Meu nome agora é Terezinha Hellraiser, porra!

Tive um sonho terrível noutra noite! Acordei toda suada, molhada, úmida e sensualizada. Sonhei com Terezinha Degêzuis. Nunca mais ouvi falar da bunita depois que ela foi embora da Ilha do Bororé. No sonho, ela tava toda acorrentada num palco cheio de caveiras, com a xana abertíssima e falando:

_ Maddyrain, você acabou com minha vida, mas ainda acabo com a sua!

Decidi que tava na hora de visitá-la no club Labirinto de las Passiones, da minha amiga Glory Hole que, não sei como, voltou dos mortos. Faltando pouco mais de uma semana pro meu casamento, decidi assumir a postura "sou puta na cama, mas fora dela, sou madame" e desenterrei todos meus vestidinhos Dior e chapéus à la Madonna no "Evita"! Litta me encarava desconfiada enquanto lixava as unhas.

_ Aondji a senhora vai assim, toda emperequetada?
_ Num club de sexo.
_ Mas que club é esse? Fica num cemitério?! Nos que eu vou, costumo ir semi-pelada.
_ Aim, vinhada, e eu lá não sei como ir num club de pataria? Eu tô indo encontrar Terezinha Degêzuis em São Paulo. Tive um sonho péssimo com ela.

Rasteirinha no chão de terra batida. Os dedos vão ficando todos sujos de terra. Sento na balsa. As águas da Represa Billings estão cada vez mais cristalinas. Troco a rasteirinha pelo salto alto da Prego. Uma mulher sabe como intercalar entre seus calçados durante o dia. Cada tipo de solo, um solado. Pego o ônibus lotado. Saudades de São Paulo e seu caos sensual. É tanta neca pra ser apalpada na muvuca do ônibus.
Dizem que a crackolândia mudou de lugar e a frequência do Labirinto de las Passiones melhorou depois disso. Olha, eu sou padezeira, mas sem crack, néam meu amô? Isso eu deixo pra minha amiga Shitnew Houston. Sou um pouco mais natureba e industrializada. Esses quimícos são muito freak pro meu gosto. Chego no club e sou atendida por uma biluzinha mais phêmea que eu quando tava descobrindo todo o poder da phemynylidadji.

_ Inhaim?
_ O que você quer, travesti?
_ Ex-travesti, gato. Agora sou mulher. Mande chamar Glory Hole. Faz o favor. E diga que é Maddyrain.
_ Maddyrain!?! Você existe?!
_ Não, sou uma personagem fictícia, mas isso não muda nada. Vá lá chamar Glory Hole, faz o favor?
_ Xente, tô passada! Leio seu blog todo dia! Eu fico loka do meu respectivo kool!
_ Aim, que bonitinho! Tá aprendendo a falar como eu. Continue assim!

A decoração do lugar era toda baseada num labirinto grego. Fui passando pelas pilastras de gesso e desviando de alguns corpos desmaiados aqui e ali. Será que esse povo tá aqui desde ontem à noite?! Que baphão! A casa tá bombando mesmo! Glory Hole veio me receber toda vestida de preto, com óculos de sol enormes cobrindo toda a cara dela.

_ Méddirrêin! Tu me haces mutcha falta!
_ Glory Hole! Não te vejo desde quando? Acho que desde o céu, néam?
_ Si, pero que yo estoy viva ahora.
_ Amore, eu te indiquei pra uma amiga minha. Ela tava desesperada procurando serviço. O nome dela é Terezinha Degêzuis. Ela tá aqui?
_ Si, como no? Solo un momento. Tereza Chiquitita, pode vir en mi escritório? Tengo una visita para usted - em poucos minutos a porta abriu e Terezinha Degêzuis apareceu só de calcinha e sutiã.
_ Maddyrain! Mulher, você tá viva?
_ Claro, gata. Só se morre uma vez e a minha vez já foi. Vim ver como você tá.
_ Eu tô ótima, gata. Não tenho como agradecer você ter me apresentado pra Glory Hole! - olhei pra Buraco da Glória sem entender. Ela desabotou o casaco e mostrou um corpo magérrimo, branquelo TODO marcado de hematomas.
_ Conheço esse tipo de mancha. Isso é chupada! Ai que babado!
_ Si. Són chupaditas de Tereza Chiquitita.
_ Gomoasí?
_ A xente tá se chupando, amô! Virei sapa! Tô chupando Glory Hole inteirinha!
_ Terezinha Degêzuis! Que evolução da borboleta!
_ Terezinha Degêzuis, o caralho. Meu nome agora é Terezinha Hellraiser, porra!

Completamente passé compossé aceitei o convite de Glory Hole pra ficar até a noite e assitir o show de Terezinha Hellraiser. Incrível como vinhado chega na buatchi 3 da manhã, mas o club de pataria tá lotado às 6 da tarde. A bicharada tava toda se comendo, se chupando, se dando e eu assistindo tudo num camarote com alguns gogo boys massageando minhas costas e rabicó. Na frente não, amores. Sou virgem e tô noiva.

De repente, começou a tocar Gett Off do Prince e Terezinha Hellraiser apareceu vindo do teto, presa por uma corda, dando várias piruetas com a xana mais do que aberta. Felizmente ela não falava como no meu sonho. Glory Hole subiu no palco e chupou aquela coisa terrível de tudo que era jeito. Que loucura! Isso aqui é um club de patifaria de bilu! Quem é que quer ver xana sendo chupada?!

Achei que a bicharada ia ficar passé compossé como eu, mas todo mundo se empolgou! Foi um cunete coletivo lindo! Até me emocionei com o poder daquela chupada. Me animei, pulei no meio daquela multidão de língua pra fora e me deixei ser chupada e dedada pela multidão.

Voltei pra casa com o rabo fazendo bico e aliviada em saber que Terezinha tava bem. Agora tava na hora de começar a preparar minha despedida de solteira...

Um beijo,
Maddyrain

Gett Off

Damn Near 10 Minutes
Extended Remix aka Purple Pump Mix
Single Remix
Violet the Organ Grinder
Gangster Glam
Clockin' the Jizz - Instrumental
Urge Mix aka Houstyle
Thurst Mix
Thrust Dub aka Flutestramental
Rosie's Dub

23 positions in a 1 night stand...

Chupa meu edi que eu gosto:
Olha, eu vou confessar que nunca entendi como podem considerar o Prince, aquele trocinho feio, um sex symbol. Xente, até meu edy quando tá xucado é mais sexualmente atraente que ele! Anyway, não posso negar que Gett Off é música de fazer sexo. E sexo safado! Uma loucura aquela flautinha! Me deixa toda úmida e sensualizada. Você provavelmente já ouviu Gett Off, só não tá lembrando. Pode pegar o Single Remix pra refrescar a memória e ahazzar no self pleasure. O Extended Remix nada mais do que a versão extended com trechos enormes instrumentais. Pra conhecer a versão original, mas na versão extra pleasure, se jogue na rara Damn Near 10 Minutes.

Esses singles do Prince são todos complicados de entender. Um monte de versão são apenas variações leves da versão original. A Violet the Organ Grinder é bem interessante. Substitui a clássica flauta da original por um orgão e cordas super ahazzantes, além de ter a letra diferente. É uma música nova, usando a mesma sonoridade de Gett Off. Uma loucura! A Gangster Glam basicamente não tem os vocais do Prince, só da turma do guetho. Bem legal. Por fim, a ótema Clockin' the Jizz - Instrumental, que é mais dub do que instrumental. Maravilhosa, mas só se você gostar da original, porque não varia muito.

Os remixes house ficaram a cargo do Steve "Silk" Hurley. O Urge Mix é o mais housezinho safado, super anos 90 e super Steve Hurley. Uma releitura interessante e diferente da versão original. Recomendado! O Thrust Mix também segue a linha house da época, mas é menos club e jogativo que o Urge Mix. O Thurst Dub seria mais interessante se fosse realmente só focado no solo de flauta. Embora ela tenha maior destaque, acho que podia ser algo mais exclusivo. Por fim, o Rosie's Dub que não é muito diferente, mas super ahazza nos vocais da Rosie Gaines. Um looshu! Ai que loucura, indiquei todas as versões! Mas enfim, o que é bom é pra ser indicado, néam?

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Amores, achar remixes do Prince não é tarefa fácil, mas imagino que algum leitor deve ser fã do bunito! Se alguém tiver alguma versão abaixo, faz a caridosa e me manda!

Urge Single Edit 4:24
Urge Dub
Thrust Single Edit 4:47

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela