O rei da Represa Billings

No dia seguinte à perda de moralidade, dignidade e virgindade de Terezinha Dêgezuis, a bunita me apareceu em casa usando uma mini saia bem periguetji e peitinhos quase pulando pra fora da blusinha made in Marisa. Não reconheci a mulher que se escondia por trás daquele monte de maquiagem.

_ Pois não?
_ Maddyrain, sou eu.
_ Inhaim? E eu sou eu também.
_ Sou eu, Terezinha Dêgezuis! Mas estou prestes a mudar de nome. De hoje em diante, sou Terezinha Hellraiser!
_ Xente! Que nome forte pra noite! Acho que vai te trazer muito sucesso.
_ Maddyrain, estou indo embora da Ilha do Bororé. Vou tentar a vida em terra firme. Não há mais espaço para mim nesta ilha. Fabinho das Bananas rompeu nosso noivado, fui colocada pra fora de casa e não me aceitam mais na Assembleia. Dizem que estou com o diabo no corpo. Diabo o meu cú! Eu tô é com sede de rola!
_ Essas é uma das minhas!
_ Gata, que evolução da borboleta! Pera aí, vou te dar um cartãozinho de alguém que vai te ajudar nessa sua nova vida. Tá aqui. Procure por Glory Hole. Ela abriu um puteiro e mega dark room na cidade grande.
_ Obrigado por tudo, Maddyrain. Você mudou minha vida.
_ Não, minha filha, quem mudou sua vida foi o poder da piroca.

Terezinha Hellraiser pegou a bolsa com os trapos que representavam sua vida passada e seguiu caminho pela rua principal da Ilha do Bororé até o ponto da balsa. Fiquei olhando ela se afastar e não pude deixar de me emocionar. Maddyrain, você mudou minha vida. Aim que loucura. Eu só queria acabar com a reputação da bunita. Não precisa transformá-la na rainha do sexo vaginal. Bom, pelo menos o título de rainha del sexo anale ainda é meu!

_ Belo trabalho, Maddie. A bunita foi embora, agora o Fabinho das Mandiocas será só seu!
_ É Fabinho das Bananas, gata.
_ Tá brincando! Você não tá saindo com o Fabinho das Mandiocas?!
_ Não! Nem sei quem é esse cafuçu!
_ Ai, ufa... abafa o caso! - a campainha tocou de novo - Nossa, mas essa casa tá movimentada hoje, hein!? Inhaim, doçura. Tudo bem? Quer entrar com tudo...?
_ A Maddyrain tá aí?
_ Hmpf. Maddyrain, o seu Fabinho dos Pepinos.
_ Fabinho! Ai que surpresa! Não quer entrar? Eu acabei de fazer uma torta de frango desfiado com palmito que tá uma delícia!
_ Não, é rapidinhu. Me encontre no ponto da balsa hoje à noite, às 10 horas, beleza?
_ Beleza pura, meu amô.
_ Ai, que será que ele quer?
_ Não sei. Deve estar querendo me comer toda agora que Terezinha foi embora.

A noite chegou. Coloquei meu melhor vestidinho da Pakalolo, todo cheio de cores fluorescentes. Sai de casa parecendo um vagalume. A Ilha do Bororé já estava deserta. Todo mundo em casa assistindo Big Brother Brasil. Será que todo mundo assistia o BBB por causa do Cadu também? Cheguei no ponto da balsa e Fabinho das Bananas me esperava com seu melhor terno da Dorinho's. Uma graça! Homem fica tão sexy quando está de terno, néam?

_ Aonde você vai assim, Fabinho?
_ Vamu fazê um passeio pela Represa.
_ Mas eu nem tô vestida decentemente! Coloquei um vestidinho da Pakalolo da minha infância.
_ Não importa. - a balsa chegou. Richmond, o pirata da balsa, me ajudou a subir. Uma mesinha de bar com uma vela me esperava. Sentei com Fabinho e Richmond voltou cochando.
_ Boa noite! O menu do dia é filé de merluza, arroz branco e purê de batata.
_ Ai, que chique! Atóron filé de merluza.
_ E para beber, Sidra Cereser.

Jantamos conversando sobre assuntos diversos: o preço das frutas no sacolão e na feira, a dificuldade para consertar um carrinho de feira. Enfim... coisas do universo de Fabinho. Nem loka eu poderia mencionar Gucci, Prada, Versace... Fomos até a borda da balsa e Richmond ligou um rádio que tocava My Heart Will Go On da Celine Dion. Jesuis, que breguice. Queria me esconder num buraco bem underground. Fabinho me ajudou a subir na beirada da balsa e ficou atrás de mim roçando aquela neca odaríssima na minha bundinha que já foi virgem once upon a time...

_ Essa música me lembra aquele filme! "Poseidon"!
_ Amô, não era o Titanic?
_ Não sei, era dum barco que afunda.
_ Whatever.
_ É... uaréver. Eu sou o rei da Represa Billings! Uhu!
_ Ai que phyno.
_ Maddyrain, você quer casar comigo?
_ Ai Jesuis!

Meu pé escorregou da beirada, desequilibrei e cai nas águas da Represa Billings, rumo ao meu túmulo subaquático. Uma coisa bem Atlântida.

My Heart Will Go On

Instrumental Version
Richie Jones Mix
Richie Jones "Unsinkable" Club Mix
Richie Jones "Go On" Beats
Tony Moran Mix
Tony Moran Anthem Vocal
Soul Solution Mix
Soul Solution Drama at Sea with Drum Intro (low quality...)
Soul Solution Bonus Beats
Soul Solution Percapella
Matt & Vito's "Unsinkable" Epic Mix
Matt & Vito's Penny Whistle Dub
Cuca's Dance Mix
Jonathan Peters Sound Factory Mix (bootleg?)

You're here, there's nothing I fear...

Chupa meu edi que eu gosto:
Eu confesso!!! Antes de Madonna... antes de Mariah Carey... antes das Spice Girls! Sim, era com a Celine Dion que eu dublava! Atóron! Acho de uma breguice glam pós-apocalíptica maravilhosa! Lembro quando tocava o remix do Thunderpuss pra "I Want You To Need Me" (qualquer dia eu posto aqui no blog) na buatchi e a biluzada saia mais surda da dancefloor! Isso sim é poder! Eu não vou nem perguntar se vocês conhecem essa música porque qualquer terráqueo já cansou e não aguenta mais. Então, honey, se joga na Instrumental Version que eu quero ver você liberar essa Susan Boyle que existe dentro de você!

Dizem as más línguas que foi um bafafa pra lançar os remixes dessa música. Parece que o marido da bunita não queria deixar a biluzada dançar ao som do maior hit da carreira de Celine. Uma loucura. Isso pra mim é preconceito e dá cadeia. Fika a dika. Bom, enfim, o gay power venceu o balofo e uma caralhada de remixes foram lançados. O melhor remix é SEM DÚVIDAS o Richie Jones "Unsinkable" Club Mix. Uma loucura! Super dance pra você ahazzar na buatchi e também na dublagi. Eu já bati muito o cabelón com esse remix. RECOMENDADO!
O Tony Moran Anthem Vocal é aquela coisa básica que o Tony Moran fazia antes de virar divo das travas. Pegava as baladjinhas, colocava umas batidas dance house gostosas e entupia de backing vocals escandalosas. Hoje ele anda tão chato... mas enfim, podem pegar o remix que é dubabadu e tem muita pinta!

O Soul Solution Mix segue a linha "sou dance, sou drama queen". Uma coisa loka com batidas pesadas, uns sinos e pianinhos lokos do meu kool. Enfim, uma coisa... assim... bem phemynyna. O Cuca's Dance Mix é bonitinho, mas muito calma-lá-minha-filha. Não dá pra colocar isso pra tocar na buatchi, Cuca! Não decepciona a xente, néam?
Nunca fui fã dos remixes do Matt & Vito, então ignoro o remix "épico" deles. Muito egocentrismo pro meu gosto! O remix do Jonathan Peters eu tenho quase certeza que é bootleg (pirata pras bilus desinformadas), mas não faz muita diferença porque ele não mela a minha calcinha.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela