Quem quer ser Lara Croft?

Quando "The Last Revelation" foi lançado, eu já andava bem de xana cheia de Tomb Raider. O último jogo da série tinha sido tão frustrante pra mim, que minha empolgação pra jogar a nova aventura da Lara Croft era bem pequena. Ainda mais depois de ler em revistas que ela não sairia do Egito!
Como na terra de jogos piratas, gastar R$5 (na época) não é nenhuma perda considerável de dinheiro, comprei e comecei a jogar "The Last Revelation". O jogo não mudou em nada a dinâmica da série Tomb Raider, ou seja, corre pra lá, pula aqui, dá cambalhota acolá e atira naquele esqueleto! Os gráficos mostravam um avanço em relação aos demais jogos, com cores e efeitos de luz mais modernos. Lara Croft também estava mais... hmm... feminina. Não que isso tivesse qualquer importância pra mim, tzá!

Apesar da beleza gráfica, principalmente nos cenários, "The Last Revelation" acabou sendo o mais chato, difícil e cansativo de todos os jogos da série até então! As fases eram complicadas e com objetivos duvidosos. Lembro que eu ficava horas e mais horas tentando entender que garai era pra eu fazer. Uma tortura! Quando FINALMENTE terminei "The Last Revelation", senti um mix de alívio e susto. Talvez para tentar reinventar a série, Lara Croft aparentemente morria no final de "The Last Revelation". Achei aquilo um absurdo tão grande e decidi manter meu luto por alguns dias. Que maneira mais triste de se morrer! Soterrada numa pirâmide do Egito num jogo podre!

Após matar Lara Croft, a Eidos decidiu fazer a maior cagada de sua vida: lançar mais um Tomb Raider com a história mais furada do milênio. Durante o velório de Lara, alguns amigos da bunita decidem se reunir e recontar algumas de suas principais aventuras.

MEU KOOL, EIDOS!

A grande novidade do "Chronicles" é a versão mirim da Lara Croft, que, além de feia, não adiciona nada de relevante ao jogo. Em relação aos gráficos e dinâmica do jogo, nenhuma mudança significativa após o "The Last Revelation". Desta vez, as aventuras narradas pelos amigos levam Lara até Roma, Rússia, Irlanda (onde você é obrigado a jogar com a versão teen e inútil dela) e Nova York. E, adivinhem, roupinhas novas pra Lara Croft! Não é a Barbie que toda bilu pediu à Diana Ross?!
"Tomb Raider Chronicles" não foi tão maçante quanto os últimos jogos, mas também não me empolgou em praticamente nenhum momento. Terminei o jogo uma vez e NUNCA mais o joguei novamente, tanto é que tenho poucas lembranças dele. Tudo é vago... como se eu tivesse passado a noite com meus narcóticos proibidos por leis brasileiras favoritos.

Só por curiosidade, "Tomb Raider Chronicles" foi o responsável por eu ter o SEX da Madonna. Um amigo meu tava loko do seu kool pra comprar o jogo na época do lançamento, mas tava sem grana. Fizemos um rolinho básico e eu acabei ficando com o livro dele e ele ganhou a versão do PC do jogo que, na época, custou módicos R$50. Foi um ótimo rolo, néam!?
O próximo lançamento na série seria nos video games da próxima geração... que já não é mais a atual... entendeu? Na época, eu nem tinha o PlayStation 2 ainda, mas decidi comprá-lo depois que "The Angel of Darkness" foi lançado. Eu tinha visto algumas fotos na internet e o jogo parecia estar ótimo, além de explicar o retorno de Lara Croft!
Preciso dizer que foi a maior decepção da minha vida?

Não se pode negar os avanços nos gráficos em relação aos demais jogos da série, mas também seria estranho se a qualidade fosse a mesma, néam? Mesmo assim, "The Angel of Darkness" é tão cheio de bugs e problemas de controle que em vários momentos eu tinha vontade de socar a Lara! 
A história também era bem interessante: Lara Croft é acusada de assassinar seu mentor e precisa provar-se inocente e desvendar o crime. Uma trama um tanto quanto policial, é verdade, mas cativante. No entanto, como foi difícil chegar ao final do jogo! De tão ruim, ele acabou ficando difícil! Era necessário intervenção divina pra fazer Lara pular ou correr pros lugares que você queria!

Com "Tomb Raider: The Angel of Darkness", Eidos havia soterrado de vez a dignidade que Lara Croft havia tido no passado. Era melhor tê-la mantido debaixo dos escombros no Egito do que trazê-la de volta à vida pra um jogo tão mal acabado.
No entanto, com o próximo lançamento, uma luz no fim do túnel voltaria a brilhar... No próximo e último post sobre "Tomb Raider", falarei dos jogos mais recentes que salvaram Lara Croft da ruína.

Um beijo,
Maddyrain

Made in England

Radio Edit
Junior's Joyous Mix
Junior's Sound Factory Mix
Junior's Factory Dub
Junior's Big House Mix
Junior's Big House Dub
Junior's Massive House Dub
Junior's Jungle Mix
Junior's Jungle Dub


I was made in inferno:
O retorno da nossa tia favorita, Elton John! Olha, eu não gosto muito de falar em "exclusividade" e coisas assim porque em pleno século XXI acho super duvidoso esse conceito, principalmente na Internet, mas deixa eu falar pra vocês que não consegui encontrar os remixes de "Made in England" com facilidade naum e alguns são super raros, viu? Então talvez seja uma "exclusividade" do meu blog! Looshu!
"Made in England" é um soft porn pop rock típico do Elton John. Uma gracinha, mas duvido que você vai virar vinhado por conta dela. Se é que você ainda não é, néam?! Pode pegar o Radio Edit pra conhecer.

Pra você abrir a janela de sua casa e gritar pros vizinhos "Sim, eu sou vinhado!", pegue os remixes do Junior Vasquez! Embora ele hoje seja um chato sem igual, ele já teve seus (vários) dias de glória! Comece se jogando no ótemo Junior's Sound Factory Mix. Um dance travesty maravilhoso com todas aquelas batidas tribais que deixaram o Juninho Vasconcelos famoso nos anos 90!
O Junior's Joyous Mix é mais um dub do que um vocal mix. Não muda muito a fórmula do Sound Factory, o que já é algo bom! O Junior's Big House Mix também não é muito diferente, mas é menos tribal. Uma graça.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela