O primeiro dia de emprego de Maddyrain

O edy abriu e piscou fárias fezes quando Fabinho das Bananas me pegou por trás e ficou sensualizando meu pescoço, roçando aquela barba safada por fazer pra cima e pra baixo. Ai Jesuis, se ele continuar assim, vou gozar na calcinha!

_ O que é que o senhor... hmm... tá fazendo aí a trás? Aim... não cutuca aí que eu gamo.
_ O teste do sofá vai ser aqui e agora.
_ Aim, que loucura.... mas não tem sofá aqui... aim, não morde! Não morde!

Fabinho me virou com toda agilidade do trabalhador braçal brasileiro e me lascou um beijão na boca. Xente... esse beijo... não tá certo! Não posso cagar com meu plano logo no primeiro dia! Depois eu chupo! Pensa, Maddyrain!

_ Me larga! Larga! Aim, que absurdo! Que loucura! Que tesão! O senhor não pode me comer logo no primeiro dia de serviço!
_ Por que não? Tô com vontade, você tá com o rabo piscando. Vamos meter.
_ Não! Tá loko?! E se Roxxana Veludo pegar a xente nesse sabonete? Não posso perder meu emprego. Pelo menos não agora. Dá licença.
_ Então dá só um beijinho na minha rola. Deixa eu meter só a cabecinha?
_ Meu amô, "só a cabecinha" é a mentira número dois do mundo gay, néam? A primeira é "sou só ativo". - afastei o cafuçu com os braços. Diana Ross, não lembro a última vez que afastei um bophy extremamente fazible na minha vida! Aliás, acho que era a primeira vez. Bom, tudo tem a primeira vez, menos transar com racha. Essa eu dispenso!

Arrumei meu uniforme, empinei o nariz com toda dignidade que ainda me restava, olhei pro contorno da piroca excitada do Fabinho das Bananas e falei:

_ O senhor precisa de mais alguma coisa? Tirando o séquiso?
_ Tem certeza que não quer só dar uma chupadinha?
_ Certeza eu não tenho, mas não posso. Não escovei os dentes e odeio chupar com bafo.
_ Fabinho, você tá aí em cima?
_ Xente, é a Roxxana Veludo! Onde eu me escondo!?
_ Dentro do armário! Entra aí! - ele me empurrou pra dentro do armário de casacos de Roxxana Veludo. Parecia que eu tinha adentrado uma coleção de animais empalhados. Toda uma variedade de bichos em extinção em forma de roupa me encarava. Uma travesti como eu não chega onde chegou sem andar com nossa amiga Gillette debaixo da língua. Saquei minha arma e fui dando retoques aqui e ali.
_ Fabinho! Meu amô! Que saudades de você. Fui passear no Shopping Cidade Jardim e fiz umas comprinhas pra você. Comprei alguns relógios novos da Bvlgari que você tava precisando. Olha só essa echarpe da Hermès que phyna! Você não vai acreditar! Nosso novo motorista foi sequestrado por uma velha com um cachorro! Pois é! Acredita ou não acredita? Acredita no bate cabelo, meu amô! Quanco chegaram no shopping, coloquei a velha pra correr, mas fiquei com o cachorro. Um labrador tão bunitu. Já até coloquei nome: Astrogildo. Não sei da onde tirei esse nome, o importante é que tirei. Aim, cadê o Alejandro pra tirar meu casaco? Você viu o Alejandro, kérido? Não?
_ Eu...
_ Esses novos empregados são assim... Não querem saber de trabalhar. Bom, vou eu mesma ter que guardar meu casaco. - em câmera lenta, vi a porta do armário sendo aberta. Guardei minha Gilletto debaixo da língua num piscar de olho de kool. Pensa rápido, Maddyrain! Pensa rápido!
_ Patroa Roxxana! Tá tudo embolorado aqui dentro! Veja só! Tá até caindo pedaço dos casacos da senhora!
_ Alejandro! O que é que você tá fazendo aí dentro do meu armário de casacos?! Ah, deixa eu adivinhar! Aposto que...
_ Deixa eu falar? Posso falar?! O Alejandro fala ou não fala? Seu Fabinho mandou eu averiguar o armário da senhora pra ver se não tava com fungo. Tá tudo embolorado, veja só.
_ Jesuis! Olha os meus casacos! Alejandro, você é mais valioso do que eu imaginava! Já pensou se eu tivesse perdido meus casacos pra esse fungo qualquer? Fazofavô de ligar pro melhor especialista em fungos de São Paulo e manda ele dar um jeito no meu closet inteiro!
_ É pra já, madame. Mas alguma coisa?
_ Sim, veja com o cozinheiro novo como tá saindo o jantar. Quero tudo maravilhoso pra esta noite! Pode ir.

Tranquei a porta do quarto e fiquei ouvindo os dois se atracando e caindo na cama. Minha vontade era fazer a Lady GaGa e tacar fogo naquele quarto. Ah, mas eu vou me vingar! Reuni a pequena porção de algo não identificado que ainda restava em meu ser, desci até o escritório do Pigmaleão, escancarei a porta e deixei o anão escancarar o que ainda havia pra ser escancarado em mim.
No final do dia, quando reencontrei Kilo Minhoca e Litta Walitta na sequência de transportes públicos que nos levaria para o quartinho de Kilo, contei como foi meu reencontro com Fabinho das Bananas, como foi gostoso sentir aquela neca dura roçando na minha bundinha e como foi... hmm... antropológico (por falta de palavra melhor) encarar a neca de Pigmaleão. As duas ficaram chocadas com minha coragem e talento anais. Meus amores, posso ser Alejandro agora, mas sempre serei Maddyrain, la diva del sexo anale.

Um beijo,
Maddyrain

The Greatest Romance Ever Sold

Original Radio Edit
Radio Edit feat. Eve
Adam & Eve Remix
Neptunes Extended Remix
Neptunes Remix Edit
Jason Nevins Extended Remix
Jason Nevins Remix Edit
Jason Nevins Romance Beats

Checking each other up and down in all of the obvious places...

Chupa meu edy, que é o maior já criado:
Eu lembro como se fosse hoje como eu conheci The Greatest Romance Ever Sold: eu tava toda bunita e phêmea na Tunnel assistindo o telão e curtindo minha bebedeira numa boa quando começou a passar o clip da dita cuja. Fiquei loka do meu kool, cheguei em casa, me joguei na Internet discada e fiz o download. Pode se jogar na Original Radio Edit você também! Acho bem gostosinha e sexual. Super merece uma fofoda safada e pervertida!
Meus amores, hoje a indicação de remix ficará só com a versão do Jasons Nevins, porque o restante acho válido ignorar. O Jason Nevins Extended Remix tem uma batidinha old skool meio disco music bem bonitinha. Podem pegar sem medo!

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Gostou dos remixes do Jason Nevins, meu amô? Eu também adógo. Agora me ajuda com essas duas versões que tão faltando, fazofavô?

jason nevins dub 5:49
jason nevins instrumental 6:47

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela