Reflexões sobre passividade

[modo "Madre Maddyrain do Cú-que-Dá" on:]

Irmãs seguidoras da grande neca pulsante! Saudações!
Passei por um longo período de meditação no grande dildo que ganhei de um fiel. 35cms equivalem a muita meditação. Recebi uma notificação da prefeitura dizendo que querem fazer uma expansão do metrô com o que sobrou do meu edy. A loka. Durante minha meditação e reboladas, pensei muito em vocês, irmãs. Como é gostoso dar o edy! Não é à toa que o mundo biluzístico tem mais passiva do que ativa. Uma fatalidade para nós, irmãs passivas. Daqui a pouco estaremos todas batendo bunda com um dildo de duas cabeças. Claro que ainda podemos contar com as irmãs versáteis, néam? Mas até essas gemem gostoso quando a piroca tá entrando.

Recebi uma cartinha muito comovente de uma fiel seguidora do Twitter. Se você ainda não me segue no Twitter, procure por @maddyrain.

Irmã Maddyrain,

Ando muito cansado de sair pra buatchi, me jogar nos dark rooms da cidade e só encontrar necas pequenas ou necas que deviam vir separadas do corpo. Não tenho como evitar. O fogo no rabo é muito forte e não posso sentir alguém passando a mão na minha bunda que ela já fica toda arrebitada. O que eu posso fazer para acabar com tanto tesão no rabo?

Obrigado pela ajuda!

Gato, primeiro de tudo, irmã é você. Eu sou a Madre Maddyrain, a única com contato direto com a grande deusa da fertilidade guêi. Gato, por que você quer perder o tesão no rabicó? É tão gostoso ser sexualmente ativo. Bom, no seu caso, passivo. O que tem de bilu frígida que não consegue ficar de pau duro por nada nesta vida. Além disso, imagina o número de biluzinhas passivas complexadas que não conseguem balançar a bundinha com a mesma graça que você. O que a xente pode fazer é um trabalho pra tornar você versátil e, com o tempo, ativo, porque o mundo já tá repleto de bilu passiva e a xente precisa de mais ativas.

Quanto às necas que deviam vir sem o corpo que as carregam, super te entendo. Eu tenho uma amiga que não vou falar o nome... mas começa com Litta e acaba com Walitta... que super não se importa se o conjunto da obra é uó. O importante é a neca ser boa. Eu não consigo ser assim, sabe? Se a neca é odaríssima mas o dono é o que há de mais uó nesta vida, sorry, mas não vai rolar. Agora, gato, se você é uma irmã do dark room, não tem muito o que reclamar, néam? Se joga na escurdião, abraça a sombra, mas não dê beijo na boca. Vai saber por onde aquela língua já passou...

Um exercício gostoso pra você virar versátil e tirar o desespero de algumas irmãs passivas é o seguinte: pega umas fotos de bophy pelados na internet. Na verdade, pega umas fotos de bunda e kool. Sabe aquelas fotos com o edy bem aberto? Então. Todo dia você olha umas fotos de edy esbugalhado. Com o tempo a neca vai acabar ficando dura e você vai gostar de comer um edys. Eu nunca tentei esse exercício porque sou uma entidade PAM. Passiva até a morte. Outra coisa, fiéis seguidores da neca pulsante, se você for uma biluzinha toda phêmea e tem o gatinho na boca toda vez que fala, continue sendo passiva. Nada pior do que é uma bilu comendo e dando pinta, neám? F.A.D. Fika a dika.

Mas o gostoso é fazer na cama o que você gosta. Se gosta de rebolar na piroca, dá esse edy sorrindo. Se gosta de comer, come com vontade e força. Se gosta de fazer os dois, faz na ordem que preferir. O que não pode é fazer algo forçado ou sem vontade. Se não tá com vontade, não transa, meu amor. Mas continuo achando que o mundo precisa de mais irmãs ativas...

Um beijo,
Madre Maddyrain do Cú-que-Dá

[modo "Madre Maddyrain do Cú-que-Dá" off.]

A Deeper Love

C+C Music Factory Mix
C+C Hot Mix
C+C Radio Mix
A Deeper Mix
Tribesman Mix
Tribesman Edit
Bad Yard Club
Bad Yard Dub
Morales Radio Mix
Deftramental

I've got a strong will to survive...

Chupa meu edi que é de veludo:
Hoje é dia da diva soul! Aretha Franklin, meus amores! Essa escandalosa que inspirou muitas escandalosinhas! Atóron! Eu gosto de dar uns berros tipo Aretha Franklin quando vejo uma lagartixa. Já falei que morro de medo de lagartixas? Otéion! A Deeper Love é um desbunde classic house que super tem a minha cara. É de house assim que eu gosto, meus amores. A vadjaina da Litta Walitta também fica toda úmida com essa música. Também, o que esperar de um single remixado pelo incrível e saudoso C+C Music Factory e David Morales, néam? Não precisava de mais ninguém mesmo!

O C+C Music Factory Mix é doze minutos de puro arregaçamento house divino e maravilhoso! Uma coisa... assim... pra você entupir o edy de vodka e sair balançado os tetes pela casa! Uma delícia! Se você não aguenta doze minutos de pinta, se joga no C+C Hot Mix que é a versão editada. O C+C Radio Mix também segue a mesma linha, mas é menos vinhado. Como se isso fosse possível... mas enfim, é um pouco menos pintoso. O A Deeper Mix é uma versão mais dubística e underground, mas cheia de vocais. Super recomendado! Os backing vocals dessa música são fenomenais! O Tribesman Mix não faz muito a minha cabeça. É basicamente o mesmo remix, só que com as batidas mais marcadas...
O Bad Yard Club é aquele house básico do Morales que deixa a xente com lágrima nos olhos. Uma lição de house music pra você, ser do electro! O Bad Yard Dub fica mais nos elementos tribais do remix principal, mas super recomendável! Por fim, o house underground phyno com pianos maravilhosos do Deftramental pra você ouvir enquanto limpa a casa se esfregando na vassoura!

2 Bilus felizes:

Angel Seng disse...

Olha, super acho que essa postagem merece um update com a frase "em homenagem à fiadaputa da Angel Seng que sempre pedia esse caralho de música!"


Aihn, Maddy...O tempo já não está a favor de moi, desculpa não visitar mais ainda o brogui!

Angel Seng disse...

Agora que reli o post e como assim "O Tribesman Mix não faz muito a minha cabeça. É basicamente o mesmo remix, só que com as batidas mais marcadas..."... Gente, aquilo é a dublagi travestística em forma de canção! Um bate-cabelo digno, marcado, cheio de firulas...kkkk

Pode refazer esta parte, porque é o que há o remix do(s?) Tribesman!

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela