Instrumento de inglês

Amores, vamos entrando pra aula de hoje? Se eu fechar a porta, quem entrou, entrou. Quem não entrou, não entrou. Assim óbiveo. Hoje a aula na nossa Faculdade Maddyrain para Bilus é a de Inglês Instrumental, porque toda bilu de peso e renome na noite precisa saber falar em inglês pra se comunicar decentemente com seus clientes estrangeiros. Todo mundo sabe que o esperanto ainda tá esperando a vez dele ser a língua universal. Enquanto isso não acontece, a xente tem que se virar no inglês. Hoje a aula é de Inglês Instrumental, coisa... assim.. bem básica. Ninguém vai sair lendo Shakespeare em inglês não, tzá? E eu contei com a ajuda mega especial da minha bilu fiel intérprete da Igreja de Nossa Senhora Maddyrain com as coisas que eu não sabia.

Olha, eu acho que o básico numa conversa em Inglês Instrumental (Instrument of English) é saber se apresentar. Não que isso seja muito importante pra bilu esfomeada com sede de neca, mas é importante pra bilu que atende a high society (sociedade alta).

Inhaím? - Helloín? (cuidado com a pronúncia, senão vira Halloween!)
Meu nome é Maddyrain - My name is Chuva Doida (olha, eu não tenho certeza, mas eu acho que não se deve traduzir nomes, néam?)
Eu sou passiva - I am passive (sei que aqui só tem passiva, néam? Mas se tiver alguma ativa no recinto, é só trocar por active e me mandar um e-mail pra xente combinar um encontro)
Eu cobro R$150 por hora - I charge 150 reals per hour (se você for mais barata no mercado, é só trocar o valor. Não precisa super valorizar o que você não tem pra oferecer, tzá? Fika a dika)
Eu atóron neca grande! - I lovéon big dick!
Pra engolir é mais caro - To swallow is more expensive
Não faço programa com mulheres - I don't make program with womans

Bom, esse é o básico que toda bilu fala quando conhece um bophy novo. Mas vamos supor que você foi pros Estados Unidos e quer fazer amizade... assim... só amizade mesmo com a biluzada local. Tem que ficar esperta no pajubá americano!

Fika a dika - Stay the tip
Eu atóron bokétji! - I lovéon fish ball cat!
Eu fugi de casa aos 13 anos pra viver um romance com meu primo - I run away from home to 13 year to live a romance with my cousin
Eu lá sou travesti de comer xana?! - I am there a she-male to eat cunt?
Eu acho válido trepar logo no primeiro encontro! - I find valid climb fast in the first meeting!

Atenção pras amigas que cobram os serviços! Lá nos Estados Unidos, ponto vira vírgula e vírgula vira ponto! Muito atenção pra não cobrar demais ou de menos os seus serviços! Por exemplo, eu acho válido uma noitada por 1.500 OU 1,500. Viu? Super fácil. Inglês não é uma língua muito difícil. Agora, pra xente praticar bem, vou escrever um parágrafo todo em inglês. Se você conseguir entender pelo menos 80% do que eu escrever, faz a mala e se joga na viagem, meu amô! Nada de ficar perdendo tempo neste país de merda.

I find English a tongue very important for people, she-males, because the people can attend clients of every world! Ever thought know a hunk from the Together States and you don't know how to speak with he? You lose money and the dick! Try make other tongues too eat French or Spanish. No lose your time learning tongues like Japanese. Run away from japanese dicks! They are small and dirty. Stay the tip!

Viram? Não é difícil! Daqui a pouco vocês estarão todas falando, cantando e chupando em inglês! Agora a parte mais importante pra bilu que quer atender um americano! O vocabulário sexual, néam?

Me fode! - Fuck me! (essa TODO mundo sabe... bilu que é bilu nasce falando isso!)
Chupa meu edy - Lick my hole
Corte as unhas antes de cutucar meu edy - Cut the nails before poke my hole
Goza na minha boca! - Cum in my mouth! (ou my face, depende do seu gosto pessoal. Atenção para não soltar um Cum in my hair, por favor!)
Mas eu juro que fiz a xuca! - But I swear I made the enema! (xente, nem meu fiel intérprete soube disser como é xuca em inglês, então vamos usar enema pra evitar constrangimento)
Eu só dou - I only give

Bom, agora não me vem outras coisas à cabeça, mas vocês podem mandar suas dúvidas por e-mail (maddyrain@hotmail.com) e eu vou alimentando a nossa apostila de Instrument of English, tzá bom?

Um beijo e bom estudos!
Maddyrain

We No Speak Americano

Original Mix
Edit
UK Radio Edit
Dutch Radio Version
Vocal Edit
Kenny Hayes Remix
Chew Fu Rosetta Stone Fix Extended
Vhyce Remix
Myd Remix
Zug Zug Remix
Urchins Are Multi-Lingual Remix
Morris Corti vs. Mattara Remix
Sandro Silva Remix
Nick Thayer Remix
Doelpunt Voor Orange! Mix

Tu le parle 'mmiezzo americano?

Chupa meu edy sem entender nada:
Aim, vamos começar hoje super corrigindo um erro crássico? Eu achava que essa música se chamava "We Speak No Americano" então TODOS os arquivos no MediaFire estão com o nome assim, tzá? Abaphe the case, mas não sou obrigada a corrigir tudo, sorry.
Bom, We No Speak Americano SUPER explodiu no mundo inteiro e até eu já ouvi na buatchi. E olha que quando eu vou na buatchi eu só fico na pista de classic house, viu? Mas quando tocou, achei tão engraçado aquele italiano cantando e fiquei encantada. Se você não sai de casa e não ouviu essa música nem na rádio ainda, pega o Original Mix pra balançar o cabelo. Quem disse que Maddyrain não posta novidade no blog dela?!

Bom, eu acho que o selo "Chupa meu Edy" de qualidade de hoje podia terminar aqui, porque os remixes não são lá aquela coisa mega inspirada. Todos são parecidos e uma caralhada de xente que eu nunca vi mais gorda botou a mão nessa música. Vamos falar só de quem presta então? Bom, sem fugir muito da versão original, mas ahazzando na dancefloor, temos o ÓTEMO Kenny Hayes Remix. Uma coisa... assim... futurística. Um futuro bem pintoso, por sinal. O novo arroz de festa, Chew Fu, fez um remix razoável dessa vez. Bem underground, como a maioria das coisas dele, então podem pegar o Chew Fu Rosetta Stone Fix Extended.
Atóron como os DJs ficaram com medo de sumir com a estrutura original da música. Peguem o Vhyce Remix (prazer, Maddyrain) pra repararem isso. Esse remix é super despirocado, com direito a mulher gritando e tudo, mas as batidas são... assim.. arrombantes. Atórein! Os outros remixes, como eu falei, não são terríveis, mas são tão parecidos entre si e eu tô cansada pra comentar. Um beijo.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela