Desespero e necessidade

Sempre achei que a vida de desempregada tinha todo um glamour pobre válido e digno, mas não tava sendo nada legal pra mim. A cada dia, o quartinho de Kilo Minhoca ficava cada vez menor para nós duas e Litta Walitta. Nossa amizada tava mega abalada depois do evento no terreiro de Mãe Lenita e nosso despejo da mansão de Roxxana Veludo.

_ Olha o que se tornou a minha casa! Parece que a gente tá vivenu num guarda-roupas gigantesco! - gritou Kilo Minhoca carregando um monte de blusinhas da Versace.
_ "Gigantesco" também não, néam? Não força a amizade. Maddyrain, ao invés de fazer a Elza gritar com tanta roupa e peruca, você podia ter dado a Elza em dinheiro, né?
_ Mas isso se chama roubar, gata. E eu posso ser tudo, menos ladra.
_ Ah! E dar a Elza nisso tudo não foi roubar?
_ Naum!
_ Se o problema era esse, Maddie, eu podia ter dado a Elza num dos carros da Patroa Roxxana que ela nem perceberia. Eu não tenho um puto nem pra comprar cigarro! E tudo que eu queria era colocar peitos de verdade!
_ Gatas, e o que vocês querem que eu faça? Que eu coloque esse monte de roupa à venda? - as duas se entreolharam. Saquei tudo no ar - Ah, naum! Naum vou me desfazer dos meus vestidos!
_ Maddyrain, a gente tá se cobrindo com vestido. Outro dia, me sequei depois do banho com uma calça Gucci! E se a gente não conseguir dinheiro, vamos começar a comer mangas de camisas!

Bom, não tinha muito o que fazer. No dia seguinte, armamos uma mesinha de boteco do lado de fora da casa de Kilo Minhoca e jogamos um monte de roupas em cima. Litta Walitta escreveu num cartaz:

BAZAR PHYNO
TUDO ROUPA DE MARCA POR PREÇO DE DESESPERO
COMPRE ANTES QUE A GENTE SE ARREPENDA

Sentei atrás daquela montanha de tecido com a maior cara de kool do mundo. Claro que não dava pra xente colocar tudo à venda. Quando pegávamos alguma peça de roupa e o coração apertava, deixávamos no monte "segunda leva" caso tudo desse errado em nossa vida.
A população local passava e olhava pra xente como se estivessemos completamente cagadas. Algumas donas de casa paravam e remexiam nas roupas.

_ Ai... na Marisa tem vestido mais bonito.
_ Ah, não tenho dúvidas. Vai lá então, meu amô.
_ Quanto tá essa blusinha da "dolci e gabana"?
_ Não conheço essa marca.
_ Nossa! Só roupa de grife importada!
_ Quero ver a senhora pronunciar o nome de alguma.
_ Fácil! "Uaivis Sainti Laurenti". Esse morreu no ano passado, né?
_ Morreu e tá neste exato momento se remexendo na cova.
_ Maddie, os preços tão muito alto! Ninguém tá compranu nada!
_ Que posso fazer? Baixar o preço de tudo!?
_ O povo daqui é carente...
_ Quanto tá esse sapato Prada? Quero me sentir que nem a mulher daquele filme.
_ Tá R$30.
_ Ah, muito caro!
_ Você não tem noção de caro, meu amô.
_ Tá R$15!
_ Kilo Minhoca! Não vou vender um par de sapatos Prada por quinze reais!
_ Ah, vai sim! Eu preciso comprar cigarro!

No final do dia, tínhamos vendido quase tudo e o que arrecadamos não dava nem pra fazer uma compra do mês no supermercado (nem na boca de fumo). Kilo Minhoca e Litta Walitta decidiram voltar pra avenida pra conseguir um pouco mais. Fiquei em casa alegando dor de cabeça. Na verdade, não queria que elas estivessem perto quando Fabinho das Bananas chegasse. Estávamos nos encontrando às escondidas desde que fomos despedidas por Roxxana Veludo.

_ O que você fez hoje? - perguntou Fabinho após a fofação gostosa e selvagem.
_ Pratiquei a arte do desapego. Vendi quase tudo que roubei na mansão da sua travesti.
_ Por que? Estão sem dinheiro.
_ O que você acha? Que eu ia vender tudo aquilo por diversão?
_ Eu posso te dar um pouco. Você quer?
_ Pergunta pro passivo se ele quer rola. Craro que quero, meu amô.
_ Meu putinho. Você não precisa voltar pra avenida com Fernando e Roberto. Você atende em casa. Eu trouxe algo pra você. - fiquei pasma com o raciocínio lógico dele e peguei uns convites da mão dele.
_ O que é isso? Não me diga que você tá me chamando pra ir num jogo de futebol com você!
_ Não. São três convites pra você e seus amigos irem na inauguração da nova Ilha do Bororé. Pensei que você gostaria de ver como ficou a ilha onde nasceu.
_ Xente, ela mudou o nome da Ilha do Bororé pra Ilha do Sexo? Que cafona! Só vai poder entrar lá quem tiver convite?
_ Sim... será uma festa de inauguração muito grande. Todo mundo da imprensa, pessoas da noite de São Paulo, celebridades do Big Brother e A Fazenda... Acho que você vai querer estar presente.
_ Vou sim...

Ah, meu amô... você nem imagina o quanto eu vou querer estar presente na inauguração da Ilha do Sexo! Será minha última oportunidade de acabar com a graça de Roxxana Veludo!

Um beijo,
Maddyrain

Only Girl (In the World)

Album Version
Instrumental
Extended Club
Rosabel's Only Club in the World
Rosabel's Only Radio Edit in the World
Rosabel's Only Dub in the World
The Bimbo Jones Club
The Bimbo Jones Radio
The Bimbo Jones Dub
CCW Blow It Up Club Mix
CCW Radio
CCW Dub
Mixin' Marc & Tony Svejda Club Mix
Mixin' Marc & Tony Svejda Radio
Mixin' Marc & Tony Svejda instrumental

Like I'm the only one that you'll ever love...

Chupa meu edy como se fosse o único no mundo:
Aim, xente... assim... o que falar dessa música, néam? Que ela me deixa COMPLETAMENTE cagada? Xente, toda vez que ouço "Only Girl (In the World)", saio pela cidade dançando como uma loka! E a recomendação do médico foi "Não escute essa música na buatchi!". Uma loucura! Se você vive em outra realidade e ainda não ouviu essa delícia da Rihanna, super se joga na versão Original! Mega dançante e dublável. Também acho válido se jogar no Extended Club, que é basicamente a versão extended da original. Rihanna tem acertado várias! Adógo!

Os remixes foram todos feitos pra você, que se sente a única bilu da buatchi, se acabar na dance floor. Já declarei várias vezes meu amor pelo Ralphi Rosario, néam? Então se joguem no ótemo Rosabel's Only Club in the World! Perfeito pra você virar a diva da buatchi por uma noite! E como não poderia deixar de ser, a versão dub é ainda melhor! Rosabel's Only Dub in the World na cabeça, meu amô!
Um pouco ofuscado pelo travequismo do remix do Rosario, temos o The Bimbo Jones Club. Uma delicinha também, mas menos vinhado. Ou melhor, um vinhado menos pintoso. E o Bimbo Jones super me surpreendeu com o The Bimbo Jones Dub! Super gostoso e válido! Madonna precisa desse tipo de xente remixando seus próximos singles! Vamos acordar, mulher!

Continuando nessa linha diva da buatchi, temos o CCW Blow It Up Club Mix do Cajjmere Wray pras bilus mais jeito Tunnel de ser. Pura bateção de cabelón! Se joga também no Mixin' Marc & Tony Svejda Club Mix, só pra não perder a viagem!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela