Dia de princesa

Gersonswald balançava meu ombro direito tentando me fazer acordar. Acorda, Maddyrain. Tenho uma surpresa pra você! Acorda. Decidi me fazer de difícil, virar de lado e erguer a bundinha numa posição fatal. Vou te acordar metendo rola, você quer, né sua safada?Uma coisa bem Madonna no livro SEX? Sim, por favor!
Nada me irrita tanto como quando o bophy quer meter a seco no meu edy. Como se eu tivesse o hormônio KY em mim e criasse lubrificante pelos poros do meu ser! Ao primeiro sinal da cabecinha adentrando sem a ajudinha do comprade cuspe meu lindo edy, dei um grito irritado e afastei Gersonswald pro outro lado da cama. Eu ainda não tinha perdoado ele completamente.

_ Aim, oguêguefoi!? Não se pode mais dormir nesta casa?
_ Quero te fazer uma surpresa. Quero passar um dia inteiro com você, só te enchendo de presentes. - olhei desconfiada (e com sono).
_ Hmmm... o que você fez de errado? Pra mim você tá com culpa no cartório por alguma coisa!
_ Não fiz nada, Maddyrain! Não posso agradar a travesti que eu amo. - aquilo soou tão... mas tão falso, que eu não sabia se ria da cara dele ou lhe metia um tabefe. Decidi ignorar o comentário e ver até onde aquilo ia dar.
_ Entaum, tá. E o que você tem em mente, gato?
_ É surpresa. Vamos tomar um ônibus e...
_ "Tomar um ônibus"? Gomoasí?
_ Tô sem o carro hoje então vamos de ônibus até a Paulista e de lá eu te levarei primeiro pra almoçar num lugar bem legal. Mas você irá vendada. Sem ver o destino!
_ Ah, tá. Então você acha MESMO que eu vou andar às cegas por aí na Paulista? Ah, sim, craro.

Me jogou na cama e meteu a neca na minha boca. Tem argumento mais forte que esse?! Decidi me render aos prazeres do séquiso anale e fui, completamente vendada, até a Paulista de ônibus. Andava pelas ruas com um papel sulfite escrito ISSO NÃO É UM SEQUESTRO só pra não causar nenhum tumulto.

_ Já chegamos? Onde é que você tá me levando, Gersonswald!? Eu juro que se você me jogar no meio da avenida, eu te mato do além-vida!
_ Calma, escandalosa! Pode abrir os olhos! Chegamos! - e tirou minha venda.
_ Tá... o McDonald's. E daí?
_ Ué, você não gosta de Mc?
_ Aim... pera lá! A xente vai almoçar aqui?! No McDonald's?
_ Sim!
_ Você me tira da minha casa... do conforto do meu lar... pra eu almoçar no McDonald's da Paulista? Que porra de "lugar legal" pra almoçar é esse?!
_ Ah, gata. É que eu tô meio sem grana... - juro que fiquei com pena. E olha que não sou de ter pena de gente pobre.
_ Aim... olha, obrigada, viu? Mas eu tô num regime fudido. Não posso comer no Mc senão engordo...
_ Mas eu te amo do jeito que você é. Vamos entrar. Eu pago o almoço.

Ainda bem que ele falou a última frase ANTES do almoço, senão eu teria vomitado tudo ali mesmo na calçada. Como ele disse que ia pagar tudo, me joguei no Big Mc com um McChicken Junior, milkshake e bata frita grande. Ainda cogitei levar um McFish pra casa, mas seria muita gula. Se é pra engordar, que seja americanamente com glamour! Ele ficou só com o McLanche Feliz e teve a audácia de pegar algumas batatinhas minhas! Nunca... JAMAIS pegue as minhas batatinhas! Terminado o lanchinho, Gersonswald ainda emenda:

_ Agora vou te comprar um presente bem bonito numa lojinha que descobri outro dia aqui na Paulista e achei sua casa.
_ Aim, gato... tô tão estufada que não sei se cago aqui no Mc ou em casa. Comigo, McDonald's é assim: comeu, cagou.
_ Não dá pra irmos na loja rapidinho? Você pode usar o banheiro de lá.

Fomos andando... ou melhor... ele foi andando e eu rolando ao lado até a tal lojinha. Chegamos numa loja de chineses que vendiam tudo a R$1,99.

_ Não é aqui, néam, gato?!
_ É!
_ Aim, você só pode estar de brincadeira comigo!? E eu lá tenho cara de bicha pão-com-ovo de R$1,99?! Onde é que já se viu!? Nunca fui tão humilhada na minha vida! R$2,99, vá lá, mas R$1,99 é demais pro meu orgulho!
_ Poxa, Maddyrain, você só reclama! Te trouxe pra comer no Mc, e não tava bom. Quero te comprar uma lembrancinha, e você não quer! Já falei que tô sem grana, senão te levava no Iguatemi de conversível, mas não fiz muito evento neste mês, você sabe. - a pena bateu de novo.
_ Olha, gato... desculpa. Foi o picles. Não posso comer picles que ele ataca os meus nervos. Vamos entrar. Quero uma lembrancinha bem bonitinha... se é que isso é possível neste lugar.

Voltei pra casa abraçada pelo bophy mais gostoso do ônibus, balançando com uma vontade horrível de cagar e segurando meu mais novo cinzeiro de plástico wannabe vidro rosa-choque com glitter. Enquanto Gersonswald tomava banho e preparava-se pra nossa noite de fodelância, coloquei o cinzeiro na lata do lixo, mas escondi o crime picando um monte de conta de telefone e jogando os pedaços de papel em cima.
E eu lá sou travesti de receber presente xing ling?! Meu nome é Maddyrain, caralho, e demoro pra esquecer e perdoar!

Um beijo,
Maddyrain

I'm Getting Used to You

Album Version
Def Club Mix
Def Radio Mix
Dub a Dub Mix
Beatstrumental Mix

I'm loving every single thing about you...

Deos me livre de me acostumar com a sua neca!
Aim, eu vou ser chamada de "bilu mais cafona do universo", mas vou ser bem franca, sem medo de sofrer bullying pelas bichas do recinto, mas eu MORRO de chorar sempre que assisto "Selena" com a Jennifer Lopez! Xente, como é triste! Eu nunca tinha ouvido falar da Selena antes, mas depois daquele filme, amo de paixão umas baladjénhas MEGA Alpha FM que ela tem! Vocês devem conhecer... assim... COM CERTEZA!
A carreira da bunita foi curta e não rendeu muitos hits. Não se espante se você nunca tiver ouvido "I'm Getting Used to You" antes. Eu não te culpo! A Album Version é um pop bonitinho, com batidinhas latinas bem contidas, mas que estão ali só pra não deixar ninguém esquecer que a Selena é latina.

O babadu mesmo são, é óbvio, os remixes do David Morales, néam? Não preciso nem dizer que só me interessei por essa música por conta dele! O Def Club Mix é aquela coisa classic house que a xente adóga! Uma delícia! Os vocais da Selena super casaram com as batidas, então se joguem! As coisas não mudam muito nos outros remixes, mas acho válido você ahazzar no seu terreiro particular no seu quarto com o Dub a Dub Mix! Uma coisa... assim... bem macumbista! Quem sabe a Selena não incorpora em você! Aim... que maldade!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela