No escurinho do chuveirão

O momento que eu mais gosto quando tô na academia é a hora de tomar banho. Entro no vestiário, meu novo reduto, toda suada junto com Litta Walitta. Vamos pro nosso armário já disparando pra todos os lados e mandando recados via olhar sedutor fatal. Enrolo uma toalha ao redor do meu novo corpo semi-magro e vou rebolando até os chuveirões.
Claro que nem sempre é uma maravilha, néam? Dependendo do horário, só tem a ala da terceira idade lavando aquelas piroquinhas que nem se lembram mais o que é ficar dura. Mas tem dias, meu amô... Ah, tem dias em que o baphão é garantido!

Enrolei minha toalha ao redor da cintura e fiz um laço super bonito e feminino pra ir até o chuveirão. Era o horário em que os bophys do futebol saiam da quadra que ficava no topo da academia e eu tava decidida a realizar um gang bang digno de produção pornô do sul da Europa!
Cheguei no chuveirão e nem sei se consegui esconder a cara de decepção. Bem que a Litta me falou que o povo do futebol era um bando de pedreiros feios! Olha, se eu colocasse todos no liquidificador e batasse, não dava meia colher de café! Xente, mas eu não vou desperdiçar minha xuca nem fodendo! Sondei as necas discretamente, mas não havia nada fora do padrão.

Colhi minha indignação do chão e decidi tomar meu banho quietinha. Coloquei o sabonete e o xampu no suporte da parede e virei a bundinha pros pedreiros. Não tô morta! Continuaram falando do jogo e de buceta como se eu não existisse. Que horror! Vou apelar! Entupi a mão de sabonete e comecei a ensaboar o rabo.
Nada.

Filhas da puta! Minha bunda ainda é gostosa! Não perdi o título de "diva del sexo anale" e "diva da 25 de Março"! Onde já se viu!? Sempre tem mais quando o assunto é causar, néam? Enfiei um dedo no edy. A conversa continuava como se eu fosse parte dos azulejos do banheiro. Enfiei outro dedo. E mais outro. A convera parou.

_ Que ele tá fazendo? Ô moço, tá tudo bem aí?
_ Tô lavando o rabo, não posso?
_ Poder pode, mas não precisa ficar ensaboando tanto! 
_ Se ensaboa tanto é porque tá sujo!

E foram embora na mais pura gargalhada me deixando com a maior vergonha do mundo. Eu juro por Jean Grey, Gwen Stacy e Donna Summer que eu NUNCA mais darei meu edy pra pedreiro e trabalhadores do ramo de construção civil! Só vou dar quando a neca e o conteúdo forem bons! Chega de caridade!
Quando não ouvi mais a voz deles por perto, decidi me virar e encarar novamente o chuveirão, crente que tava sozinha. Um bophynho bem mais baixo que eu tomava banho. Avaliei o material. Corpão em dia. Os músculos todos trabalhados. Moreninho. Careca. E o cacete enorme! Molengão, mas enorme!

Será que ele tava lá há muito tempo? Será que viu eu me dedando? Ele tacou espuma na mão e começou a lavar o pau na maior sensualidade. Fiquei parada, atônita! O cara olhou pra mim e mandou eu me virar. Entendi o recado e voltei a ensaboar o rabo e me cutucar. 
Entra um dedo. Balança a bunda. Entram dois dedos. Abre o edy pro terceiro. O quarto força o caminho. Os cincos não rola! Aí já é demais, néam? Self-fist fucking é uma arte que eu não domino.
Virei pra trás novamente o pau do cara tava enorme na mão dele. Xente, vou me acabar! Serei empalada! Ele faz sinal pra que eu continue. Quer ver que esse filha da puta vai gozar e vai embora?! Que típico! Homens são todos terrivelmente iguais!

De repente, não mais que de repente, a energia da academia acabou. O vestiário virou dark room!? Xente, que loucura! É hoje que inicio as obras da próxima estação de metrô! 
Senti mãos fortes me segurando pela cintura. Hmmm... pra um baixinho até que ele tem a pegada gostosa. A respiração dele ofegante vinha direto na minha orelha enquanto ele esfregava o pauzão na minha bunda. Xente... ele subiu num banquinho!?

_ Sua bunda continua formidável.
_ Fabinho!? - o pau cabeçudo fazia força pra entrar. Cedo ou não cedo?!

I Still Believe

Morales' Classic Club Mix
Morales' Classic Club Mix - UK Edit
Morales' Classic Club Mix Edit
The Eve of Souls Mix
The Eve of Souls Mix - UK Edit
The Kings Mix
The Kings Mix Instrumental
Stevie J. Remix
Stevie J. Remix Clean
Stevie J. Remix Edit
Stevie J. Remix Instrumental
Stevie J. Remix A Cappella
Pure Imagination - Damizza Reemix
Pure Imagination - Damizza Reemix Instrumental
Pure Imagination - Damizza Reemix A Cappella


Eu ainda acredito no poder da piroca mágica:
Xente, sabe quando você tá ficando velha? Quando a música que você gosta e lembra da primeira vez em que a ouviu já tem bem mais de dez anos. Simples assim! Eu lembro perfeitamente do meu primeiro encontro com "I Still Believe", quando vi o clip na MTV e ouvi os remixes num single que, na época, era raro e caro. Loucura! Nem conhecia o poder do download ilegal de MP3 em 1998! A loka!
"I Still Believe" é uma das baladjénhas mela calcinha mais famosas da Mariah Carey e eu simplesmente a adógo. Já disse pra vocês que tenho meu lado lamb, néam? Jesuis, não é lamb kool, tzá?! Lamb neca super vai, mas lamb kool JAMAIS! Lamb é a forma carinhosa como os fãs da Mariah se tratam. Como hoje não tem versão original ou editada, se joguem no YouTube e curtam o clip.

Mesmo com tantos remixes pra "I Still Believe", hoje as indicações serão curtas. Ou seja, tem muita merda nesse bolo fecal todo. Vamos começar com o que é bom, ou seja, os remixes do David Morales. O Morales' Classic Club Mix é um crássico e super gostoso. House de qualidade, meus amores! Não tenho certeza, mas desconfio que a Mariah regravou alguns poucos trechos.
Os outros dois remixes do Morales são completamente lokos do meu kool. O The Eve of Souls Mix já começa com backing vocals cantando um trecho inédito. O remix em si é mais tribal e meio dubístico. O The Kings Mix é mais pesado, mas ainda na mesma linha tribal dub. Os dois têm vocais regravados. Um looshu.

TODOS os outros remixes seguem a linha r'n'b chata que só a Mariah sabe fazer, mesmo com vocais e trechos novos. O remix do Stevie J. (produtor da versão original) você só sabe que ainda é "I Still Believe" porque tá escrito no nome. A versão I Still Believe - Pure Imagination (Damizza Reemix) até fez certo sucesso na época (ganhou até clip! Horrível, mas ganhou!) e é mais tragável. Eu acho o refrão tão grudento. Não dá pra não cantar junto enquanto escuto... Uma loucura!

1 Bilus felizes:

Marcos disse...

I still believe in neca odara

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela