cartão de crédito e seja feliz!

Meu atendimento foi tão criativo que decidi incluir as cartas de Pokémon ao meu leque de habilidades exotéricas. Venho cogitando ler também figurinhas da Copa...
A bilu saiu toda animada de minha tenda com o cartãozinho de recomendação by Soraya Místika. A cada dez clientes que eu indico pra sauna dum amigo dos tempos de escola eu ganho uma sessão de gang bang grátis. Não posso escolher os bophys da patifaria, mas em tempos de cólera, meu amô, tendo neca e deixando ela ereta já tá valendo!

Um beijo,
Maddyrain.

I Believe

12" Master Mix
Radio Mix
Radio Edit
Rework
The Tweakin'
Bathtub Dub
Notloveland Full on Vocal Mix
Notloveland Radio Mix
Red Jerry Mix
Sash! Extended Mix
Sash! Edit
Sanchez Mongoloids in London Mix
Sanchez Edit
Sanchez Accapella
Sharp "Blasted" Remix
Chris Cox Club Mix
Chris Cox Bootleg Mix
Hard Cox Dub
Vandalism Club Mix
Vandalism Club Edit
Vandalism Spank DaNun Mix
Vandalism Spank DaNun Edit
Northstarz Mix
Robot Needs Oil Remix


Eu acredito... eu QUERO acreditar... que todos vocês são necudos:
Amores, se há algo que eu posso falar pra vocês é o seguinte: com certeza tinha uma biluzinha muito babadeira escolhendo as músicas do jogo "GTA Liberty City Stories". Tocava Moloko, Ultra Naté, De'Lacy, Jaydee e até Kristine W! Tem coisa mais travesti que Kristine W!? E no meio de tanta música boa, tinha também "I Believe", do Happy Clappers. Enfim, não conheço nada além de "I Believe" deles, então não tenho muito o que falar, néam?
Super recomendo o 12" Master Mix. Um dance bem dublativo e jogativo com um vocal escandaloso. Do jeitinho que a xente gosta! "I Believe" é de 95 e ganhou alguns poucos remixes no primeiro lançamento. O mais legal de todos é o Notloveland Full on Vocal Mix, que  mantém o ritmo acelerado e dance da original, mas com um pianinho super válido.

O primeiro relançamento veio em 1997 com mais algumas versões. O Sash! Extended Mix torna a música ainda mais acelerada e com um clima pré-trance perfeito pra você ouvir enquanto corre na esteira. O veterano de guerra Roger Sanchez produziu o Sanchez Mongoloids in London Mix (que nome!), mas não empolgou. Tem toda uma proposta diferente, mas meu kool. Se é pra inovar, que seja com algo bom, néam?!   
Não sei quando os remixes do Chris Cox (do Thunderpuss) foram lançados, mas pode ouvir o Chris Cox Club Mix já sabendo que é batidão. Não é tão bom quanto os remixes dele como Thunderpuss, mas tá valendo. Por fim, o último suspiro de "I Believe" foi em 2008. Vandalism Club Mix dá uma renovada bem gostosa na versão original e é a única versão mais recente que vale a nossa atenção.

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Mesma história de sempre.

iron dub  6:57
sanchez mongoloids in london instrumental
sanchez 'da beatdown' mix
sanchez backwards dub  9:48
paolo jackson & ruud EQ remix  6:51
chris cox radio edit  3:43

1 Bilus felizes:

Anônimo disse...

A versão do Chris Cox é de 2003!

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela