Vamos falar da Madonna: Celebration

A carreira da Madonna, como a de qualquer outro artista há anos nas paradas, é repleta de acertos e erros. Claro que não há um momento específico em que TODOS os fãs da bunita digam "Hmmm... aqui ela cagou e sentou em cima", assim como não há alguma fase em que eles concordem "Xente! Isso aqui é diamante em formato de CD!". Por exemplo, a tentativa da Madonna em lançar algo mais urbano, comercial (se é que isso é possível) e batido com o "Hard Candy". Uma caralhada de fãs torceram o nariz, enquanto que outros adoraram. Eu, particularmente, estou no meio termo. Não é nada inovador, mas consegue ser melhor que muito feijão com arroz por aí.

Depois de não chocar, não inovar, mas encantar a todos com a "Sticky & Sweet Tour" no Brasil, já tava na hora da bunita lançar mais uma coletânia de sucessos! "Celebration" foi lançado em 2009 e fez sucesso pelo mundo afora, além de brindar os fãs com um DVD duplo com praticamente todos os clips da carreira da diva. Uma loucura! O álbum teve dois lançamentos distintos: CD duplo, pras mais esganadas, e CD simples, pras mais humildes. O tracking list não traz nenhuma surpresa entre os hits (seguindo os moldes do "GHV2" e sem versões remixadas como no "Immaculate Collection") e de novidade mesmo, apenas duas músicas inéditas.

Celebration, o primeiro single da coletânia, foi produzida pelo arroz-de-festa Paul Oakenfold e não traz absolutamente nada de relevante pra discografia da Madonna, mas eu até gosto do clima "Holiday updated" e é um alívio dançante pra quem já tava de saco cheio da fase wannabe black diva do "Hard Candy". O clip tem a participação do então namorado Jesus Luz que, depois de levar um pé, procura Jesus pelas igrejas do Brasil.
A outra música inédita é Revolver e essa se aproxima mais da temática do "Hard Candy". Vou levar uma chuva de menires na cabeça, mas eu gosto bastante dela! Claro que eu MEGA cortaria a parte rap do Lil Wayne, mas abapha. A música foi um fracasso absoluto e nem clip ganhou. O single ainda conta com uma versão TERRÍVEL de Celebration com participação do Akon. Jesuis, dai-me forças!

A versão digital do "Celebration" ganhou, ainda, It's so Cool, um demo antigo do Mirwais completamente reproduzida pelo Oakenfold. Se você procurar as versões demos na Internet vai notar que o Oakenfold tirou leite de pedra e deixou a música bem dançante e diferente da proposta original. Só pra constar, simplesmente ODEIO essas putices de remixes e músicas exclusivas pra versões digitais de singles e álbuns. Fico puta!

Apesar de todos os pesares, Madonna não chegou onde está sem motivos. Talvez atualmente sua participação no cenário musical seja menos relevante do que outrora, mas são os fins dos tempos mesmo, néam? Mesmo assim, se você parar e observar a carreira inteira dela, irá observar sua capacidade inata em captar o burburinho e transformá-lo em hinos na dancefloor. Essa capacidade de se reinventar constantemente a cada álbum rendeu fases memoráveis que provavam como a Madonna conseguia unir ao redor de sua pessoa moda, música e arte. Hoje em dia, quem consegue fazer isso?
Mesmo que os anos a seguir sejam repletos de fracassos ou tentativas de retornar ao topo, nunca existirá outro artista revolucionário como a Madonna. Mas também... o que há pra se revolucionar hoje em dia, não é mesmo?

Meus planos eram de encerrar essa série longa e interminável de análises da carreira da Madonna com o "Celebration", mas como a bunita lançou o "MDNA", teremos mais um post... mas não tão em breve assim, meus amores, porque nem o álbum eu comprei ainda! Abaphe the case!

Um beijo,
Maddyrain

Celebration

Instrumental (bootleg?)
Extended Instrumental
Oakenfold Remix
Oakenfold Remix Dub
Feat. Akon
Benny Benassi Remix
Benny Benassi Remix Edit
Benny Benassi Dub
Johnny Vicious Club Remix
Johnny Vicious Club Radio Mix (low quality...)
Johnny Vicious Club Dub (low quality...)
Johnny Vicious Anthem Privé Mix (low quality...)
Felguk Love Remix

Check comments / Vejam os comentários...


Chupa meu edi que eu gosto:
Hoje não é dia de festa, meu amô? Então, Celebration da Madonna! Uma coisa... assim... bem óbivea, eu sei, mas deixa eu falar: sabia que eu gostei de Celebration? Claro que não é a nova Holiday, mas super quebra o galho e foge da linha black diva fail do Hard Candy. A produção ficou por conta do "já fui mais" talentoso Paul Oakenfold e não decepciona. Podem pegar o Oakenfold Remix que é uma espécie de versão extended. Uma graça.

Outro "já fui mais" famoso a mexer em Celebration foi o Benny Benassi, aquele do Satisfaction. Sorry, gato, mas você sempre será o homem do Satisfaction. Podem pegar o Benny Benassi Remix. Um pouco menos jogativo que o club diva do Oakenfold e segue a linha techno bilu. Gostosinho, mas nada fora de série. O Benny Benassi Dub é mais dark e underground, do jeito que Maddyrain gosta. Vocês sabem... Outro que segue a linha electro boring é o Felguk Love Remix. Não faz a minha cabeça, mas também não é a bilu mais horrível da buatchi!

Sinto informar, mas Johnny Vicious já foi melhor. Bem melhor, aliás. Outra cagada monumental no maiô é esse semi-fazible gangsta de voz fina, Akon, querer remixar "Celebration". Gato, vem cá... a xente pode fofar e tudo mais, mas limite-se a cagar nas suas músicas... Não vem cagar com a Madonna. Já basta o que você fez com o Michael Jackson!

1 Bilus felizes:

Maddyrain disse...

Download:
http://www69.zippyshare.com/v/52149176/file.html

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela