O que é o amor?

[modo "Madre Maddyrain do Cú-que-Dá" on:]

Saudações irmãs e irmãos em busca da grande piroca gozadora. Venho tentando a anos aperfeiçoar uma técnica milenar chamada "meu kool fala". O babadu todo é muito simples e o conceito básico é fazer seu precioso olho de Rá falar. Fico feliz em perceber que meu edy tem a doce mania de se manifestar como uma entidade pensante sempre que eu tô no meio do séquiso. Já assustei muito bophy com certos sons misteriosos. Depois de dominar a técnica do kool falante, preciso aprender a decifrar o que ele fala pra estabelecer um papo gostoso e descontraído. Conheci uma trava certa vez capaz de predizer o futuro com o edy. Uma loucura! Já sei ler borra de café, cueca freiada. Só me falta decifrar edys alheios. Que uó!
Hoje venho com palavras de sabedoria travesti pra falar algo longe do edy, mas que acaba nele, tá entendendo? Hoje vamos falar do amor. Sabe o friozinho na barriga que dá quando você encontra aquele bophy especial? Ou então a sensação de que vai se cagar toda na primeira fofada? Isso são indícios de amor, mél béin. Mas o amor é muito mais.

Outro dia eu tava fazendo uma pesquisa de campo sexual e espiritual num dark room e perguntei pra uma biluzinha o que era amor pra ela. Sabem, o dark room é um lugar maravilhoso pra você conhecer xente nova, meio loka do seu kool e transviada. Além de xente vinhada, óbiveo. Mas então, a biluzinha tinha acabado de ser vítima de um gang bang e me respondeu que amor era "fofar gostoso com um bophy cacetudo". Eu sei que cada um tem sua própria concepção do amor, mas será que amar alguém é simplesmente estar afim da neca alheia? Não acho que amar seja simplesmente isolar uma parte do corpo do bophy e adorá-la. Claro que a xente quer amar e abocanhar necas gostosas, mas você pode se apaixonar loucamente por um bophy de neca pequena. E aí, o que fazer!?
Outra biluzinha mais inserida no mundo noturno me disse que amar era estar com alguém capaz de lhe pagar as contas e comprar cuecas Calvin Klein todo mês. Xente! Que loucura! Ou seja, se o bophy não tiver dinheiro pra comprar CK, não rola umas Zorba, naum? Amore, se você ama alguém pensando no quanto essa pessoa pode te oferecer financeiramente, quantas contas e cuecas Calvin Klein você vai ganhar, isso tá longe de ser amor. Isso é puro interesse, néam? Acorda pra vida, entra numa academia pra dar um jeito nesse corpo e vai pra avenida, porque você tem vocação pra michê.

Mas o babadu todo do amor é muito complicado. Eu acho que muita xente confunde amor com paixão. Pra mim, paixão é quando tudo é novo, você não sabe o que falar ou fazer, porque tem medo de jogar tudo no bueiro. É a fase do medo de passar cheque e o bophy sumir para sempre na terra do além. Mas então, o que é o amor senão também esse medo de fazer algo errado e perder o encanto?
Amor vai mais além. Amar é querer estar junto, mas ter momentos em que você quer estar sozinho no seu canto. É entender e se comunicar apenas com olhares. É achar que você nunca mais conseguirá amar alguém novamente. Olhar ao redor e encontrar coisas que lembrem dos momentos a dois. Saber que você tem alguém com quem contar em qualquer momento sempre. É abrir mão de noites de pura fofada apenas para estar deitado junto no frio (mas isso não pode virar hábito, néam?!). Mas, o mais fundamental, é não perder o gosto de novidade. É encarar tudo que já foi feito e refeito milhares de vezes como algo novo.

Amar é muita coisa e cada um ama do seu jeito e não adianta ficar cavocando cada cantinho da buatchi, da sauna, do chat do UOL ou do dark room esperando encontrar alguém perfeito pra amar. Quando você menos espera, o amor vem. Ele pode demorar ou não aparecer quando você mais espera, mas o amor nunca falha.
Perdemos tanto tempo bolando conspirações mirabolantes pra gongar aquela biluzinha uó que se veste de Paquita e esquecemos de amar. Vamos amar mais, começando por nós mesmos. No final das contas, amar é estar com você...

Um beijo,
Madre Maddyrain do Cú-que-Dá

[modo "Madre Maddyrain do Cú-que-Dá" off.]

Love's On Time

Club Mix
Twilo Mix
Terry Hunter Unreleased Mix

Love may not come when you want it to...

Chupa meu edy com amor:
Amô, deixa eu falar que eu atóron a voz da Barbara Tucker e quando o Junior Vasquez tá empolgado e inspirado? Love's On Time foi produzida pelo bunitu e só foi lançada promocionalmente. O Club Mix é bem gostosinho com um pegada bem Maurice Joshua, sabe? O babadu mesmo, pra você bater cabelo até destroncar tudo, é o Twilo Mix. Puro glamour travesti! Um ahazzo! Super recomendado e até consigo ver a biluzada batendo o cabelo com tudo na buatchi! O nem tá tão perfeito assim, mas só saiu no vinil promo, meu amô. Dá um desconto. O Terry Hunter Unreleased Mix também segue a linha soulful house delicinha do Club Mix. Podem pegar porque vale a pena.

1 Bilus felizes:

Igor Zanonn disse...

Tenho visto seus post já de muito tempo e só agora quis mandar uma mensagem. Algumas as coisas que vc ker eu tenho e em boa qualidade... Tem uma versão de Love's On Time que eu não sei se vc já tem que é Barbara Tucker - Love's On Time (Love is The Message Mix). Me contata: igorzanonn@yahoo.com.br

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela