Enciclopédia Maddyrain de Putaria

Todo mundo tem um fetiche. Não adianta você tentar negar. Claro que alguns são mais básicos, enquanto que outros... por Diana Ross... só Freud explica! Até quem não tem uma vida sexual ativa tem fetiche... néam padres e freias que me leem? A loka. Então pra festejar (ou criticar) a perversão e tara dos outros, vamos falar sobre alguns dos fetiches mais comuns e outros nem tanto.

ENCICLOPÉDIA MADDYRAIN DE PUTARIA
VOLUME I
BY MADDYRAIN

Fetichismo é tudo que está relacionado ou não ao sexo e que deixa você de pau duro ou com a vadjaina toda molhadinha. Geralmente, o fetiche é relacionado a partes específicas do corpo do outro (bunda, peito, pescoço), alguma peça de roupa ou adorno (tatuagens, botas, salto alto) ou algum ato fisiológico (mijo, merda, vômito). Urgh... pra esse último tipo de fetiche é preciso ter coragem, viu?! O fetichista alcança o prazer sexual tocando ou observando os seus objetos de desejo, mas o mais gostoso é pedir pro parceiro usar (ou fazer) o objeto de fetiche. Por exemplo, tem algo mais sensual que um bophy gostoso usando farda? Tem! Esse bophy todo sensual fardado te comendo! A loka. Há também os fetiches que são relacionados a situações corriqueiras ou inusitadas, como transar no elevador, em lugares públicos ou dentro do carro.

Podolatria
Talvez o fetiche mais comum. A pessoa é tarada por pés. Simples assim. Não pode ver alguém andando com pés descalços e já fica todo excitado. Alguns podólatras preferem pés com meias, pés com chulé, enfim... a imaginação corre solta. Também é comum que o podólatra goste de ter a neca (ou a vadjaina no caso das mulheres) tocada pelos pés do parceiro. Eu, particularmente, não vejo a mínima graça nos pés dos outros, mas é aí que tá a graça dos fetiches. Se todos tivessem o mesmo fetiche, já pensou que chatice seria transar? A podolatria não pode ser confundida com a pedofilia, um desvio sexual que todo mundo já tá careca de saber do que se trata. Só pra reforçar, a pedofilia é crime e deve ser denunciada sempre.

Sadomasoquismo
Também muito conhecido e comum, é a junção dos opostos sadismo e masoquismo. O sadismo, que vem do nome do Marquês de Sade, é o prazer em causar dor física ou psicológica nos outros. Vai desde tapas na cara, mordidas nos mamilos e humilhação verbal até coisas bem mais hardcore. O masoquismo, por outro lado, é o prazer em receber a dor física ou psicológica e em ser humilhado. No sadomasoquismo, é difícil encontrar alguém que seja ao mesmo tempo sádico e mosoquista. Mas é claro, meus amores, tem gente completamente doida, então não me espantaria encontrar uma bilu frenética enfiando um dildo cheio de pregos no edy e gozando litros. O bondage também tá relacionado ao sadomasoquismo e envolve o ato de amarrar ou imobilizar o parceiro. Só pra constar, DETESTÓN ficar imobilizada no séquiso.

Voyeurismo
Tá aí um fetiche que eu nunca vou conseguir entender. Eu tenho uma amiga que super atóra assistir e ser assistida enquanto trepa. Xente... cadê a graça? Mas enfim, novamente, essa é a graça dos fetiches. O voyeurismo corresponde, como já falei, ao prazer em assistir ou ser assistido enquanto transa. Tudo isso pra bater aquela punhetjinha ou siririca gostosa enquanto os outros estão no bem-bom. Assistir filme pornô não consiste em voyeurismo, tzá? Senão 90% da população seria voyeurista! A loka. O exibicionismo é um pouco parecido com o voyeurismo, mas neste fetiche o cidadão gosta de mostrar alguma parte íntima pros outros apenas. Olha, já vi muito disso na minha vida de bilu. Eu não posso mostrar meus têtês na buatchi e já vem milhares querendo pegar. Uma loucura!

Cropofilia
Aim, chegamos na parte trash. Sorry quem gosta, mas vocês têm que combinar que é meio nojento, néam? A cropofilia é o prazer relacionado ao contato com o xixi (urofilia) ou a merda dos outros. Olha, só por Diana Ross, viu? A cropofagia é um passo mais adiante e envolve a ingestão da merda dos outros. Hmmm... que diliça! Uma dika: coloca salsinha que fica uma maravilha!

Necrofilia
Não é à toa que a necrofilia é considerada o fetiche mais sórdido do ser humano, néam? A necrofilia é o prazer em ver ou ter contato sexual ou não com xente morta. Não precisa dizer mais nada, néam? O pior é que isso ocorre MUITO mais do que a xente imagina.

Amores, claro que eu só vou falar de alguns fetiches hoje, senão esse post seria enorme, néam? Como já disse, a graça dos fetiches sexuais está em sua diversidade, mas, o mais importante, está no fato de todos os envolvidos estarem de comum acordo. O fetiche sexual só é prazeroso quando o prazer é para todos, néam? Claro que no caso da necrofilia é um pouco difícil o parceiro morto concordar... mas a xente abapha. Forçar outra(s) pessoa(s) a tomar parte de um ato sexual não é legal e é crime, tzá?

Um beijo,
Maddyrain

Relax

Original 7"
Instrumental
U.S. Mix
Sex Mix
From Soft to Hard - From Dry to Moist (low quality...)
MCMXCIII
Jam & Spoon Hi N-R-G Mix
Jam & Spoon Trip-o-Matic Fairy Tale Mix
Ollie J Mix
Club 69 Future Anthem Part 1
Peter Rauhofer's Doomsday Club Mix
Peter Rauhofer's Doomsday Radio Mix (thanx, honey!)
Peter Rauhofer's Doomsday Dub (thanx, honey!)
Saeed & Palash Addictive Journey
Marc et Claude's Respect Remix
Scott Storch Mix
Jody den Broeder Club Mix
Jody den Broeder Radio Mix
Jody den Broeder Dub Mix
LMC Remix
Lockout's London Mix
Lockout's Radio Edit
Chicane Remix
Chicane Radio Edit
Spencer & Hill Remix
Spencer & Hill Remix Radio Edit

I'm coming...

Chupa meu edy que é gostoso:
Hoje é dia de clássico aqui, meus amores! Um verdadeiro hino da putaria pras bilus mais velhas! Relax é basicamente o principal hit da banda Frankie Goes to Hollywood. Será que eu vou ser muito maldita se chamar eles de one hit wonder? Acho que naum, néam? E como todo one hit wonder, Relax foi remixada uma caralhada de vezes durante todos estes anos! Se você por algum equívoco cultural nunca ouvi essa música, se joga na Original 7". Super sugestiva... Pra ahazzar na sua festinha retrô, se jogue no U.S. Mix. Super flash house. Ainda sem fugir da original, temos a versão MCMXIII que é apenas um pouco mais acelerada. Agora vamos falar dos remixes! Senta que lá vem a história!

Pras amantes do trance, temos o já desatualizado Jam & Spoon Hi N-R-G Mix. Tão anos 90 esse remix... O Jam & Spoon Trip-o-Matic Fairy Tale Mix faz mais a minha cabeça. É um dance bem outdated também, mas gostosinho. Eu particularmente prefiro os remixes do Jam & Spoon pros Pet Shop Boys. Pra um pouco mais de jogação na buatchi, temos o ótemo Ollie J Mix. Ele manteve todos os elementos principais da música e jogou uma batida club super gostosa. Recomendado!
Claro que não podia faltar Peter Rauhofer no meio de tanto remix, néam? O Peter Rauhofer's Doomsday Club Mix é bem club diva pra ahazzar às 3 da madrugada naquele blackout gostoso e safado. O remix que ele assinou como Club 69 é super parecido. O Peter Rauhofer's Doomsday Dub não muda muitos elementos, mas é tão jogativo. Ahazzem. Ainda seguindo a linha club underground, temos o arrombante Saeed & Palash Addictive Journey. Esse é pra senhora ficar colocada no meio da pista. O Marc et Claude's Respect Remix não adiciona nada de novo que já não tenha sido feito, mas é gostoso pra dancefloor também.

E, finalmente, os remixes mais atuais. Antes da xente se jogar na bateção de cabelo, peguem o Scott Storch Mix pra sentir aquela pegada r'n'b sensual e gostosa pra dançar se roçando. Mas como eu sei que vinhadu nasceu pra dar pinta, vamos ao Jody den Broeder, o novo kérido da biluzada. O Jody den Broeder Club Mix é aquela coisa básica e super club. Ainda prefiro os remixes mais antigos. O LMC Remix também segue a linha club diva. Super dançante e gostoso pra você ahazzar.
O babadu é o Lockout's London Mix. Sem fugir nada da original, é apenas uma versão moderna e super dançante! Acho que nem precisa ficar inventando muito pra Relax. O Chicane Remix também é babadinho e gostoso. Podem pegar. Por fim, o Spencer & Hill Remix, que não faz a minha cabeça, mas não é ruim.

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Amores, quantos remixes! Jesuis! E olhem quantos eu não tenho. Vamos fazer a linha caridosa eme mandar?

new york mix 8:16
the last seven inches 3:32 (aka the warp mix)
coldcut remix 5:00
trip ship edit 6:10
ollie j 7" 3:30
saeed & palash full string mix
den broeder, cox, cantrelle radio edit

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela