O fantasminha camarada

Ai, que horror! Tive um pesadelo terrível! Sonhei com um dos Gasparzinhos que andam me perturbando e rodeando! Já perguntei se rolava um gang bang espiritual, mas não obtive resposta. Acho que são fantasmas passivas, pra variar. Eu tenho um imã pra passivas divino!
No sonho, o Gasparzinho me avisava que, em breve, uma morte ocorreria em minha vida. Perguntei se era alguma amiga minha ou algum cliente assíduo. A assombração deu risada e acordei toda assustada. O que fazer quando se tá toda borrada e com medo de ficar sozinha em casa?

_ Alô.
_ Alôin, Kilo Minhoca? Aqui é a Maddyrain falando! Ai, gata, tive um sonho terrível! Fui avisada de que alguma bilu da minha vida vai morrer!
_ Saravá! Serei eu a próxima vítima? Você precisa se benzer! Quer que eu te leve lá na casa de Mãe Lenytha? Ela é puro babadu. Recebe, incorpora, exorcisa, chupa e dá.
_ Xente! Que mãe-de-santo multifuncional!

Todo terreiro bom e dubalacubacu tem um pré-requisito básico: precisa ser longe, BEM longe, num lugar bem bunito e seguro. Se o terreiro que você frequenta é logo ali, do lado da sua casa, ou você mora MUITO mal ou esse terreiro é de mentirinha.
O terreiro de Mãe Lenytha ficava quase na divisa de São Paulo com não-São Paulo. Pra chegar até lá, era preciso tomar um ônibus até a estação de metrô que nos levaria até a estação de trem para irmos até a balsa que cruzaria a represa para tomarmos uma lotação e, por fim, um jegue para cada uma. Tocamos a campainha completamente pintadas de terra e fomos recebidas por uma biluzinha pintossíssima:

_ Inhaím, boa tarde.
_ Kilo Minhoca! Maddyrain! Ai que surpresa agradável! Vamos se entrando!
_ Gata, vem cá, vem cá. Eu acho que não tô lembrada dessa passiva. Quem é?
_ É o pai Tonynhu, gata! Marido da mãe Lenytha!
_ Quem se cochicha, o rabo se inflama. Mas me contem, o que vocês vieram fazer aqui hoje? Aquele trabalho na boca do sapo não funcionou?
_ Magina, Pai Tonynhu! Super funcionou! Aquela biluzinha insuportável sumiu de nossas vidas! O babadu hoje é outro. Minha amiga Maddyrain está sendo assombrada!
_ Hm, bem que eu senti uma forte vibração negativa quando vocês se entraram...
_ Pois é, gato, tô sendo super assombrada por um bando de Gasparzinhos e eles andam me perturbando até nos sonos.

Mãe Lenytha veio pra fora nos receber chutando algumas galinhas pretas que por ali ciscavam. Por que toda mãe-de-santo é gorda? Muita comida de santo nesse bucho? Entramos no quartinho onde ela atendia os clientes.

_ Me conta, Maddyrain. Faz tempo que você tem recebido esses contatos telepáticos psicossomáticos de quinto grau de elevação da escala de Pai Xico Xavier?
_ Ai, mãe Lenytha... já tem umas duas semanas. Eu tentei de tudo! Ofereci meu corpo, padê, bebida, cigarro, mas não funcionou!
_ E você, Kilo Minhoca. Tem recebido esse tipo de contato telepático psicossom...
_ Ai, não! Pelo amor!
_ Então, tá. Vamos ver se eu consigo incorporar e trazer para a roda um desses seus novos amigos.

Tem alguém aí? Alôin? Tem alguém aí?
Tem alguém aí nesse plano de existência superior da quinta sondagem
bifurcada em três direções opostas?

SIM...
Quem está aí?
SOU EU.
Eu quem?
O FRIO.
Você prefere ser chamado assim?
SIM.
Venha! Venha! Venha para mim.

Mãe Lenytha esbugalhou os olhos e inchou os beiços. Peguei na mão de Kilo Minhoca que já estava super acostumada com esse tipo de passeio místico. Eu sou católica, meu amô! Nâo tô acostumada com esse tipo de coisa!

_ MADDYRAIN!
_ Xente... quem é você?
_ GASPARZINHO, O FANTASMINHA CAMARADA.
_ Tzá brincando.
_ EU LÁ SOU FANTASMA DE BRINCAR COM MEU NOME?
_ Amor, eu quero saber qual é o babadu! Por que você e sua turminha de amigos continuam me seguindo? O que fiz para merecer isto!?
_ VOCÊ ESTÁ MARCADA PARA MORRER. PARA SABER MAIS, DEPOSITE R$ 50 NESTA CAIXINHA.
_ Ai que loucura! Isso é um absurdo!
_ TEMPOS MODERNOS.
_ Pronto! Eu vou morrer?!
_ SIM.
_ Mas quem vai matar a bunita?!
_ PARA SABER MAIS, DEPOSITE MAIS R$ 150 NESTA CAIXINHA.
_ A loka! Isso é um roubo místico!
_ HOJE EM DIA, NÃO É BARATO SAIR DO MEU PLANO ASTRAL PARA ESTE. TOMO MUITAS CONDUÇÕES.
_ Responda logo, fantasma do garaio! Quem vai matar Maddyrain?
_ NÃO SEI.
_ Gomoassí não sabe!? Eu acabei de te dar dinheiro pra você responder que não sabe!?
_ SIM.
_ Devolve o meu dinheiro!
_ ELE JÁ FOI TRANSFERIDO PARA MINHA CONTA NO ALÉM. MAIS ALGUMA PERGUNTA?
_ Sim! A anterior não contou! Você não sabia a resposta! Quando eu morrerei?
_ EM BREVE. MUITO EM BREVE.
_ Não chora, Maddie... Aliás, do que sabe esse fantasma? Aposto que é truque.
_ SEI QUE SEU PAU NÃO É MAIOR QUE 14 CMS.
_ A loka!
_ E quem vai me matar?
_ ALGUÉM DO SEU PASSADO. ESTOU PERDENDO O SINAL. ADEUS, MADDYRAIN. MORRA EM PAZ.


Meu mundo caiu. Eu tava completamente ahazzada! Então minha vida já tava com hora marcada!? Mãe Lenytha voltou para o mundo dos vivos.

_ E aí, bonecas? Conseguiram as respostas que procuravam?
_ Sim.. eu tô ahazzada.
_ Ai, bunita. Então vamos afundar um pouquinho mais na merda. Aqui está a conta de meus serviços.
_ Xente! Tudo isso!?
_ Ai que loucura! Mãe Lenytha! A senhora tá muito careira!
_ Não é barato ser mãe-de-santo, meus amores. Tenho que fazer vários cursos e, além disso, tenho que pagar toda uma comissão para o lado de lá. Não é barato!

Saimos do terreiro e eu não conseguia parar de chorar. Além de marcada para morrer, minha conta estava bem mais pobre. Mas enfim, o que eu faria com o dinheiro depois de morta? Pensei na minha querida amiga Whitney Houston que teve que desembolsar mais de um milhão de dolares para se limpar do padê, mas, tadinha, ainda continua com aquela cara de padezeira. E, que ironia do destino, ainda fez uma música sobre o ocorrido! Million Dollar Bill.
De fato, eu não sentia mais a presença de nenhuma assombração atrás de mim, mas agora carregava o peso do destino. Não! Lutarei até o último instante! Não irei morrer! Que venham me pegar arrastada, mas não morrerei!

Um beijo,
Maddyrain

Million Dollar Bill

Radio Edit
Instrumental Version
Freemasons Club Mix
Freemasons Club Instrumental
Freemasons Mixshow Edit
Freemasons Radio Edit
Cajjmere Wray vs. Freemasons UltiMix
Cajjmere Wray vs. Freemasons UltiMix Mixshow
Cajjmere Wray vs. Freemasons UltiMix Edit
Frankie Knuckles Director's Club Cut
Frankie Knuckles Director's Dub
Frankie Knuckles Radio Edit
Peter Rauhofer Club Mix
Warren Rigg Club Mix

They played our song...

Chupa meu edi que eu gosto:
Whitney Houston is back, meu amô! Adeus, padê! Isso é o que você tá pensando, minha kérida! Logo logo você super se joga nos narcóticos de novo. É sempre assim. Pra festejarmos o adeus temporário de Whitney às drogas, podem pegar a Radio Edit de Million Dollar Bill que é super bunitinha e pré-fabricada pra virar hit. O refrão é super cativante e logo de primeira você sair repetindo os gritinhos da bunita. Só que nem tudo é pura criatividade neste mundo. A música é idêntica a uma outra música da kérida Loleatta Holloway e minha amiguinha Babooshka Sunny já havia percebido o plágio descarado e comentou no blog dela.

Os remixes do Freemasons são aquela coisa que toda bilu gosta. Podem pegar o Freemasons Club Mix que é super digno pra você bater o cabelo na buatchi até ficar tonta! Não há o que falar dos remixes dos bunitos, já que são sempre a mesma coisa, mas funcionam bem. Temos também o Cajjmere Wray vs. Freemasons UltiMix e eu não sei que trabalho o Cajjmere Wray teve nesse remix. É praticamente idêntico ao remix principal do Freemasons, mas enfim...

Parece que o keridón Frankie Knuckles voltou à cena musical, mas infelizmente deixou seu estilo e pianinho maravilhosos pra trás. Em compensação, temos remixes super básicos e que qualquer DJ nem-tão talentoso atual poderia fazer. O Frankie Knuckles Director's Club Cut não é horrível, mas dá aquela sensação de déja vu terrível. Tá faltando um Classic Mix pro bunito ahazzar nos pianinhos.
O Peter Rauhofer Club Mix também é divino para a dance floor. Atórein as batidinhas e o vocais do remix. Super bateção de cabelón! Recomendado! O Warren Rigg Club Mix também é super gostosinho pra buatchi. Bem aceleradinho, mas eu ainda prefiro o remix do Peter Rauhofer.

2 Bilus felizes:

Diário das Divas disse...

Ôo, Ôo
Say
Ôo, Ôo...

Mijei na calcinha fio-de-ouro dental quando ouvi essa música pela primeira vez... Ainda bem que o CD tinha coisas melhores que as insuportaveis "I Look To You" e "I Didn't Know My Own Strengh"...


!!!!

Babooshka disse...

atorééééin!!!
muito honrada em ser citada pela sinhora! ai, amigata! preciso de visiteeenha sua no meu flat!

bjo no edi (que eu sei que a sinhorinha gosta)

Baboooooooooo (em clima fantasmagórico)

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela