Perdida na buatchi

Sabem, quando eu era uma menininha... assim... pequena e pura (ou seja, milênios atrás), eu odiava ficar perdida no supermercado quando ia fazer compras com meus pais. E isso acontecia com uma frequência bem alarmante. Se eu fosse uma menininha mais dada às peripécias da vida moderna (ai que xique... nem sei direito o que tudo isso significa, mas meu kool), eu estaria até hoje perdida entre os vidros de palmito.
Todo mundo quando vai ao supermercado entope o carrinho de coisa e tira a metade pelo caminho, largando tudo pelos corredores. Eu me sentia um potinho de alcaparras super caro deixado pra trás. Completamente rejeitada, ia batendo o tênis que acendia luz atrás até a Lu Patinadora e pedia pra ela chamar meus pais pelo microfone.

Mas depois a xente cresce, vira mulher e acaba se perdendo em outros lugares, como o dark room. Quando eu saio com minhas amiguêis, eu óteion ficar perdida na buatchi. Sabe quando você vai pro banheiro fazer um xixi gostoso, atende o bophy marcando bobeira na porta do reservado e quando volta pro lugar onde você deixou as travestis e não tem mais ninguém lá? Então... E óteion mais ainda quando levam minha bebida junto. Xente, quero matar! O que fazer, néam? A biluzada sumiu, foi tudo pros cantinhos sórdidos, mas felizmente a buatchi tá cheia de bophy. Então se joga e coloca um sorriso no rosto. Sorria sempre. Se você ficar perdida no dark room, aí é super fácil de resolver isso, néam? Vira pro lado, pega numa neca qualquer e continue o atendimento.

Mas pior do que ficar perdida no supermercado ou na buatchi é se perder na vida; não saber o que fazer, com quem se relacionar, o que ser quando crescer. Brincar de vida virtual pra sempre não dá, néam? Eu sempre falo isso e repito, a vida real é mil vezes mais interessante que a vida no Twitter, Facebook e Orkut. Ao invés de mandar #followfriday toda sexta-feira, num ritual pra lá de chato, você deu bom dia pra todo mundo com quem você trabalha na sexta-feira?
A xente só precisa ter um foco na vida. O que eu conheço de biluzinha que não tem foco nenhum, que deixa a vida ir levando. Será que não é legal saber até quando a vida vai te levar e pra onde ela tá te levando? É que nem quando você vai prum encontro da Internet. Não entre no carro do bophy sem saber quem você vai chupar e pra onde ele vai te levar. Se você sentar a bundinha no banco do carro, olhar pro bophy e o susto se estampar na sua cara, o que você vai fazer?!

Mas sabem, eu acho que viver é se perder e se encontrar e se perder de novo e se encontrar de novo e de novo... É não estacionar num gosto musical pro resto da sua vida. É não depender dos outros pra ser feliz. É se perder pela cidade e pedir informação pra um bophy gatíssimo e começar a namorar.

Vamos viver tudo que há pra viver... Vamos nos permitir...

Maddyrain

Lost

Roger's 12" Mix
S-Man Radio Edit
Instrumental
Accapella
Dean Coleman Vocal Love Remix (low quality...)
Tom Novy's Lost in Space Remix
Tom Novy's Lost in Space Dub
D. Ramirez Lost in Rave Mix
Tom De Neef Vocal Remix
Pornocult 6AM Extended
Pornocult 6AM Radio Edit
Cube Guys Vocal Mix
Eddie Thoneick Remix
Lucien Foort Classic Tribal Mix
Elio Riso We Love... Eivissa Remix

Remember when you were still in love with me?

Chupa meu edy num grupal:
Aim, deixa eu falar que o Roger Sanchez é um dos meus DJs favoritos? Desde o comecinho da carreira dele, super ahazzando no house com o Michael Jackson, até os remixes mais atuais. Acho super talentoso. Além disso, Another Chance é linda e super está nos meus planos de aparecer por aqui. A música de hoje também tem um pianinho tristonho com tendências depressivas que me deixa toda cagada. Conheci Lost pela minha mega amiga Kilo Minhoca e sempre lembro dela e de nossos dias de vida loka juntas. Peguem o Roger's 12" Mix pra se borrarem todos na depressão glam. Mas confesso que meu babadu é com o S-Man Radio Edit. Acho tão mais drama queen.. Dá até pra chorar. É uma pena que o remix do Dean Coleman tá com a qualidade baixa, porque é o mais próximo da versão original e um dos meus favoritos.

Então, como não dá pra ficar lamentando o leite derramado, vamos balançar os têtês com o ÓTEMO Pornocult 6AM Extended. Eu atóron esse nome... Pornocult... acho que ficaria o máximo uma empresa de pornô com esse nome! O remix não é super abalante pra buatchi, mas tem toda uma pegada meio trance linda. Recomendado!
Pra bater o cabelón com muito glamour, se joga no Tom Novy's Lost in Space Remix. Super dançante e ahazzante. O D. Ramirez Lost in Rave Mix (xente, todo mundo se perdeu hoje, néam?!) é mais loko do seu respectivo kool, com umas batidas super electrohouse que não fazem a minha cabeça.

Indo mais ou menos nessa pegada, se joga também no Tom De Neef Vocal Remix. Super melódico e dançante. Eu já tô achando que todos os remixes do Cube Guys são padê friendly. O Cube Guys Vocal Mix não é diferente. Entupa todos os seus poros com padê de boa qualidade e se joga na dancefloor com esse remix! Muito bom!
O Lucien Foort Classic Tribal Mix super engana biluzinha desavisada. Você acha que vai encontrar um classic tribal com a cara do começo dos anos 2000, mas SUPER se engana. Não é chato, mas é um pouco decepcionante... O remix mais estranho de hoje é, sem dúvidas, o Ibizarre's the Unforgotten Mix. Uma coisa meio lounge... meio versão original... meio kool da cobra, mas interessante. Na minha opinião, se tivesse se jogado mais nos elementos lounge, teria ficado uma versão chill in linda. O começo do remix é LINDO, mas depois as coisas vão um pouco ladeira abaixo. Só um detalhe, o remix do Elio Riso foi... assim... virtualmente impossível de conseguir. Super difícil de encontrar! E super fácil de ser ignorado! Um dub bem sem graça. Vai ver é por isso que ninguém tinha pra eu baixar!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela