A despedida de solteira de Maddyrain - Parte I

Ai xente, que loucura! Já era véspera do meu casamento e eu nem percebi! Como o tempo voa nesse mundo cibernético, néam? Peguei o telefone, disquei um número celestial dubabadu:

_ Além, boa tarde. Meu nome é Ludmila Ludlick.
_ Inhaím, eu preciso fazer uma ligação ultraespiritual com o Clodovil.
_ Hmmm... o Clodô anda super ocupado. Vou estar checando se ele está disponível. A sra. pode esperar um minutinho?
_ Posso. - Sade na linha. Smooth Operator. Sade na linha. Sweetest Taboo. Sade na linha. No Ordinary Love. - Alôin? Tem alguém aí?
_ SIM. EU!
_ Quem é você?
_ MEU NOME É... ROXX...
_ Aim, linha cruzada! Ludmila! Tem um espírito pouco desenvolvido tentando contato!
_ EU VOU CRUZAR A LINHA E TE ATORMENTAR AÍ NA TERRA PARA SEMPRE!
_ Alô, a sra. ainda tá na linha?
_ Ai, ufa! Uma entidade desconhecida tentou gongar minha ligação!
_ Eu vou estar transferindo a sra. pro sr. Clodovil, ok?
_ Alô, quem é?!
_ Clodô, sou eu, Maddyrain.
_ Hm, Maddyrain. Essa alcunha não me é estranha...
_ Claro que não, meu amô. Você já fez várias roupinhas para mim.
_ Maddyrain! Claro que me lembro, querida. Te conheci num Réveillon na casa da Narcisa!
_ Ai, você lembra? Que orgulho. Gato, estou prestes a casar e...
_ Você?! Casar?!
_ Isso mesmo, gato. E o pior: é amanhã. E eu não tenho vestido, tzá?
_ E eu com isso, querida?
_ Amore, eu tô te ligando porque quero um vestido seu! Um bem babadu! Lindo e reluzente. Pode ser?
_ Maddyrain, olha aqui pra lente da verdade. Você espera mesmo que eu faça um vestido de noiva em menos de um dia?
_ Sim.
_ Hahahahahaah. Eu adoro viado abusado. Tá bom, querida. Você venceu. Amanhã você receberá uma visita celestial com o seu vestido.
_ Você ahazza, gato! Vou mandar celebrar uma missa pra você!

Peguei minha agendinha de telefones. Aliás, tenho várias agendinhas de telefones:
Bophys - fuck buddies: listinha com os bophys que a xente liga quando tá afim de levar rola.
Bophys - clientes: listinha que vale ouro! Todos meus principais contatos e clientes! Essa eu guardo junto com meu padê importado da Holanda!
Biluzinhas - buatchi: eu sou uma travinha muito comunicativa e saio dando telefone e anotando telefone de todo mundo na buatchi. Não que eu vá necessariamente entrar em contato com esse povo, mas nunca se sabe...
Biluzinhas - amigays: essa é a agendinha com todo o batalhão de bilus, travas e andróginos que me cerca.

A agenda com os telefones de parentes a xente finge que não existe.

_ Inhaím, viada. Tá boa?
_ Inhaím? Tô colocada e a senhora?
_ Tô mais boa que colocada. São duas da tarde ainda, bunita. Os trabalhos padezísticos começam um pouco mais tarde nessa casa.
_ Aqui não tem hora pra começar.
_ Eu sei, mona. Tô te ligando pra te chamar pra minha despedida de solteira, gata!
_ Olha, eu nunca achei que esse dia chegaria... Que inveja. Mas é uma inveja boa, tá? E aonde vai ser esse babadu?
_ Aqui na Ilha do Bororé mesmo. Assim todo mundo já fica pro meu casamento no dia seguinte. Vai ser num barzinho super fofo e acochegante que tem aqui: o Bar do Oswaldo.
_ E vai ter show de gogo boy? Ando numa fissura por gogoboy loka.
_ Claro! Terá tudo que a viadada gosta! Gogo boys, dark room, blackout e show de sexo explícito com Litta Walitta. - Litta me olhou desconfiada. Desliguei o telefone e ela veio me cutucar.
_ Então quer dizer que vai ter "show de sexo explícito com Litta Walitta"? E posso saber com quem eu vou fofar?
_ Isso importa, gata?
_ Não, mas espero que não seja ninguém da Ilha do Bororé. Já provei de todos os bophys sexualmente ativos deste lugar! Menos o Fabinho das Bananas, claro!

Fui até o Bar do Oswaldo conversar com o bunito e organizar o lugar pra minha despedida. Eu gosto de recepções calorosas. Faz com que eu me sinta querida. Cheguei no bar e os bebuns habitués jogaram os tacos de sinuca pro alto e começaram a abaixar a calça.

_ Ai que loucura! Calma xente!
_ Maddyrain! Mas que cedo pra sua reluzente presença!
_ Aim, Oswaldo. Você é um galanteador nato. Vou precisar do seu bar hoje à noite. Vou fazer minha despedida de solteira!
_ Oba! Vai ter mulher?!
_ Não, amores. Só vinhado. Gato, eu preciso que você se livre desse bando de bêbados sem classe por hoje. Convença o povo a ir à igreja, ao supermercado ou pra terra firme (aka São Paulo), mas tira esse povo daqui.
_ Ah, isso é fácil. Por incrível que pareça, todos têm família. E eu? Eu não tenho família. Só o meu bar.
_ Gato, você vai ficar. Preciso de um barman.

Voltei pro cafofo e comecei a me arrumar pra minha despedida de solteira. Coloquei a queridíssima Cyndi Lauper pra cantar (Hey Now) Girls Just Want to Have Fun, peguei minha caixinha de pó de pirlimpimpim, armei a tábua de passar no quintal e intercalei a dublagem com as tarefas domésticas. Cyndi Lauper era uma gênia! As garotas só querem se divertir! As garotas, as travestis, os vinhados e todo o resto da fauna sexual!

Um beijo,
Maddyrain

(Hey Now) Girls Just Want To Have Fun

Single Edit
Mikey Bennett's "Carnival" Version
Mikey Bennett's "Carnival" Version Edited
Sly & Robbie's "Home Grown" Version
Vasquez Remix "Pop Goes the Dancehall"
Vasquez Remix "Dancehall Main"
Vasquez Remix "Harder Dancehall"
Vasquez Remix "Lounge Mix"
Vasquez Remix "Lounge Dub"
Junior's Sound Factory Mix
Factory Dub (new file!)
Straight Up Pass (thanx to Cindi Loka!)
Techno Main Mix (new file!)
Techno Dub (new file!)

I wanna be the one to walk in the sun...

Chupa meu edi que eu gosto:
O que a xente faz quando nossa carreira tá super em baixa? A xente relança nosso maior hit com uma mexidinha aqui e outra lá. Cyndi Lauper não foi nada burrinha, néam meus amores? Pegou seu maior hit, colocou um "Hey now, hey now... what's the matter with you..." na frente do refrão e pronto. Serviço feito! Eu sou super fã da bunita e super atóron Hey Now, então não tô reclamando, tzá? Se você vive num mundo à parte e nunca ouviu essa música na vida, pegue a Single Edit pra conhecer. Outra versão bunitinha é a Mikey Bennett's "Carnival" Version! Nem sei como classificá-la, mas adianto que não é uma versão samba! Aim, que loucura! Seria até engraçado! É uma versão mais animadinha, mais festinha. Uma graça. A versão do Sly & Robbie tem uma pegada pop reggae que SUPER não faz a minha cabeça.

Aliás, vai entender, mas é essa mesma pegada que Junior Vasquez usou no Vasquez Remix "Dancehall Main". Já liguei pro bunito e falei pra ele: "Gato, não fica inventando moda". O Vasquez Remix "Pop Goes the Dancehall" é um reggae mais rádio e biluzinha começando a aflorar, mas nada muito batidão. O babadu certíssimo ficou com o ÓTEMO Junior's Sound Factory Mix. Sem dúvidas, o melhor remix de hoje. Pura bateção de cabelón! Juninho, gato, se eu pago pra ter remixes seu num single, é de remixes assim que eu espero que você faça! Não fica se jogando nessas cagadas no maiô! Podem pegar porque é SUPER recomendado! O Factory Dub é ótemo também e é uma espécie de versão instrumental. Bem pintoso. O Straight Up Pass é raro pra xuxuca, mas não foge muito do Sound Factory Mix.
O Techno Main Mix é uma coisa uó... mas bem uó MESMO. O bunito quis ser versátil e fazer remixes reggae, dance e techno pra mesma música e só cagou com tudo. Se fecha! Não contente, tentou fazer uma versão lounge que ficou terrível também. Enfim, esse foi o bad hair day de Junior Vasquez.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela