As putas vão pro céu

Tadinha... conheci Maria do Carmo na feira num dos meus momentos mutchos lokos de larica e desespero por um pastel. Ela ficava a manhã toda atrás de uma panela enorme fritando pastéis, o que já era o suficiente pra deixar a bunita fedendo a fritura durante dias. Como ela trabalhava em uma feira diferente por dia, o cheiro impregnou de tal forma na coitada que o apelido dela na avenida virou Maria Lisa. Toda terça-feira eu ia na feira, entupia o carrinho de tomate (eu tava numa fase frenética por bloody mary) e sentava na barraca da Maria do Carmo.

_ Boa tarde, dona Maddyrain. Fazendo a xepa?
_ Ah, minha kérida. Eu preciso de tomate bonitinho pra tacar no liquidificador? E depois, quem vai tomar meu bloody mary nem vai perceber a diferença, sabe?
_ Um de camarão e outro de palmito?
_ Isso, Maria do Carmo. Sua memória friturográfica é uma loucura! Vem cá, você já pensou em ganhar mais dinheiro na vida?
_ Vendendo pastel?
_ Naum. Vendendo a xana, meu amô. Pastel não dá futuro. O futuro tá na prostituição. Você é bonita, tem peitão e cara de que sabe chupar bem. Só precisa tirar esse cheiro de fritura forte, mas nada que a Natura não resolva.
_ Ai, dona Maddyrain. Nunca pensei a respeito. Eu não sei fazer nada na vida além de fritar pastéis.
_ Eu te ensino a chupar e dar a xana. Meu escravo sexual, Murilo Muniz, pode servir de cobaia.

Eu sabia que Maria do Carmo havia chegado pelo cheiro de fritura que invadiu meu andar. Na época, Murilo Muniz ainda trabalhava comigo e topou ser chupado e comer Maria do Carmo de tudo quanto era jeito. A bunita aprendeu rápido a arte do orgasmo fake. Aliás, mulher nem precisa aprender isso, néam? Abaphe the case.

_ Maria do Carmo, eu vendo Avon e Natura nas horas vagas. Leva essas amostrinhas pra sua casa e antes de sair à noite pro serviço, se joga com fé nos vidrinhos pra tirar esse cheiro forte de óleo vencido.

Catei dois tubos de Bom Ar e sai borrifando pela casa. O cheiro grudou nos móveis e só saiu depois que joguei tudo no lixo e comprei móveis novos. O bom de ser rica e grã-fina é que nada tem muito valor. Estragou, fedeu, perdeu? Compra novo, meu amô!
Maria do Carmo foi pra ala feminina da avenida toda bonita e exalando uma mistura de flores brancas com pastel. Pra hetero comer, tava muito bom! A escola de prostituição não saiu de graça, craro. Durante o dia, Maria do Carmo continuou trabalhando na feira perto do meu flat e toda terça eu voltava pra casa com vários pastéis "de grátis" no carrinho. Não sou obrigada a ensinar parte do que sei de graça, néam?
Dizem que a bunita desenvolveu todo um gosto especial por bacanais e gang bang. Tava gravando um filme pornô pra uma produtora estrangeira, não aguentou sete picas pelo corpo, teve um piriri e morreu. Tadinha...

_ Maddie, sete rolas? Mas onde tinha tanto buraco nela?
_ Naum sei, Litta. Olha... no edy cabe uns dois.
_ Ah, se você se esforçar um pouco entram três!
_ Aim, que loucura. Isso é coisa pra mutante!
_ Glup.
_ Entonces, dois no edy, um na boca... ou dois na boca?
_ Dois, né? Ela era uma profissional do sexo!
_ E na xana?
_ Na xana você deve saber melhor do que eu agora que virou mulher, néam?
_ Mas eu ainda sou virgem. Acho que na xana também cabem dois.
_ E a sétima rola? - levantamos e fomos até o caixão de Maria do Carmo - Maddie, levanta a blusinha. Deve ter algum buraco a mais neste corpo.
_ Aim, que loucura! Vou ficar fuçando em defunto agora?
_ Credo! Olha o tamanho desse umbigo!!
_ Xente! Ela dava o umbigo também! Que corajosa! Quando eu crescer, quero ser como Maria do Carmo.
_ Sem o futum de pastel, né?

O que a xente aprende com a Maria do Carmo, meus amores? Nunca meta mais necas do que você vai aguentar. Tudo tem um limite, até o nosso corpo. Fique com Diana Ross e Mário Endless, Maria do Carmo. A música de hoje é super dedicada a você.

Um beijo,
Maddyrain

Bitch

Edit
Transitor Mix
Untied Mix
Madgroove Mix
E-Team Funky Bitch Edit

I'm a bitch, I'm a lover, I'm a child, I'm a mother, I'm a sinner, I'm a saint...

Chupa meu edi que eu gosto:
Amores, se vocês nunca ouviram falar na Meredith Brooks, não se preocupem. Ela surgiu do nada querendo ser a versão modern bitch da Alanis Morissette (aquela chata, diga-se de passagem), mas não deu muito certo. O pior é que eu, toda bobinha, comprei o CD da bunita só porque ouvia Bitch na rádio, super me identificava e achei que o resto do disco seria o máximo. Tolinha... O CD fica ali na estante tomando pó. Vender no sebo eu não vou! Você já viu o preço que eles querem pagar pelos nossos preciosos CDs? No way!
Se você nunca ouviu Bitch, se joga na versão
Edit e espero que você também se identifique com sua faceta bitch, meu amô! Hoje o selo "Chupa meu Edi" será bem curtinho. O único remix prestável é o Untied Mix do Todd Terry. Bem básico, um pop house bonitinho e inofensivo. Mas enfim... antes assim do que igual ao happy dance do E-Team Funky Bitch Edit. Muito animadinho pro meu gosto, sabe? Combinaria com Barbie Girl do Aqua!

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Aim, amores. Vocês viram que fazer a pedinte do farol funcionou com a RuPaul, néam? Quem sabe funciona também com a Meredith Brooks! Alguém tem? Alquém tem?

todd terry's inhouse mix 6:12
todd terry's inhouse dub 5:36
e-team funky bitch mix 8:18
e-team m2000 crazy bitch mix 7:00

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela