O triste fim de Amy Winehouse

Sabem, ontem ao saber da morte da Amy Winehouse, eu não fiquei chocada nem Bélgica. Teria sido um susto se ela tivesse tropeçado, rolado escada abaixo e quebrado o pescoço, ou então se tivesse sido atropelada por um ônibus desgovernado na porta de casa. Meu amô, se ela morreu mesmo de overdose, como tudo indica, qual é o grande babadu sobre a morte da maior ex-drogadita contemporânea do mundo da música? Até a Whitney Houston perdeu o posto pra Amy (e tá viva, diga-se de passagem)!

Craro que não estar chocada não significa que não tô triste. Nunca fui a fã número um da Amy Winehouse, mas achava a voz dela um ahazzo (apenas nas canções dos CDs, porque ao vivo a bunita tinha o dom de cagar com tudo) e várias músicas dela já me embalaram em momentos da minha vida. Fico triste em saber que uma cantora tão talentosa e com um conjunto da obra tão pequeno tenha arruinado a própria vida desta forma. Era só ler as notícias mais atuais sobre ela pra constatar o fato de que Amy Winehouse tinha virado a sombra da própria sombra. Uma artista tentando se agarrar ao máximo no vestígio de talento que tinha deixado pra trás.

O bolão pra saber quanto tempo Amy iria durar até que foi longe, néam? Muitos dizem que ela foi vítima da maldição dos 27 anos. Eu acho que ela foi vítima de si mesma. Uma pena alguém com talento tão grande partir de forma tão estúpida.

Um beijo, Amy! A xente se encontra no céu das colocadas (e vê se guarda um pouco pras amigas que irão durar mais tempo que você)!
Maddyrain

Back To Black

Album Version
Instrumental
Steve Mac Vocal Mix
Steve Mac Smack Dub
Mushtaq Vocal Mix
Mushtaq Instrumental Mix
The Rumble Strips Remix

You love blow and I love puff...

Chupa meu edy de luto:
Enquanto todo mundo entupia o ouvido e edi com Rehab, eu, bunita, fui me jogar em Back To Black, que é minha música favorita da junkie. Atóron os vocais, o instrumental. Enfim, tudo. Portanto, meus amores, se joguem na Album Version e pratiquem suas cordas vocais com a versão Instrumental.

Seguindo a linha da versão original, temos o Mushtaq Vocal Mix que me faz pensar naqueles filmes de velho oeste horrorosos. O remix tem todo um clima western. É uma releitura interessante da versão original!
The Rumble Strips Remix também é interessante. Aliás, amo de paixão esse tipo de remix que se limita a ser uma releitura ou reinterpretação da versão original. Uma variação de como a música poderia ter sido caso produzida por outras pessoas.

Mas também atóron os remixes pra bater cabelo e balançar tetinhas, claro. Sou vinhada, garaio! Por isso, meus amores, se joguem... ou melhor... se arremecem contra o Steve Mac Vocal Mix. É maravilhoso! Esse homem conseguiu transformar uma música deprê e malancólica em algo mais pintoso que bilu ploc ploc. Podem pegar! É mais do que recomendado.

2 Bilus felizes:

Johan disse...

Thank you!

Anônimo disse...

pelo amor de deus, recupera esses links!!!

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela