Tétano mata?

Não precisei nem abrir os olhos pra saber que o pesadelo que eu tava vivendo não tinha acabado. O cheiro já denunciava a cruel realidade. O som de Valdemar vomitando pelo quarto também.

_ Aim, qué parar?! É vomito! É nena! Donna Summer, o que falta neste quarto!?
_ É melhor nem perguntar! Vai que acontece! 
_ Gato, eu sei que parece mentira, mas isso DEFINITIVAMENTE não acontece frequentemente comigo, tzá?! O lance é que minha amiga Litta Walitta com certeza quis tirar um sarro da minha cara, só pode! - Valdemar continuava de pau duro. E que pau! O corpo denunciava uma alimentação escassa, mas o pau... O pau!! - Gato, você se excita com nena, é isso? Que é esse pauzão durão aí?
_ Ah, comigo é assim mesmo. Uma vez duro, leva uma hora pra ficar mole.
_ Xente! Nunca vi isso! Mas... você fica... assim... uma hora bombando sem parar!? 
_ Com certeza.
_ Mas... me conta... você goza nesse período todo ou naum?
_ Gozo várias vezes. E cada vez mais! Já pensei em ir no médico e tudo mais, mas sei lá se isso é doença ou não!
_ Gato! Isso não é doença! É uma benção!

Peguei o telefone na mesinha e disquei para a recepção. O telefone era tão sujo que senti meus dedos grudando nele. Alôin, é da recepção? Aqui quem fala é Ma... Alejandro. Isso. Acabei de subir com um moço desnutrido. Olha, deixa eu te falar, cheguei aqui no quarto e tá tudo cagado! Não, não! Cagado literalmente. Aliás, antes fosse só cagado. Tem merda até no teto! Isso aqui não é limpo depois do uso não? Eu sei que tem xente que curte uma merda na cara, na boca, no corpo, mas eu não sou assim, tzá? Quero trocar de quarto, por favor.
Um protótipo de camareira veio averiguar o estrago. Nem bateu à porta. Chegou abrindo como se estivesse em sua casa. Parou atônita diante daquele riacho nada doce. Jogou uma chave na minha direção e correu para o banheiro. O outro quarto não era muito melhor. Na verdade, era exatamente do mesmo jeito. 

_ Valdemar, tem chuveirinho nesse banheiro? Checa pra mim.
_ Você já tomou a vacina contra o tétano?
_ Naum sei. Deixa eu ver. - foi minha vez de parar atônita diante da crueldade do mundo moderno e underground. O "banheiro" era nada mais que um cubículo com uma privada e uma pia encardida. O chuveiro ficava em cima de tudo isso e o chuveirinho era um cabo que saia de trás da privada tão enferrujado que parecia ser feito de carvão. - Valdemar! Como é que eu vou fazer a xuca, Valdemar?! Olha esse chuveirinho, Valdemar?! Num tem condições de enfiar isso no rabo!
_ Bom... ainda bem que o rabo não é meu.
_ Aim, que horror! Me fala uma coisa, Valdemar, você tem... assim... algum preconceito em comer um rabo... assim... meio sujinho por dentro? - fiz minha carinha dócil de Gato de Botas do Shrek. Valdemar esboçou uma cara de nojo que piorou o conjunto de sua obra em cem por cento. Enfim, sempre achei que quem é feio não devia ficar fazendo careta por aí! Fika a dika!
_ Sim, tenho! Não vou comer um rabo todo cagado não!

Voltei minha atenção pro "banheiro" e aquele cabo escuro escapulindo por detrás da privada me encarava desafiante. Vem, vinhado, me enfia no seu rabo. Deixa eu te limpar, sua bilu porca! Valdemar, eu juro que se eu morrer de tétano eu passarei o resto da minha eternidade te assombrando! Fechei os olhos e meti a cabecinha do chuveirinho na porta do edy e deixei a água entrar. Nada melhor do que fazer a xuca num já sentada no trono. Eu só quero que você saiba que eu não ando com algodão no rabo sempre, tzá? Isso foi dica de Litta Walitta, aquela criminosa. Deixa eu chegar em casa! Vai comer algodão pelo nariz! Terminei o trabalho xuquístico e me entreguei aos braços magros de Valdemar.

_ Pronto, meu amô! Tô pronta pra ser empalada!

I Will Survive

Original Radio Edit
Original Instrumental
Original A Cappella
Silk's Old Skool Extended Mix Clean Rap
Silk's Classic House Mix
Kay Fingers Extended Remix with Rap
Puff Daddy "Bad Boy" Mix
Liquid Soul Remix
Marvellous Light Remix


I will chupar:
"I Will Survive" na voz da Chantay Savage (prazer, Maddyrain) é um exemplo de como regravar e cagar com um clássico. Na verdade, eu só fui atrás dessa música quando vi que ela foi produzida por ninguém menos que Steve "Silk" Hurley, mas que decepção! Ouça a Original Radio Edit pra conhecer, mas não espere nada muito digno. Aliás, as batidas e a vibe r'n'b me lembram BASTANTE o remix dele pra "Take a Bow", da Madonna, só que mais chatas. 
Pra não jogar tudo no bueiro, temos o ótemo Silk's Classic House Mix, o único remix dançante de hoje. Um house super gostoso e válido! Por que não chamaram mais xente pra fazer uns remixes assim, néam?! O resto, meu amô, é tudo variação r'n'b do mesmo tema. Só pra quem curte mesmo!

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Hoje, os pedidos são até que curtos e confesso que eu não faço a MENOR questão de ter os remixes abaixo, mas enfim... se alguém tiver... é só mandar!

rhythm radio version
silk remix without rap  4:22

1 Bilus felizes:

Marco disse...

Mulher! Essa voz.. HEATHER HEADLEY!!!!!!! Nao conhecia essa versÃo, to Chokita!

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela