A balada muda

Outro dia, o burburinho no submundo guêi era a noite de balada, ou o jantar dançante, como Kilo Minhoca preferia chamar. Fiquei até com medo! Pra mim, jantar dançante é um jantar com macarrão parafuso em duas opções de molho (branco ou ao sugo), guaraná um tanto sem gás e uma bandinha tocando aquelas músicas de mil novecentos e bolinha. Perguntei pra Joanete Filha do Jack se eu deveria me produzir toda e ela falou que ninguém tinha muito pra se produzir. Fiquei mais aliviada.
Charlotte Chandelle havia colado cartazes de antigas baladas reutilizados ad infinitum pelo submundo inteiro e neste dia o banho tava liberado pra todos. Sabe, quando eu tinha água limpa e fresca caindo todo dia do meu chuveiro, pensava no povo europeu que só toma banho quando o negócio tá bravo e ficava com nojo. Agora, com a água sendo um looshu e glamour, qualquer poeira ou sujeirinha que gruda na xente já é motivo de choro. As mais "suantes" têm toda uma técnica pra segurar o vapor das axilas e da virilha. Acho que o cunete tá extinto destas terras por questões higiênicas bem óbvias.

A fila pros chuveirões ia longe. Enfiei-me nela com a bunda arrebitada, só esperando a primeira oportunidade pra ser encaçapada. Uma bilu vesga com cara (e odor) de fedida me encarava com nojo. Olhei pra trás, completamente nua, e perguntei:

_ Algum problema, meu amô? Tô cagada?
_ O pior é que tá.
_ Isso até você tá. Mas eu tô toda cagada? Da cabeça aos pés? Não! Então para de me olhar. Só olha se for comer.

Como ela definitivamente não ia, me deixou de lado e foi observar a sujeira de outra bilu da fila. O chuveirão era deprimente e me lembrava uma penitenciária velha e suja, sem o glamour sexy dos seriados de TV (principalmente Oz). A água que vinha do chuveiro era fria e cheirava pior que o futum coletivo. Olhei pro bophy da frente. Uma neca odara. Uma neca anaconda, por sinal. Vem ensaboar as minhas costas, fazofavô? Sai pra lá, bicha. Também quero dar! Com essa neca!? Meu amô, você pode dar pra si própria! Sai do chuveirão desiludida e sem acreditar no potencial das pessoas. Voltei pra tenda de Kilo Minhoca e Joanete Filha do Jack com a maior cara de kool do mundo.

_ Joanete, olha a cara da bilu. Tadinha! Vem cá, conta pra tia o que aconteceu.
_ Ninguém quis me comer!
_ Mas é claro que não, Maddie. Ativos entraram em extinção faz tempo. As irmãs Ivones agora se cutucam. Essa é a graça.
_ Você queria dar o rabo!? Tá loka?
_ Não! Agora é que eu tô ficando! Gomoasí!? As passivas ficam se cutucando!? Batendo bunda na maior?!
_ Maddie, olha pra mim. Você não pode dar esse edy! Está proibida!
_ Gata, olha, eu te adógo, mas você tá bem longe de mandar ou desmandar no meu edy, néam? Fala pra ela, Kilo. Fala pra ela que ninguém manda no apetite sexual de Maddyrain! E se Maddyrain quer dar o edy, ela dá! - Kilo Minhoca me olhou com cara de "Ela tem razão". Quis matar a bunita ali mesmo - Não vai me defender?! Você devia ficar do lado da sua irmã neca lover! Traidora! Litta Walitta me entenderia! - falei e me arrependi no mesmo momento. Kilo Minhoca segurou o choro e virou pro lado magoada.
_ Maddie, prestanção. Se o ministro inspeciona diariamente o seu rabo, como você vai fazer pra esconder o buraco da nova estação de metrô que será aberto se você der pra alguém?! Pensa um pouco, criatura! Só se você fizer a ativa...
_ JAMAIS! Xente, então eu só não posso dar porque aquele velho safado fica averiguando o diâmetro do meu rabo?!
_ É!
_ Ah, mas vou cortar o barato dele amanhã mesmo! Onde já se viu!?

Coloquei a melhor roupa de vinte anos atrás que Kilo Minhoca tinha guardada no baú. A bunita continuou ressentida comigo (com toda razão) e disse que não tava no clima pra balada. Eu e Joanete fomos pra fora e encontrei a biluzada do submundo reunida no pátio central. A iluminação tinha sido diminuida, pra criar climinha de buatchi, e as bilus dançavam pra lá e pra cá em silêncio, sem música ou conversas paralelas.

_ Xente, cadê o som dessa budega?! Cadê o DJ!?
_ Ué, não podemos ouvir música com volume alto, Maddie, então o jeito é fingir que tá tocando algo. Relembrar os hits do passado, fechar os olhos e dançar como se não houvesse amanhã. Eu vou lembrar do Michael...

Olhei ao redor e fiquei Belenux! O povo fazia exatamente o que Joanete tinha falado! Fechei os olhos e lembrei dos hits da dancefloor que tocavam na minha época de ouro nas buatchis. Lembrei das amizades feitas tendo o copo de vodka como intermediário. Lembrei dos beijos nos cantos da pista. Lembrei das dublagens e rodinhas de dança. Lembrei das amigas e das inimigas e, chorando, dancei Whitney, Deborah Cox, Madonna e tantas outras...

Um beijo,
Maddyrain
Play

Radio Edit
Full Intention Mix
Full Intention Mix Radio Version
Full Intention Dub
Thunderpuss Club Mix
Thunderpuss Radio Mix
ThunderDub (low quality...)
Peter Rauhofer Mix
Peter Rauhofer Dub (low quality...)
Rui da Silva Mix
Rui da Silva Dub Mix (thanx to Rafael!)
Matt & Vito's Fucking Club Mix
(thanx to Rafael!)
Matt & Vito's Fucking Radio Mix (thanx to Rafael!)
The Genie Remix
Sack International Remix
Artful Dodger Main Mix
Artful Dodger Radio Edit
Artful Dodger Instrumental (thanx to Rafael!)
Artful Dodger A Cappella


Play my mother fuckin' song...

Chupa meu edy, DJ:
Amores, eu ADÓGO "Play" da Jennifer Lopez! Lembro quando assisti o clip pela primeira vez e pensei: "Aim, que música tudo! Tomara que toque na buatchi!" Bom, a verdade é que eu NUNCA ouvi "Play" na buatchi! Como os remixes são lá aquela maravilha, podia ter tocado pelo menos a versão Original que é o máximo! Mas, enfim... meu kool pros DJs do passado!

Como já falei, os remixes de hoje não são mega empolgantes, mas também não vamos jogar tudo no bueiro, néam? O Full Intention Mix é uma delicinha. Um dance contido pra qualquer hetero soltar a franga com parcimônia.
A dupla Thunderpuss já provou várias vezes que quando não tava muito inspirada, só saia cagada. O Thunderpuss Club Mix não é uma cagada absoluta, mas mega melou a calcinha. Não foge muito da versão original e mais parece um remix bootleg.

O Peter Rauhofer Mix é mais interessante, mas não empolga tanto quanto a versão original. O remix mais jogativo de hoje é o Rui da Silva Mix. É o que mais tem cara de buatchi de vinhado. Por fim, o The Genie Remix é mega esquisito! Uma coisa... sei lá... nem sei como classificar. Vale pela estranhice! O resto... um peido pra vocês!

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Aim, um kool sem igual tentar encontrar certos remixes da J.Lo!

album version edit 3:31
thunderpuss radio mix tv 3:17
full intention tv 3:21
saffron mix 7:16
artful dodger main mix - tv 4:40
artful dodger radio edit - tv 3:52

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela