A máquina da verdade

Acordei me sentindo uma favelada do Rio de Janeiro. Acordei com uma batida policial celestial! Uma dezena de policiais angelicais sensuais invadiram a casa de Mário Endless e me tiraram da cama morrendo de tesão.

_ Ai que loucura! Sabia que depois daquela aula de aquendação frutal as coisas iam começar a acontecer no céu! Um gang bang! Ai que delícia!
_ Isso mesmo, minha querida. Você está sendo presa por desvirtuar as almas do céu!
_ Daiana Roça! Como me encontrou aqui?
_ Pergunte pro seu amigo Mário Endless. - olhei pra bilu segurando vários pacotes de Doritos Queijo Nacho.
_ Mário Endless! Como pôde me trocar por um pacote de doritos?!
_ Mas é o pacote tamanho Família Nordestina Retirante!

Vítima da circunstância, enfiaram um saco preto na minha cabeça, no maior clima ditadura militar. Enquanto me levavam pra sei-lá-onde, alguém ia cutucando meu edy.

_ Vamos ver o que a gente encontra nesse rabo. Fiquei sabendo que ela andou enfiando de pente de cabelo a lâmpadas e chaves no edi.
_ Se você não tirar a mão daí, juro que lhe dou uma chave de kool e você fica sem ela! Tenho anos de prática pompoarista!
_ Credo! Ela roubou meu anel! Devolve o meu anel!
_ Já era, meu amô! Iemanjá levou. Pra onde vocês tão me levando? Eu sou travesti, tenho meus direitos!
_ Você tá indo pra Máquina da Verdade, Maddyrain! Achou que podia fazer qualquer coisa aqui nos reinos divinos? Diana Ross pode ser uma velha bundona sem atitude, mas ninguém pinta e borda nos domínios de Daiana Roça!

Sentaram minha bundinha cavocada numa cadeira, senti amarrarem meus braços para trás e retiraram o saco preto da minha cara. Daiana Roça estava de pé na minha frente, mãozinhas na cintura, pose phemynyna.

_ Inhaím?
_ "Inhaím", Maddyrain, que você terá uma conversinha com a verdade. - Daiana Roça puxou uma máquinha redonda com um espelho pra minha frente - Esta é a Máquina da Verdade. Só usamos em casos extremos.
_ Eu sei que sou extrema, meu amô. Sou uma bilu de extremo tesão e bom gosto.

Um dos cafuçus angelicais apertou um botão, o espelho começou a girar e meu reflexo girava junto. Uma loucura melhor que muito narcótico proibido por leis brasileiras que eu já experimentei no mercado. Aos poucos, toda minha visão foi ficando centrada somente no espelho que não parava de girar. Tudo ao redor ficou escuro. Daiana Roça e seus cafuçus sumiram e eu só conseguia ouvir o barulho da máquina rodando e rodando.

O espelho parou e meu reflexo sumiu. Do outro lado, uma biluzinha olhava pra frente e digitava. Ela tava num computador, digitando num computador e ouvindo música. Parecia um escritório. Comecei a ouvir uma música. Hug My Soul do Saint Etienne! É uma bilu de bom gosto! Nem todo mundo conhece Saint Etienne... Mas quem era aquela bilu?

Nossos olhos se encontraram.
Nossos olhos se encontraram.

Naquele momento, a verdade caiu como uma bomba. Aquela bilu era eu!
Naquele momento, a verdade caiu como uma bomba. Aquela bilu era eu!

Quem é você?
Quem é você?

Eu sou você!
Eu sou você!

Impossível! Eu sou Maddyrain! Eu não sou mais uma biluzinha faz tempo!
Não! Maddyrain não existe! Você não existe. Eu criei você.

Comecei a reparar na bilu do outro lado do espelho. Sabe que eu te conheço, mas não tô lembrada daondji?
Maddyrain, eu sempre estarei com você e você comigo. Criador e criatura. Você dá voz às minha vontades. Você é minha maior criação. Você anima meus dias. Anima os dias de quem te acompanha. Em você, eu me espelho. Em mim, você se reflete.

O espelho começou a girar novamente. Senti a ligação pro Hugo sendo feita e chamei o bunito ali mesmo. Toda suja, vomitada e transtornada, desmaiei. Se eu não existo, quem sou eu!?

Hug My Soul

12" Mix
7" Mix
Alternate Album Version
Motiv8 Mix
Motiv8 Mix - Radio Edit
Kodacolour House Mix
Nu-Bootz Groove
Secret Knowledge Limbo Mix

What are you dreaming of?

Chupa meu edi que eu gosto:
Saint Etienne é a minha banda desconhecida favorita! Toda biluzinha é fã de algum artista (ou neca) desconhecido. Saint Etienne é uma banda de pop europeu super gostosinha, mas cujo único sucesso aqui no Brasil foi Only Love Can Break Your Heart (que já tá nos meus planos). As mais velhinhas no recinto irão se lembrar!
Hug My Soul é um pop dance super gostosinho e sem ilusões de grandeza, mas muito phyno e conceitual. Podem pegar o 7" Mix para conhecê-la e super recomendo a Alternate Album Version, que é mais rádio e dance. Uma gracinha!

O melhor remix do pacote é sem dúvidas o Kodacolour House Mix do Sure is Pure! Atóron! House super gostosinho e pós-contemporâneo! Recomendado! O Nu-Bootz Groove segue a linha house também, mas é um pouco mais contido e com enfoque nos vocais com batidas com um certo guetho feelings, mas nada muito pintoso.
O Motiv8 Mix é aquele dance de rádio básico dos anos 90 que não adiciona nada, mas também não é horrível. Pure nostalgia!
O Secret Knowledge Limbo Mix eu juro que nem sei como classificar. Uma coisa meio underground, com passagens house, mas bem passável no geral.

Maddyrain não tem, Maddyrain quer:
Hoje o pedido é simples, mais difícil. Ai que horror. Tô ficando muito pidona, néam? Mas enfim. Dou tanta coisa e nunca peço nada... Quero ver a alma caridosa com esses três dub raros!

little deuce dub 8:40
on tour in '94 dub 5:08
motiv8 dub 6:41

1 Bilus felizes:

brokenfans disse...

Adorei. Jogatcheva, semsóal, phyna.

Uma dúvida, o pm não vai mais ter seu anel devolta né? atoooron

Super recomendada, lambida, chupada. Beijas

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela