Só a neca salva

_ Maddie... mas quem é Alejandro? - perguntou Litta Walitta depois de recobrar os sentidos após minha revelação bombástica. Kilo Minhoca ainda tava no chão no meio de algum sonho erótico, com a mão fazendo círculos sensuais na wannabe xana.
_ Alejandro c'est moi!
_ Gente... alêrãndru cê moá? Sai pra lá! Não vem jogar macumba pra cima de mim!
_ Aim que decepção, gata. Sempre achei você a mais culturoziada de nós três... Eu sou Alejandro, meu amô. É meu nome de bophy. Gostou?
_ Mas o seu nome é...
_ Shh! E eu lá vou divulgar meu nome, assim, em praça pública? Tá loka? Quando voltei do Amazonas, passei a me chamar Alejandro. Em homenagem à Lady GaGa.
_ Que por sinal, ninguém mais sabe, ninguém viu, né?
_ Éam, mas abapha. O sucesso é assim mesmo; rápido e arrombante.
_ Ai... onde eu tô?
_ No convento com a Maddyr... com o Alejandro agora.
_ Ai, é. Devolve a minha amiga! - Kilo Minhoca avançou pra cima de mim com toda a raiva que uma travesti pode ter no seu coração.
_ Aim, larga! Me larga! Socorro! Litta, me ajuda aqui! Tira essa trava de cima de mim! Você tá me machuando! Solta meu cabelo! Já são poucos por natureza, não vem piorar a situação!
_ Que que você fez com a Maddyrain, seu ordinário?
_ Eu sou a Maddyrain, gata! Não tá me reconhecendo mais? Eu sei que faz tempo que a xente veio pro lado purpurina da força, mas mesmo assim!
_ Ai que horror... e não é que é você mesmo! Eu logo vi que a senhora... que o senhor... a, que você tava ficando peluda muito rápido! Mas por que Alejandro? Seu nome não é...
_ Shh! Meu nome agora é Alejandro. Vamos lá em cima falar com a Madre Absolute. Preciso formalizar minha saída do convento.

Cruzamos o pátio interno do convento ouvindo os berros escandalosos das freiras numa orgia infernal. Xente, será que elas viraram todas sapas?! Entramos no corredor principal e, pra minha surpresa, vários noviços e padres do Mosteiro de São Bento tinham entrado sei lá eu como no convento. A Irmã Mojito passou correndo por nós, completamente nua, sendo perseguida por um padre com a neca dura pra fora.

_ Ô, vem cá! Vem cá.
_ Sai pra lá! Não como homem.
_ Mas que abusado! E quem disse que eu ia dar pra você? Como é que vocês entraram aqui no convento?
_ Ué, pela porta no jardim que une o convento ao mosteiro. Ouvimos os gritos de prazer das freiras e viemos ver o que estava acontencendo. Tanto tempo sem sexo. Sem saber o que é transar! Nunca mais vou rezar na minha vida! Só quero saber de trepar!
_ Xente, tô passé compossé... Isso aqui era pra ser um recinto religioso! - continuamos até o escritório da madre. Ninguém atendeu às batidas na porta. Escancarei tudo e encontrei a Madre Absolute derramada na cama, com as banhas escorridas pra lá e pra cá, num gang bang selvagem.
_ Gente! Não é a Vanessa Williams gorda!?
_ Madre Absolute! O que é isso?! Recomponha-se! Vamos, larguem dela! Litta Walitta, Kilo Minhoca, cuidem dos padres enquanto eu converso com a Madre Absolute.
_ Com prazer!
_ Irmã Pirassununga, já não pedi para bater na porta?
_ Irmã Pirassununga ô caralho. Meu nome agora é Maddyrain, porra. Ou melhor... meu nome é Alejandro! Não tá vendo que eu sou um... menino? Um menino-moço... Um bophy... Aim, eu sou homem, mas com alma feminina.
_ Como assim? O que aconteceu com seus cabelos? E que pelos são esses?
_ Quer fazer o favor de se vestir, Madre? Eu virei homem, mas ainda não suporto olhar uma mulher pelada. - ela se cobriu com dificuldade com o lençol - Vim aqui assinar minha demissão.
_ Demissão? Mas você não trabalha para mim.
_ Aim, é que eu sempre quis dizer isso. Tem um impacto bom! Vim aqui falar que eu tô caindo fora do Convento de Nossa Senhora do Balalaika.
_ Não vá! Você trouxe a felicidade para nós! Não sabíamos mais o que era o prazer de um caralho há tanto tempo.
_ "Nós" uma ova, néam? A senhora nunca deixou pra trás seus vícios do passado, gata. Com uma geladeira entupida de Absolute e um padre diferente a cada noite, como é que você conseguia encarar aquele monte de mulher em busca da salvação? Eu posso ser tudo, menos hipócrita, gata.
_ Por favor, não diga isso. Agora todas seremos mais felizes graças a você! Você e aquele dildo enorme.
_ O dildo enorme e cafuçu é meu, por sinal. Cadê meu Alexandre Pires?
_ Foi devorado vivo pelas irmãs mais fervorosas. Estão todas gozando pelo convento.
_ Madre, fico feliz em saber que trouxe um pouco de prazer carnal pra essa mulherada que não lembrava nem como era o cheiro de rola, mas minha hora de partir chegou. Preciso resolver alguns assuntos pendentes.
_ Bom, posso ficar tranquila de que o nosso segredo estará em boas mãos com você e suas amigas?
_ Qual segredo, amore? De que a vodka Balalaika é produzida num convento de freiras safadas e chegadas num cacete santo? Gata, o que é a vida senão uma sucessão de segredos bem guardados?

Litta e Kilo já haviam finalizado o atendimento aos padres que voltaram a atacar o grande corpo da Madre Absolute. Fomos embora deixando pra trás mulheres que, depois de anos, estavam voltando a viver. Enquanto tomávamos o metrô pra casa de Kilo Minhoca fiquei pensando; engraçado como a neca consegue tornar tudo melhor, néam? Preciso mudar o nome da minha igreja pra Igreja da Santa Salvação Necuda. Tenho certeza de que vai atrair mais seguidores!

Um beijo,
Maddyrain

Hey Hey

Radio Edit
DF's Attention Vocal Mix
DF's Attention Dub
Tom de Neef Remix
Dim Chris Club Mix
Vandalism Remix
Tuccillo Remix
JP Candela Remix
Marcus Schossow Remix
Riva Starr Paradise Garage Remix
John Jacobsen & Anzwer Remix
Deepah Ones Remix
Crookers Remix
Kaytronik Dub

Let your feet up off the ground...

Chupa meu edy na buatchi:
Amores, eu sei que a coisa mais difícil de aparecer aqui no blog é lançamentos, mas enfim, nunca foi minha intenção fazer um blog com músicas atuais, néam? Mas ouvi Hey Hey na buatchi junto com Litta Walitta e achei tão bafônica. Merecia um post! Se você ainda não conhece, se joga na Radio Edit. Eu até considero um bate cabelo contido. Tem coisas mais abalantes por aí, mas é tão bonitinha. O DF's Attention Vocal Mix é basicamente a versão extended feita pelo Dennis Ferrer. Então, já sabe! Se gostou de tudo até agora, se joga também no DF's Attention Dub!

Bom, como eu não sei revisar remixes atuais, porque todos são parecidos pra mim, vou falar apenas do que eu acho válido e merece você sair do bar e ir pra dancefloor se acabar. O Tom de Neef Remix tem uma pegada buatchi xique que eu atóron. Fico até com vontade de ir em lugar assim só pra dar close e pinta de ryka! Essa vida podrona ainda me mata. Se você também é viadinha do povão, provavelmente vai dançar o Dim Chris Club Mix, que é puro batidão. Uma loucura! Na verdade, eu acho que você deve se acabar e perder a piruka com o Vandalism Remix. Isso é PURO travestismo! Com sirene e tudo!

Continuando a linha ryka e phyna, se joga no Tuccillo Remix, que tem uma pegada I Feel Love da Donna Summer super bonitinha. O Riva Starr Paradise Garage Remix também tem esse estilo wannabe diva da dancefloor que eu atóron. Aliás, a Donna Summer é ainda mais presente nessa versão. Um ahazzo! O resto, meus amores, está aí pras bilus completistas de plantão.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela