Maddyrain no País das Rolas Maravilhosas

Segundo Capítulo

Enquanto era levada pela enxente de lágrimas, Maddyrain não conseguia pensar em outra coisa. Jesuis, eu cresci e diminui tanto em menos de meia hora! Minha xuca foi pra cabeça e voltou pro intestino. Já tá toda desandada. Passou por um grupo de peixes que faziam uma apresentação de nado sincronizado para algumas travestis que estavam acompanhando toda aquela movimentação inusitada.

_ Hey! Travestis! Irmãs de profissão! Socorro! Podem jogar uma corda pra mim?
_ Olha lá! Ai que bonitinha aquela peixe! Ela fala!
_ Eu não sou um peixe, meu amô! Sou uma travesti também, não tá vendo?
_ Mas uma trava desse tamanho? Querida, desculpa, mas nem as travas anãs são tão pequenas. E pra mim quem nada é peixe. Então você é um peixe.
_ Eu sou a Maddyrain!
_ Maddyrain, a pequena peixe! - um dos peixes da equipe de nado sincronizado perdeu a coreografia e foi tirar satisfações com Maddyrain.
_ Você pode fazer o favor de nadar pra lá? Não percebeu que tá tirando minha concentração com sua gritaria?
_ Jesuis! Um peixe falante!
_ Oh! Um cocozinho de peixe falante! Agora vai nadar pra lá! Estamos praticando para as próximas Olimpíadas.
_ Eu quero ir pra terra! Não sei nadar muito bem, meu amô. Nas aulas de natação, eu tava mais interessada em reparar no volume na sunga do professor... Entende?

Sem entender muito bem o que Maddyrain estava falando, o peixe voltou para sua equipe e ela continuou boiando no rio de lágrimas. Xente, mas eu chorei tanto assim? Que horror! Como eu tô histérica. São os hormônios que eu tô tomando. Fico toda emotiva. Por fim, Maddyrain conseguiu chegar em uma parte mais rasa do terreno. O caminho à frente era repleto de botões de rosa que faziam careta enquanto ela caminhava.

_ Guêfoi? Tô cagada?
_ Provavelmente. Tô pra ver perereca mais fedida.
_ A minha perereca? Mas eu tava na água até agora!
_ Não a "sua" perereca, meu amor. Você não é uma perereca?
_ Credo! Só por Diana Ross! Agora eu sou perereca? Mais respeito! Eu sou uma travesti.
_ Eu já vi várias travestis na vida, e você não se parece com nenhuma. Elas costumam ser maiores.
_ Eu sei... olha, não tenho que dar satisfações para rosas falantes. Aliás, tudo fala nesse mundo? Será que meu edy também fala!? - virou pra trás, levantou a saia, abaixou a calcinha e esperou algum pronunciamento oficial do seu edy.
_ Era só o que faltava! A perereca fedida vai peidar! Fora daqui! - uma das rosas levantou um galho caído no chão e bateu na bunda de Maddyrain. A força foi tamanha que ela acabou sendo arremessada no ar.
_ Aim, que loucura!

Maddyrain caiu numa clareira da floresta. Olhou ao redor e não encontrou nenhum botão de rosa falante. De repente, não mais que de repente, uma fumaça em forma de mão veio em sua direção. No mesmo instante, Maddyrain reconheceu aquele cheiro. Marijuana!! Aim que loucura! Era o que eu tava precisando mesmo! Preciso relaxar! Esse lugar é muito loko pra uma pessoa em estado normal! A fumaça dançou em volta de sua cabeça e começou a se afastar chamando Maddyrain até um cogumelo todo neon com uma lagarta loira dando uns tapas na pantera.

_ Xente, eu reconheço essa cara de algum lugar... Alicia Bridges?!
_ Eu sou Alicia Bridges. Você não é Alicia Bridges. Quem é você?
_ Bom, até agora pouco eu era Maddyrain. Foi só chegar nesse lugar que passei a ser chamada de peixe e perereca.
_ Você definitivamente não se parece com um peixe. Muito menos com uma perereca. O que vem a ser você?
_ Eu sou uma trava que tá perdida e completamente loka pra dar um pega na sua erva, gata. Posso?
_ Por favor, sinta-se à vontade. Eu não sou de recusar droga pra uma junkie. Vocês ficam perigosas quando estão em abstinência.
_ Aim, que delícia! Agora tudo vai fazer sentido. Eu vou acordar caída dentro daquele dark room. Aposto que já estão até me arrastando pra fora. Quer ver? Vou fechar os olhos e quando abri-los novamente, estarei linda e deslumbrante na buatchi.
_ ...
_ Pronto! Aim, que loucura! Tô aqui ainda com a Alicia Bridges lagartixa!
_ Não sou lagartixa! Sou uma lagarta. Somos bem diferentes. Lagartixas não viram borboletas. Qual é o seu nome?
_ Maddyrain.
_ Maddyrain, a erva de hoje é muito boa e eu tô disposta a te ajudar a sair do País das Rolas Maravilhosas...
_ País das Rolas Maravilhosas?! Xente, agora eu não quero sair daqui!
_ Como não? Você falou que tava perdida e contrariada em estar aqui. Agora não quer mais sair?
_ Naum! Agora eu quero uma Rola Maravilhosa! Cadê?
_ Você precisará ter uma audiência com a Travesti de Cócoras.
_ Como eu faço pra chegar nela?
_ Bom, você não pode chegar neste tamanho. Ela vai acabar te sugando com o poder anal dela. Tá vendo aqueles cogumelos alucinógenos? Um deles fará você crescer, enquanto que o outro fará você diminuir. Leva um pouco dos dois. Você irá precisar.
_ Posso fazer um chazinho com eles?
_ Não! O chá tem gosto de merda de vaca. Não recomendo. Agora vá, Maddyrain! E boa sorte com a Travesti de Cócoras!

Maddyrain deu mais um pega na erva da Alicia Bridges, catou um pedacinho de cada cogumelo e seguiu seu caminho dando pequenos pulinhos e enquanto cantava I Love the Nightlife. Se não estivesse tão colocada, teria percebido que estava sendo seguida por uma figura misteriosa...

I Love The Nightlife (Disco 'Round)

Special Disco Mix
'87 Med Mix
Rapino Brothers 12" Extended Mix
Rapino Brothers Trash Europe Express 12" Mix
Real Rapino 7" Mix
Phillip Damien Extended Vox
Phillip Damien 7" Mix
Phillip Damien USA Dub

Please don't talk about love tonight...

Chupa meu edi que eu gosto:
Aim, que saudades da era disco! Olha, eu já cheguei à conclusão de que se eu tivesse nascido no auge da disco music, eu já estaria mortíssima, entupida de cocaína por todos os poros de meu corpo! Uma loucura! Se você não conhece I Love The Nightlife, sua mãe conhece e já dançou muito essa música nos bailinhos dela. Pra você ahazzar na sua festinha disco, pode se jogar na ótema Special Disco Mix. Não é um disco tão jogativo como Donna Summers, mas dá pra quebrar o galho. O '87 Med Mix é super parecido com a versão original... é uma versão atualizada. A loka! Atualizada em 1987, néam? Já tá desatualizada de novo, mas abaphe the case!

Os remixes "atuais" são de 1994, época de lançamento do filme que toda biluzinha wannabe drag queen DEVE assistir, Priscilla - a Rainha do Deserto. Eu ATÓRON esse filme! Recomendo! Os Rapinos Brothers eram famosos na época por suas produções dance básicas e que estouravam nas rádios. Podem pegar o Rapino Brothers 12" Extended Mix pra bater o cabelo num clima super old skool dos anos 90. O Trash Europe Express 12" Mix é a cara daquele dance bobo, mas feliz que tocava nas rádios. Bonitinho, mas ordinário.
Os outros remixes ficaram por conta do talentoso Phillip Damien. Eu gosto do trabalho dele. Um house... assim... mais contido e menos pintoso. Podem pegar o Phillip Damien Extended Vox. Uma delícia. O som parece meio abaphado, mas é efeito do remix. Para uma coisa mais abafada e underground, se joguem no Phillip Damien USA Dub.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela