Vamos falar da Kylie Minogue: Enjoy Yourself

Sem perder muito tempo, logo após terminar a divulgação de seu primeiro álbum, Kylie voltou aos estúdios para a gravação do "Enjoy Yourself". Eu imagino que a empolgação do povo devia ser grande, néam? Deram um puta tiro no escuro lançando a carreira da musical da bunita e acabaram acertando em cheio no gosto popular.
Bom, não há nenhuma grande mudança musical do álbum anterior, o "Kylie", para o "Enjoy Yourself". As músicas seguem todas a mesma vibe pop chiclete teen com a voz esganiçada da Kylie. Além disso, a produção continuou nas mãos do pessoal da PWL, então vocês já sabem o que esperar... é tudo muito parecido entre si!

A ordem vinda de cima era para a Kylie continuar mantendo a fama e carinha de boa moça. Não que fosse muito difícil. Seu namoro com Jason Donovan era um dos mais queridos do público e a música dos dois, Especially for You, tocou até em balada de motoqueiro roqueiro!
Enfim, "Enjoy Yourself" foi lançado em outubro de 1989, mesmo ano do "Like a Prayer" da Madonna. Não há a MENOR condição de comparar os dois álbuns, néam? Vamos abaphar o caso porque acho que nem a própria Kylie tinha pretensões de chegar perto do estrelado da Madonna. O tracking list original do "Enjoy Yourself" é o seguinte:

1- Hand on your Heart (single)
2- Wouldn't Change a Thing (single)
3- Never Too Late (single)
4- Nothing to Lose
5- Tell Tale Signs
6- My Secret Heart
7- I'm Over Dreaming (Over You)
8- Tears on my Pillow (single)
9- Heaven and Earth
10- Enjoy Yourself

O álbum abre com o primeiro single lançado, Hand on your Heart. Sem grandes reviravoltas musicais, acho que se a música tivesse sido lançada no ano anterior, ninguém teria percebido. Bem gostosinha e animada. Esse mesmo clima dançante e pra cima continua com Wouldn't Change a Thing, segundo single do álbum. Aplique as mesmas considerações anteriores para o terceiro single, Never Too Late. Xente... haja falta de criatividade!
Nothing to Lose é um pouco menos animada, mas não espere nada fora do comum. Eu sei que não estou sendo de grande ajuda, mas não há realmente nada de diferente para eu falar! Felizmente Tell Tale Sign vem para quebrar essa sucessão de mesmice. Uma baladinha super fofolete com a Kylie tentando até dar uns gritinhos à la Mariah Carey!

My Secret Heart é a segunda baladinha do álbum, mas não me agrada. O instrumental é muito simples e não empolga. Pelo menos não é idêntica às outras músicas! I'm Over Dreaming (Over You) foi lançada como lado B de um dos singles, mas merecia um lançamento mais digno. É bonitinha e acima da média do álbum.
Tears on my Pillow é a regravação de uma música da década de 50 e tem todo o clima colegial americano que eu adógo. A música foi o último single lançado e faz parte da trilha sonora do filme "The Deliquents", que tem a Kylie no elenco e eu nunca assisti. Ela puxa outra baladinha, Heaven and Earth, que, sinceramente, não acrescenta nada na vida de ninguém. E, por fim, temos a música que deu nome ao álbum, Enjoy Yourself, e que quase virou single. Estranho ela não ter nem sido lançada como lado B, porque é muito boa! Fecha o álbum com chave de ouro e dá pistas do avanço musical que o próximo disco traria.

É difícil falar desses primeiros álbuns da Kylie porque eles não são necessariamente bons e, olhando pra bunita hoje em dia, é quase impossível pensar que seu começo foi tão merreca. Mesmo assim, algumas músicas são boas, mesmo pecando na produção repetitiva e desinteressante.
De toda forma, seria no próximo álbum da Kylie que ela começaria a mostrar seu lado mais sensual que seria tão explorado ao longo dos anos.



Hand on Your Heart

7" Backing Track
7" Instrumental
Video Mix
The Great Aorta Mix
The Heartache Mix
Smokin' Remix
Dub
W.I.P. 2002 Remix
W.I.P. 2002 Backing Track
W.I.P. 2002 Instrumental
W.I.P. 2002 Radio Mix
W.I.P. 2002 Radio Backing Track
W.I.P. 2002 Radio Instrumental

I wanna hear you tell me you don't want my love...

Ponha seus dedinhos no meu edy. Não dá choque, não:
Dentre os singles lançados do "Enjoy Yourself", "Hand on your Heart" é o que mais ganhou remixes e foi presenteado com um clip sofrível. A música fez um sucesso considerável lá fora, mas acho que nem chegou a ser tocada por aqui na época, mas não tenho certeza dessa informação. Enfim, não tem muito o que falar de "Hand on your Heart". É um pop chiclete bem bonitinho e com as batidas tradicionais das produções PWL. 
O Video Mix foi ligeiramente remixado, mas mantém todos os elementos da original. Na verdade verdadeira, ele nada mais é que a versão editada do The Great Aorta Mix. Se curtir, pegue também a versão Dub, que é bem fofinha. 

As outras versões seguem uma vibe mais Janet Jackson. O The Heartache Mix acrescenta umas batidas mais... aim, sei lá... mais street à versão original. Já o Smokin' Remix começa da mesma forma, mas permanece nesse estilo mais freestyle. Não faz muito minha cabeça...
Um último remix foi lançado em 2002 numa das inúmeras coletânias da Kylie, o W.I.P. 2002 Remix. Eu acho essa versão super fofa e ela tem o maior clima disco house. Super delicinha e recomendada!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela