Vida pública vs. Vida (na) privada

[modo "Maddyrain Loyola" on:]

Aim, sabe, longe de mim querer falar da vida dos outros. Diana Ross que me perdoe, mas se tem algo que eu não gosto de fazer é falar da vida dos outros. Não quando estou sóbria. Felizmente, estou acompanhada de minha amiga russa vodka, então posso falar mal da vida de quem eu quiser! Beijos. Hoje eu vou falar sobre a diferença entre vida pública e vida privada. Se você é uma biluzinha wannabe popstar da Internet e acha que todo mundo deve saber o exato momento em que você solta aquele peidinho maroto, atenção, meu amô! Você pode estar super queimando suas chances de ser alguém na vida cibernética e não sabe.
Toda celebridade sabe que desde a primeira vez que o holofote brilha em você, sua vida pertence a todos e tudo. Até Geisy Arruda já sacou isso, então você, que não precisa de vestidinho rosa pra chamar atenção, tambem já deveria saber. O problema, meu amô, é que se você não tem absolutamente nada de interessante na sua vida particular pra expor, guarde ela pra si.

Já faz tempinho que eu mandei o Twitter pro bueiro. Aim, perdi completamente a vontade da xana de ficar horas e horas penduradas lá, mas confesso que sinto saudades de alguns followers kéridos e amados. Mas enfim, a vida é muito mais do que isso, néam? Mas como eu tava falando, agora que eu larguei esse vício, saquei como tem xente que realmente NÃO sabe usar o Twitter. Eu conheço xente que fica postando a exata localização em que está pelas ruas do Rio de Janeiro! Meu amô! Rio de Janeiro?! Se você estivesse na Europa... em Nova York... ou até mesmo em São Paulo, vá lá! Mas no Rio de Janeiro, onde 8 de 10 cariocas estão envolvidos com questões ilegais?! Eu digo isso porque tenho FÁRIOS dealers do Rio de Janeiro e sei que se você não aprende a sambar rapidinho, você tá fadada ao fracasso na vida carioca. Mas como eu tava falando, a bilu me coloca onde tá, até o endereço da própria casa. Xente... agora me pergunta, quem NORMAL faz questão ou se interessa em seguir os seus passos? Se você for uma celebridade de verdade, quem sabe... mas se você for ninguém na noitji, se fecha, néam? Agora, deixa eu te contar um babadinho: o mundo tá cheinho de xente estranha e perturbada da piruka. Continua falando onde você tá que você logo logo atrai um doido varrido pra te perseguir.

Outra coisa que... assim... precisa ser dito é que ninguém foi pago pra ficar lendo suas reclamações pelas redes sociais. Antes que a biluzada vista a carapuça e comece a espalhar que eu sou a rainha das indiretas (já), eu sei que é uma delícia reclamar vez ou outra no Twitter, mas, Jesuis, tem xente que SÓ reclama dos problemas! Eu mesma dou umas reclamadinhas aqui e ali, mas não dá pra ficar só nisso, néam? Ou a vida desse povo é uma merda e só tem coisa chata rolando ou o pessoal não tá sabendo aproveitar as coisas boas e compartilhá-las. Deixa pra reclamar pro seu travesseiro. Aliás, se reclamar resolvesse problemas...

Não é tão bonitinho quando xente como eu... famosa... consegue levar duas vidas separadas na moitinha? Tem tanto ator global que dá pinta de galã, mas rebola e geme gostoso nos dark rooms de São Paulo, não é verdade? E eles ficam divulgando isso pelos quatro ventos? Craro que naum! Tem que guardar essas coisas particulares pra você. Não tem que publicar tudo que lhe acontece pra todo mundo saber, até mesmo xente que NUNCA te viu na vida.

Outra coisa que eu também acho uó de vários borogodós é quem decide que vai discutir o fim do relacionamento pela Internet. Diana Ross! Quero morrer! Por mais que você faça aquele esforço titânico pra não ler as abobrinhas, os olhinhos curiosos sempre acabam caindo naqueles momentos de "tenham pena de mim e ódio dele". Xente, se você faz isso e acha tudo muito bonito e válido, deixa eu falar que isso é RIDÍCULO. Bem assim mesmo. Com Caps Lock. Bem grande, tzá?
Aproveitando que eu tô descendo a lenha em namoros e derivados, outra coisa RIDÍCULA... assim mesmo... com Caps Lock e tudo... é quem finalmente desencalha, acha que a vida mudou pra sempre e decide criar um perfil no Orkut tipo Ká&Luan S2. Pelo amor de Diana Ross, Deus, Cher, Madonna, Luana Piovani e todas as entidades míticas da vida! Isso é pior que fazer tatuagem com o nome do atual bophy. Toma teu rumo, mona!

É engraçado que a maioria das pessoas que gostam de tornar cada detalhe de suas vidas particulares em algo público é justamente quem não tem NADA pra contar ou adicionar aos outros. Compartilhe descontos imperdíveis, bocas recheadas de padês importados ou novos clubs de suruba na cidade. As chateações você deixa pro seu psicanalista, porque ele é pago pra ouvir tudo isso que você tem pra falar.

Maddyrain Loyola
Soçialáitji da naitji guêi de São Paulo

[modo "Maddyrain Loyola" off.]

In Private

12" Version
7" Version
Instrumental
Remix
Dub Mix
Bonus Beats

bônus: Pet Shop Boys & Elton John - In Private

Stuart Crichton Club Mix
Stuart Crichton 7" Mix
Tomcraft Club Mix
Tomcraft 7" Mix
Tomcraft Instrumental

What you're gonna say when you run back to your wife?

Chupa meu edy em público:
Xente, que loucura! Um post penetração anal tripla hoje! Que delícia! Vamos começar pela Dusty Springfield. Olha, confesso que não sou expert na bunita. Aliás, só conheço as músicas escritas e produzidas pelos Pet Shop Boys, que foram responsáveis por resgatá-la do limbo musical no final dos anos 80. In Private tem a cara do pop dos Pet Shop Boys, ou seja, ultra mega válido. Podem pegar a 12" Version e se acabar na dublagem. Se o seu negócio é fingir que sabe cantar, pega a versão Instrumental e vai praticando porque um dia você chega lá!
O outro Remix ficou a cargo do arroz de festa conhecido como Shep Pettibone. Bom, o bunito tornou In Private naquela coisa flash house básica e parecido com tudo que ele fazia na época. O Dub Mix também é bunitinho. Merece tocar na sua festinha de anos 80/90!

Milênios depois do lançamento original com a Dusty Springfield, os Pet Shop Boys foram lá, convidaram tia Elton John e regravaram In Private, com produção do Stuart Crichton. Eu não preciso nem dizer que a versão deles ficou... assim... ARROMBANTE, néam? Se joguem com toda fé que vocês têm na piruka no Stuart Crichton Club Mix! MARAVILHOSO! O Stuart Crichton 7" Mix é ligeiramente diferente e mais radio pop. Uma graça!! Os remixes do Tomcraft a xente SUPER ignora.

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela