Emburrecendo

Parei na frente do espelho do vestiário e pensei com minhas poucas pregras sobreviventes Vou tirar uma foto com meu iNeca que nem os bophys da Internet fazem! Vou fazer cara de fodona e apertar os músculos do abdômen! Xente, vão achar que eu sou ativa! Donna Summer que me livre dessa sina! Vou tirar foto da bunda então! Cadê Litta Walitta pra me fotografar quando mais preciso dela?  
Olhei pros reservados e vi os pés dela e outro par por trás pelo vão da porta. 

_ Fernando, tá terminando? Preciso da sua ajuda!
_ Ai... hmmmm... pra que, saco? Tô ocupada!
_ Eu sei! Quero tirar foto da minha bunda carnuda! Quero entupir meu edy de filtro e publicar a foto no Instagram!
_ Ele tá ocupado, porra! Tira a foto sozinho, viado do caralho!
_ Aim, que grosso! Hmmm... do jeito que gosto...

Decidi me contorcer toda e tirar a foto. Saco, tá toda tremida! Parece que minha bunda é esquizofrênica! Os movimentos no reservado do banheiro não paravam. Aim, que disposição! Deve ter alguém neste vestiário pra tirar uma foto minha! Fui caminhando pelas fileiras de armários, mas não havia viv'alma disponível pra fotografar a beleza recém readquirida de Maddyrain.

_ Tô lá fora procurando alguém pra me fotografar!
_ Uff... ufff... como você é repetitiva!
_ Tem xente pior e você sabe!

Decidi pedir ajuda pra uma miguxinha da lojinha da academia: uma biluzinha magérrima e com cara de que tinha o edy do tamanho de um túnel de metrô. Ela tava ocupada atendendo um bophy magia que queria comprar uma sunga nova.

_ Olha... vê como essa sunga realçou o seu corpo. Olha... o seu abdômen ficou muito mais vistoso. Mais sensual. Olha... vai fazer sucesso na piscina.
_ É o que eu mais quero. Odeio nadar! Me dá fome! Mas a professora é gostosa. - a biluzinha fingiu não ouvir a declaração homossexual.
_ Gato, me ajuda numa coisa... assim... rapidinha?
_ Pera, Alejandro! Tô ocupado, não tá vendo?! Então... olha... tem também nessa cor preta que marca ainda mais o seu volume considerável. Olha... pode provar aqui mesmo. A gente não se importa, né Alejandro? - e fez sinal com a cabeça pra eu sair da loja. Detesto vinhadinho que acha que tem intimidades comigo.
_ Não me importo NEM UM POUCO. Pode se trocar aqui mesmo, moço. - pro meu espanto, o bophy baixou a sunga e uma meia enrolada caiu dela - Guéisso!? Naum creio!
_ Preciso fazer volume. Meu pau é muito pequeno e só quem tem pauzão se dá bem hoje. Tomo muita bomba e o pau foi encurtando.
_ Xente... e por que você não para de tomar bomba então? 
_ E virar frangote?! Tô fora! Prefiro que meu pau caia!

Olhei pra ele com espanto! O corpo dele era uma delícia. Sem excessos. Todo trabalhado na natação. Os contornos dos músculos eram provocantes, mas olhei de novo pra nequinha e quis chorar. Fui pro balcão escondido no térreo que vendia bomba, suplementos e outras coisas do tipo pra reclamar. Vocês tão encurtando o pau dos bophys magias! Isso não é justo! O vendedor era gigantescamente sarado e gostoso. Desisti na hora de reclamar e decidi jogar meu charme travesti.

_ Inhaim? Você vende bomba?
_ Bomba pra malhar?
_ Naum, amore. Bomba pra matar xente no shopping center. - e abri o meu melhor sorriso amarelo diante daquela cara perplexa. Todo marombado é burro? - Claro que é bomba pra malhar, gato.
_ Ufa! Pensei que era um terrorista!
_ Sou um terrorista do amor. Faço amor como se fosse um kamikaze.
_ O que é isso?
_ Alguém com muito tesão no rabo...
_ Ah! Já entendi tudo! Você é um gay!
_ Sou A gay, meu amô. Vim aqui reclamar do produto que você vende. Ele tá deixando os bophys com pau pequeno! A xente fica com vontade de aquendar quando você um corpão gostoso, assim como o seu, e leva um susto quando vê o pau minúsculo. Você sofre desse problema?
_ Qual problema? - eu devia estar falando grego.
_ Você tem o pau pequeno?
_ Que nada! É grandão, grossão e babão!
_ Hmmm.. olha só! Os três "ão" que eu mais gosto num pau! Mas eu só acredito vendo! Sou que nem aquele santo...
_ Santo Antonio?
_ ... É! Esse aí! Deixa eu ver sua arma?
_ Não tenho arma não! Sou da paz! Só malho pela saúde e pelo visual! Nem luto nem nada. - comecei a ficar irritada e bodeada. Uma porta já teria me mostrado o pau.
_ Deixa eu ver seu pauzão? Só pra conferir... Prometo que é só pra ver.
_ Claro! Aí você me fala se achou grandão! - o bophy baixou o shorts e desenrolou uma caceta deliciosamente grande. Já abri o Bocão Royal.
_ Nossa! Preciso agora sentir com a boca pra ver se é babão mesmo.
_ Ah, isso não pode não, cara. 
_ E por que não?
_ Porque eu sou evangélico e Deus disse que é errado fazer essas coisas com outro brother.
_ Eu não sou seu brother, meu amô. Sou mais sister do que você imagina.
_ O que é isso aí? Sister?

Tudo tem limite e o da minha paciência é curto. Abocanhei aquele pauzão e só soltei quando o bophy explodiu em porra por todos os lados. Gozou e rezou em seguida. Nada é mais gostoso do que corromper os valores morais mal fundamentados dos outros.

Um beijo,
Maddyrain


I Don't Want U

Wide Life Club Mix
DezroK Mix
DezroK Club Mix
DezroK Dark Drama Mix
DezroK Dark Dub


I don't want little dicks no more:
Você vive uma vida que não é sua? Finge que é hetero até pro seu espelho? Não sabe como sair do armário e gritar pro mundo "Eu sou gay!"? Maddyrain tem a solução, meu amô! Escute... apenas escute... "I Don't Want U" no último volume em casa, no trabalho, na lotação... Pronto! Ninguém irá nem cogitar que você é bophy!
"I Don't Want U" foi um hit nas buatchis guêis e tacava fogo nas bilus, incluindo eu, linda e magérrima, completamente doida do meu kool. A música traz ótimas lembranças e vocês irão adorar. Drag hit eterno!

O Wide Life Club Mix já é bem fervido e vinhado. Isso é música de bilu pintosa! Se você se acha um bilu discreta, fuja porque o bate cabelón é certo!
A versão que tocava na buatchi é o DezroK Club Mix, que não é muito diferente da versão original. Ou seja, é bom! Se jogue com muito ferver no seu edy nervoso. As outras versões do DezroK são apenas variações que mantêm todo esse clima poc poc que a xente tanto gosta.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela