O banco de trás do Opala

Eu tava sentada num banquinho, de costas pra Litta Walitta enquanto ela fazia uma chapinha pra mim. Kilo Minhoca veio nos visitar e fazia o meu pé. Eu tava tendo o meu dia de princesa do Netinho na Ilha do Bororé.

_ Aim, finalmente chegou o dia de mandar a virgindade pra casadugarai!
_ É isso aí! Ser virgem é algo tão decadente!
_ Ai... eu queria casar virgem.
_ Nessa altura do campeonato a senhora não é mais virgem nem do umbigo.
_ Eu sou! - se tem algo que eu já decidi que guardarei para sempre virgem é o meu umbigo.

Litta conseguiu emprestado com uma vizinha uma piscina de armar toda azul celeste, encheu com a água da represa e colocou do lado de fora do meu cafofo. Seria o meu banho de ofurô à la Brasil. Kilo Minhoca foi passar meu vestidinho curto do Valentino
. Craro que eu ia sem calcinha, pra não perder tempo. Enquanto ensaboava o meu corpo, Litta e eu conversávamos:

_ Ele vai vir te buscar como? Levanta os braços.
_ Aim, não sei. Será que virá numa carruagem?
_ Ah, claro. Com um monte de cachos de banana atrás. Vamos ter que raspar essa axila, gata! Kilo, pega a gilete ali no banheiro!?
_ Acho que ninguém tem carro aqui na Ilha do Bororé, amô. É tudo tão perto.
_ E ele vai te comer aonde? Fica de quatro pra eu limpar esse rabo.
_ Cuidado com o meu Olho de Rá, hein!?
_ Vinhada, já pensou que engraçado você toda arrumada e perfumada esperando o bophy e ele aparece numa lata velha!
_ Aim, vira essa boca pra lá! Litta, você chupou meu rabicó!? Que é isso?!
_ Desculpa, não consegui me conter! Para de piscar esse kool pra mim! Fica de frente agora, vamos ensaboar a xaninha. E você entraria na lata velha, gata?
_ Aim, claro que não! Eu lá sou uma ex-trava de ficar andando pra cima e pra baixo em lata velha?! Prefiro que ele venha a pé mesmo.

As duas me pegaram pelos braços e me carregaram pra dentro do cafofo pra acabar de me arrumar. Me senti a Branca de Neve sendo vestida por passarinhos e bichinhos da floresta. Eu tava sendo vestida pelas melhores travestis da avenida.
Devidamente vestida e perfumada (Charisma do Avon), sentamos as três na frente do cafofo esperando o bophy chegava. Kilo Minhoca inventou um novo passatempo e onde encosta, se põe a bordar. Andou dizendo que quer largar a vida bandida. Tzá bom...

_ Gente, olha a nuvem de poeira vindo! Só pode ser o seu bophy!
_ Vai sujar ela toda! Ai que uó! Vamos entrar! - corremos pra dentro. Fabinho das Bananas desceu do carro e bateu na porta.
_ Boa noite, meninas! Vim pegá a Maddyrain prum passeio.
_ E você vai levar a bunita nesse carro?
_ Litta! Maddyrain, você tem visita! - sai de dentro do banheiro toda reluzente. Fabinho estava com uma camiseta regata, braços sensuais de fora. A neca imaginária ficou dura.
_ Inhaim, meu amô? Vamos foder? - Litta e Kilo abriram caminho e pude vislumbrar a minha carruagem: um Opala vermelho sangue de menstruação de puta todo descascado e arranhado nas laterais.
_ Eh... não é meu, sabe? É da empresa.
_ Que empresa?
_ A empresa em que eu trabalhu...
_ Gato, vamos entrar no carro antes que eu me arrependa.

Sem ter muito pra onde irmos, demos duas voltas na rua principal do começo ao fim. Litta Walitta e Kilo Minhoca ficaram na janela dando tchau toda vez que passávamos pelo cafofo. Lá vai a Maddyrain de novo! O Opala começou a pifar perto do final da Ilha do Bororé. Era só o que faltava.

_ Maddyrain, vamu ter que descê pra empurrá o carru.
_ Ah, você só pode tá brincando comigo! - pulei pro banco de trás, quase fui rasgada por uma mola que tava solta do estofado - Se eu pegar pulga aqui, eu te mato! - arranquei o vestido e mostrei toda a glória feminina de Maddyrain pro bophy.

Ele pulou pro banco de trás com toda a fúria do macho no cio. Veio pra cima de mim com vários beijos e mão aqui, dedo ali, pau ficando duro acolá. Quero te comê! Mas é craro que você quer me comer! Você tá aqui só pra me comer! Coloca logo essa neca pra fora!

Com o incrível poder da inveja humana e vinhada, a neca dura e pulsante mal encostou na minha xana molhada e ficou mole no ato!

_ Máguêguéissu?!
_ Eu achu que tô nervosu! Vamu tentá de novo!
_ Xente, e essa pica toda que não fica dura?! Você broxou, é isso?
_ Acho que sim...
_ Vem cá, me dá esses dedos! Eu não saio daqui sem uma gozadinha!

Voltei pra casa ahazzada, mas dedada. Tá boa que eu vou casar com um brocha!

Um beijo,
Maddyrain

Fastlove

MTV Unplugged
Part II - Fully Extended Mix
Fully Extended Mix Edit
Summer Version
Forthright Club Remix
Forthright Dub Remix
Forthright Edit
Glove Remix/Mainmix
Glove Remix/Mainmix Alt. Remix 1

I do believe that we are practicing the same religion...

Chupa meu edi que eu gosto:
Deixa eu falar que acho esse visual do George Michael um tesão?! Aliás, um dos cantores mais tesudos até se afundar no padê. Pena que dizem as más línguas que o bunito é completamente Ivone. Passivone.
Fastlove é uma das minhas músicas favoritas do George Michael. Acho super sensual com toda aquela pegada sexy funk. Podem se jogar na deliciosa Part II - Fully Extended Mix que mistura a versão original com I'm Your Man, clássico da banda Wham!
Se você tá numa fase mais "calma lá minha filha" da sua vida, pegue a Summer Version. Super lindinha e toda trabalhada no lounge. Recomendo! Também temos a incrível versão acústica do MTV Unplugged. Esse homem cantando ao vivo me deixa completamente cagada.

Pra bater o cabelón, temos o gostoso Forthright Club Remix. Super aceleradinho e jogativo. Atóron. Esse tal de Glove Remix/Mainmix eu não sei se é promo ou unreleased, mas sei que é raríssimo e oficial, então você me agradece depois, tzá? Ou melhor, nem vai agradecer, porque ele não é bom. Tem uma pegada r'n'b mais lenta e chata. Vale só pela raridade!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela