Consumismo selvagem

Você chega basicamente nua no Shopping JK Iguatemi. Tudo que você veste são seus saltos altos (emprestados) e um pedaço de seda (comprado na 25 de Março) enrolado nas partes íntimas. A peruca (última que sobrou) está amarrada num rabo de cavalo que sobe 5cm antes de desabar em queda livre até a bunda. Sua melhor amiga não está muito mais vestida que você. Ela sempre foi mais audaciosa. Saltos altos também e apenas três espátulas de bolo espalhadas pelo corpo. A peruca é um work in progress da peruca de papel jornal usada pela Cher no seu último clip.
Os seguranças se aproximam com cautela diante de duas (quase) estátuas gregas (deformadas aqui e ali). Você vira a cabeça para eles. O rabo de cavalo vai pra lá e pra cá. Levanta a mão e ordena que parem. Diz que veio gastar até os tubos. E manda um beijo.

Não sabe muito bem por onde começar. Bottega Veneta ou Dolce & Gabbana? Esteve por fora da moda e das grifes internacionais por tanto tempo que suas únicas referências atuais são Marisa e C&A. A amiga sugere Lanvin. Em seguida, Gucci. Prada. Van Cleef & Arpels. Tudo borbulha dinheiro. Nada lhe custa menos que mil reais, mas tudo quase chega nos dez mil. O cartão de crédito trabalha freneticamente. 
Volta para o corredor do shopping vestindo algo que acabou de comprar. As roupas até penicam de tão novas. Os sapatos novos causam calos. Mas quem se importa? Afinal, são os calos da riqueza. Você e a amiga recém repaginadas terminam o tour consumista na Zara. Até as divas precisam de algo para bater em casa.

Pra carregar tanta sacola de roupa, sapato, joias e acessórios, contratam um funcionário do shopping. Incrível como esses shoppings para ricos pensam em tudo! Você só precisa se preocupar em gastar o dinheiro, mas isso nem é uma preocupação agora que você é rica. Os anos de roupas populares (e poucas de grife roubadas por aí) acabaram. Vida longa à sua herança! 
Tudo pode ser comprado agora. De roupas ao sexo. Da alegria à tristeza (alheia). Chegam em casa e desabam no meio de tanta roupa nova. Você tem até pena de colocar seus novos vestidos Chanel num guarda-roupa tão feio e simples. Decide manter tudo na caixa até se mudar para um apartamento maior. Uma cobertura maior. Talvez uma mansão? Não... sempre preferiu viver nas alturas. Acima do chão... do povo. Só mora na cobertura quem realmente está acima... salvo algumas exceções.

Decide que o dia pede uma comemoração à altura. Pega o padê especial que já está acabando. Não importa, já que em breve terá toda uma boca para gerenciar. Cogita virar traficante. Chefe de quadrilha. Dona de morro. Não... muito trabalho. Vai comprar uma boca, isso já está decidido, mas colocará alguém para administrar. Mas quem? Litta Walitta? Não... essa é muito viciada para gerenciar algo direito. Talvez Kilo Minhoca se não estivesse morando na Itália, mas essa prefere vender roupa íntima cagada. Muda de ideia. Irá comprar uma villa na Itália. Viverá feliz bebendo vinho todo dia e transando com toda a população sexualmente atraente italiana.

É despertada de seus devaneios pela porta. Vai cambaleando até lá. É seu advogado. Qual é mesmo o nome dele? Já até esqueceu. Está tão dopada que sente-se ligeiramente atraída por aquela figura feia. Ele lhe entrega uns papéis. Diz que já está tudo okay. Você é novamente rica e poderosa. Voltará a ser a figura mais influente na noite gay de São Paulo. Poda comprar quantas Ilhas do Bororé quiser. Tudo que precisa fazer é assinar os papéis pela última vez.
Assina tudo colocando um coraçãozinho ao invés do ponto no "i" de Maddyrain. Convida-o para visitar sua cama decida a nunca mais transar com gente feia novamente. Você transpira poder. Dinheiro. Glamour. O retorno de Maddyrain Diva!
A Woman's Got the Power

Pop-Crossover Mix
Pop-Crossover Mix Extended
Pop-Crossover - Instrumental
MJF Urban Mix
MJF Urban - Instrumental
Thunderpuss 2000 Club Anthem Mix
Thunderpuss 2000 Dance Radio Mix
ThunderDub


Maddyrain tem o poder:
Se você até hoje não anunciou ao mundo que é travestchy, seu momento chegou! E pra te ajudar, hoje temos o bate cabelón clássico "A Woman's Got the Power", da escandalosa Jennifer Holliday. Essa música marcou tanto a época em que eu comecei a sair pra buatchi! Uma loucura! Quando toca hoje em dia, danço com muito saudosismo e amor no coraçaum!
Não preciso nem dizer que os responsáveis por essa música virar hit gay foi a dupla Thunderpuss, néam? Se jogue, meu amô, mas se jogue totalmente no incrível Thunderpuss 2000 Club Anthem Mix! Remix bom assim não se faz mais, viu? Eles também foram responsáveis pela produção do Pop-Crossover Mix, mas não espere nada muito baphônico. É um popzinho bonitinho e que não ofende a virilidade de ninguém. Bom, tem os gritos da Jennifer... então talvez ofenda, sim!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela