Bucha de canhão

_ Diana Ross existe! Eu tô salva, meu amô!
_ Diana Ross e eu, né Maddie?
_ Kilo!? Cumé que a senhora veio parar aqui!?
_ Andando, oras.
_ Mas a senhora não conseguia nem ficar de pé direito hoje cedo!
_ Maddie, eu tô aqui de pé te ajudando graças ao poder da cocaína. Cheirei tudo que eu tinha. Tudo! Até os pacotinhos escondidos pra emergências. Não me sobrou mais nada. E cá estou, linda, leve, solta e delirante. A cocaína me curou! Aleluia!
_ E como é que a senhora ficou sabendo que eu ia precisar da sua ajuda, vinhada? Algum tipo de visão?
_ Justamente! Litta Walitta apareceu na nossa tenda e mandou eu vir pra cá. Mas primeiro mandou eu cheirar tudo até a última ponta.
_ Xente... que babadu!
_ Vamos logo, Maddie. Não preciso nem dizer que você trouxe a desgraça pra nossa porta, né? Joanete Filha do Jack não voltou pra casa hoje. Você sabe onde ela tá?
_ Aim, temo pelo pior, gata... Se você pudesse me ver nessa escuridão, também ficaria bege.
_ Mas eu estou te vendo. Estou com um incrível poder de visão infravermelha!
_ Xente, essa cocaína era das boas, hein?!
_ Tanto tempo guardada, mofando e sendo deslocada pra lá e pra cá deve ter dado poderes especiais pra ela. O que aconteceu que a senhora tá toda ensanguentada? Menstruou de novo?
_ Aim, que loucura! E não é que a senhora tá me vendo mesmo?! Eu matei e esquartejei o ministro de segurança pública. Prontofalei!
_ Ai, que horror! Que nojo!! Para, eu preciso vomitar! Essas coisas são tudo pedacinho dele?!
_ Justamente, gata. Fiz a linha bandida.
_ Maddie, a senhora tem que sair do submundo por aquele túnel secreto do Fabinho. A senhora não pode ficar aqui!
_ Eu sei, gata. Eu tenho um plano. Preciso ir até o presídio de segurança máxima do Anhangabaú. Preciso encontrar Roxxana Veludo!
_ Ela desapareceu faz anos, Maddie. Duvido muito que esteja viva e lá.
_ Eu tô com a papelada do ministro, Kilo. Ela tá lá! Preciso me encontrar com ela! Algo me diz que só ela pode dar um jeito nessa cagada toda!
_ Maddie, você não vai poder ir até o presídio assim, toda cheia de restinhos humanos na roupa. O Fabinho tinha escondido no vagão dele um uniforme militar. Dá uma fuçada lá antes de fugir pelo túnel secreto. A saída do túnel é...
_ Eu sei, gata. Eu estarei praticamente do lado do presídio. De lá em diante, estarei sozinha e por minha conta. - nosso papo gostoso e descontraído foi cortado pelas batidas dos guardas atrás de nós na porta que selava o submundo - Gata, acho melhor a xente correr!
_ Maddie, não acho que consigo correr. Os poderes da cocaína estão me deixando... Vá você na frente e avise a bicharada.
_ Mas e a senhora?! Vai ficar pra trás?!
_ Gata, o túnel é estreito. Eles não vão conseguir avançar muito rápido com eu plantada aqui, completamente colocada e lançando raio laser do edy. Vai logo e não olhe pra trás.
_ Não, Kilo! Se joga nas minhas costas, eu te carrego! Não vou deixar minha melhor amiga ser morta sem eu fazer nada!
_ Maddyrain, não seja burra! Olha pra mim! Não tenho nem cara direito. Eu não sirvo mais pra nada, já tô maricona! Encontre Roxxana Veludo!

No escuro, não pude ver as lágrimas de Kilo Minhoca rolando pelo rosto deformado. Nem ela pode ver as minhas. O silêncio do túnel de entrada pro submundo era cortado pelos meus passos corridos e as batidas dos guardas na porta.
Quando cheguei na entrada do submundo, virei pra trás a tempo de ver a porta que separava a estação do túnel de acesso ser arrombada. Vi o contorno da Kilo Minhoca virar pra trás e gritar Corre, Maddie! Um beijo e não me liga mais! Entrei toda esbaforida no salão principal. A bicharada vivia sua vida como se nada estivesse acontecendo lá fora.

_ Vinhados do meu Brasil, os guardas estão invadindo o submundo! Rápido, peguem o que puderem pra se defender!
_ E quem é você, viado?
_ Eu sou a Maddyrain, garai!
_ Ah, tá! Conta outra!
_ Viado é uma raça cretina mesmo! Se quiser morrer, meu amô, morra! Eu é que não vou morrer do seu lado!

Sai correndo até o vagão abandonado do Fabinho das Bananas. O choque da minha revelação começou a afetar a bicharada e percebi a correria pra lá e pra cá. Encontrei um baú antigo e revirei o que havia dentro até encontrar o tal uniforme. Enquanto as bichas corriam desesperadas procurando se esconder ou lutar contra as hordas de guardas que não paravam de entrar no submundo, joguei minha roupa e o que havia restado do ministro de segurança pública longe e vesti o uniforme militar guardado pelo Fabinho.

Coloquei uma estante de livros antigos pro lado e destranquei a porta que me levaria até o Vale do Anhangabaú e até o presídio em que Roxxana Veludo estava. Máguegarai eu vou falar com aquela filha da puta quando eu chegar lá?!

The Girl You Lost to Cocaine

Sander Van Doorn Remix
Sander Van Doorn Edit
StoneBridge Vocal Remix
StoneBridge Vocal Edit
StoneBridge Dub
Mark Picchiotti Club Remix
Mark Picchiotti Edit
Mark Picchiotti Drama Dub

I am a girl with a lot on her plate...

Cheira meu edy:
Outro dia eu tava na casa de Litta Walitta completamente embriagada e começou a tocar um remix de "The Girl You Lost to Cocaine" no computador da bunita. Fiquei loka! Despiroquei. Me joguei na contextualização, mas guardei o nome loko da música (e profético) pra procurar depois na minha casa. Embora a versão original não faça o meu estilo e eu NUNCA tivesse ouvido falar dessa Sia, eu AMEI os remixes!
 
O Sander Van Doorn Remix segue uma linha electro house mais pesada e arrombante. Uma coisa... assim... super dopante. O StoneBridge Vocal Remix também ahazza! Não é igual aos outros remixes housezinhos do StoneBridge, mas ahazza com o meu edy! Perfeito pra você virar pocinha na buatchi! 
O remix do crássico Mark Picchiotti faz a linha bichinha feliz e fervida com o edy à mostra. Se joguem no Mark Picchiotti Club Remix também e se acabem de tanto dançar, meus amores! Vocês merecem!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela