Gozo

Hoje darei continuidade à minha série de manuais e guias práticos de sucesso pra todas as biluzinhas perdidas neste mundinho sórdido de puro glamour, putaria, fama e putaria. Após muitas mensagens no Twitter e pesquisa de campo, coletei material suficiente para minha primeira edição do:

MANUAL PRÁTICO DO MANUSEIO E
APRECIAÇÃO DA PORRA

(OU: TUDO O QUE VOCÊ SEMPRE
QUIS SABER SOBRE A PORRA, MAS
NUNCA TEVE CORAGEM PARA PERGUNTAR)

VOLUME I
BY MADDYRAIN

Amores, todo mundo aqui sabe a diferença entre gozo e orgasmo, néam? Como eu sei que nem todo mundo é instruído como moi, vou começar pelas explicações científicas. Se você sempre achou que gozar e delirar fossem a mesma coisa, tava muito enganado, meu amô! O que eu já vi de travesti gozando sem ter orgasmo. Mas, craro, a xente ahazza no showzinho básico, néam? Ejacular (que nome feio, xente) é o simples ato de fazer sua nequinha gostosa esporrar, colocar a porra pra fora. Nem sempre a ejaculação tá ligada ao orgasmo, embora eles ocorram ao mesmo tempo, na maioria das vezes. O orgasmo envolve todo um estado de espírito que vai além da porra. Não é à toa que muitas mulheres não conseguem chegar ao orgasmo! Não é todo bophy que consegue decifrar esses bichinhos estranhos.

Aliás, recado pros bophynhos heteros gostosos e perdidos neste blog: se você acha que é o máximo na cama só porque faz todas as mulheres (ou bilus) gozarem, cuidado! Você pode estar comendo o povo do teatro que ahazza na interpretação e não sabe!

Mas hoje vamos falar da porra, essa coisinha nojenta para muitos, deliciosa para outros. A população sexualmente ativa e (principalmente) passiva pode ser divida em dois grupos enormes: aqueles que acham a porra nojenta e aqueles que a acham interessante e gostosa. Mas, meus amores, a xente tem que lembrar que cada um goza de um jeito!

Eu super atóron ver um bophy ahazzando na gozada!
Os que mais me encantam são os donos do gozo farto! Olha só esse cafuçu como goza gostoso! A neca não é maravilhosa, mas, xente, que é isso?! Essa fábrica de porra geralmente é mais difícil de ser encontrada. Normalmente, os bophys são mais contidos no esporro. Há também aqueles que, tadinhos, mal gozam. Saem umas gotinhas e pronto! Trabalho concluído!

Sabe o que faz um cafuçu gozar pouco: MUITA PUNHETA! É verdade, meus amores! Se você passa o dia inteiro com a neca pra fora batendo punheta na Internet, como você espera ter um reservatório de porra? Não há fisiologia que produza porra suficiente, meu amô! Manera nessa punhetagem ou arrange alguém para satisfazer seus desejos. Depois eu te passo meu telefone pra você entrar em contato comigo.

Também fico toda cagada com os bophys que têm uma verdadeira metralhadora na neca e, além de gozar bastante, gozam longe. Sabe aquele bophy que, quando goza, faz a porra espirrar na parede? Então. Fico loka do meu kool com um bophy assim!

O manuseio com a porra é algo super delicado, meu amô! Se você gosta de levar uma gozada gostosa na cara, nas mãos ou pelo corpo, saiba que as porras não são iguais e podem grudar que nem chiclete, principalmente nas partes em que você tem pelos. As mais fáceis de serem tratadas e lavadas são aquelas mais aguadas, sem muita consistência. São as melhores, pois não grudam em tudo. As mais estranhas e uó são aquelas que parecem ter pedacinho de alguma coisa. De criancinhas! Isso! Porra com pedacinhos de criancinhas. Um uó! Gruda em tudo, não sai na água e deixa a pele toda ressecada!

Certa vez li que a alimentação super influencia na qualidade e consistência da porra. Então, meu amô, se a sua porra é geralmente entupida de pequenas criancinhas, corra pro nutricionista e vamos mudar essa dieta RIGHT NOW! Outra coisa EXTREMAMENTE uó é porra fedida! Pelo amor de Madonna, mas um bophy com a porra fedida é a coisa mais broxante do mundo!

Apreciar a porra é um pouco mais difícil, néam meu amô? Não é toda bilu que gosta de porra. Aliás, tem bilu que não gosta nem da própria porra! Mágomopódji!? Renegar seu próprio elixir da vida? Ai que exotérico! Elixir da vida. Atórein o termo. Então, meu amô, se você nunca experimentou porra na vida, Maddyrain tem uma diquinha dubalacubacu: comece pela sua! Isso mesmo! Tá na sua punhetinha gostosa diária? Gozou? Pega um pouquinho e experimenta.

EXPERIMENTA! EXPERIMENTA! EXPERIMENTA!

Matar, não vai! Aos poucos você vai estabelecendo toda uma reeducação alimentar. Comece com um pouquinho e vá aumentando as porções diárias de porra. Em pouco tempo, você já estará ahazzando na chupetinha com direito a gozada na cara e na boca.

AMORES, atenção: Maddyrain não é adepta do sexo sem camisinha, mas imagino que meus leitores são maiores de idade e responsáveis pelas suas vidas. Cada kool tem seu dono e eu cuido do meu.

A música de hoje tem tudo a ver com nosso estudo: Did You See Me Coming? dos Pet Shop Boys que em português significa "Você me viu gozando?" A loka! Esses mocinhos são tão safadjinhos...

Um beijo,
Maddyrain

Did You See Me Coming?

Album Version
Instrumental
PSB Possibly More Mix
PSB Possibly More Radio Edit
PSB Possibly More Dub
Ralphi Rosario & Craig J. Extended Vocal
Ralphi Rosario & Craig J. Radio Edit
Ralphi Rosario & Craig J. Dub
Unicorn Kid Mix

Men seeking men for friendship... for possibly more...

Chupa meu edi que eu gosto:
Amores! Vamos todos festejar o retorno dos Pet Shop Boys ao Brasil pela milésima vez! Atóron quando esses artistas internacionais veem pro Brasil e se encantam por alguma neca nacional e decidem voltar mais vezes! Tomara que isso se aplique à Madonna também, néam? Tenho até medo de pensar no que será da biluzada quando ela cansar da neca do Jesus Pinto de Luz...
Did You See Me Coming? é do último CD das Biluzinhas da Loja de Animais de Estimação. Não é uma de minhas músicas favoritas, mas também não chega a ser um horror. Apenas acho que os mocinhos já tiveram singles melhores. BEM melhores, por sinal. Pra quem não conhece ainda, se joga na Album Version.

O babadu certo tá mesmo é no remix dos próprios PSB! Podem se jogar com fé no PSB Possibly More Mix! Super vinhado e BEM mais interessante que a versão original! Super recomendado e cheio de vocais novos! Atóron! Esse remix me lembra um pouco Paninaro '95 que já pintou por aqui. Atóron quando o Neil canta "men seeking men for friendship, for possibly more" (bophys procurando bophys para amizada, para provavelmente mais). Craro que é pra algo mais, meu amô! Os bophys querem é aquendar!

Acho que não preciso apresentar os kéridos Ralphi Rosario e Craig J. pra nenhuma biluzinha de plantão, néam? Os remixes promocionais dos mocinhos ficaram MARA. Pra você ahazzar com tudo na bateção de cabelón na buatchi, se joga no Ralphi Rosario & Craig J. Extended Vocal. Alguns DJs entendem as bilus como ninguém, néam? Será que eles são tão bons assim na cama também?
O Unicorn Kid Mix a xente ignora. Parece musiquinha de Atari misturada com o que há de pior do italo dance dos anos 90. Meu kool.

7 Bilus felizes:

Diário das Divas disse...

Aihn fia, acredita que essa é uma das músicas que mais gostei do álbum (e que mais pulei no show)?... Acho ela tão "deixa eu pegar meu conversível e meu bophy e sair dirigindo, dublando e dando tchau pra ralé até chegar na minha mansão na praia"!



(Aliás, você deve ter ódeo, com "e" mesmo, de eu ser tão presente aqui né? Vou dar o dizá pra não incomodar!)

Maddyrain disse...

Ai gata, como assim ódeo da sua presença?! Eu atórooooonnnn suas participações, gatona! Nâo me abandone não!

Amô, o show ontem foi puro babadu! ATÓREIN!!!! Pulei feito uma franga e atórein os trechinhos de várias outras músicas dos bunitos!

Você pegou o Possibly More Mix? É puro babadu, viu!? Se joga!

Um beijo,
Maddyrain

Diário das Divas disse...

Aihn, fico felix de não encomodar então! Fico com medo de a Sra. abrir seu bloguinho e pensar "já vem ela..."..

Sobre o show... Na hora que eles derrubam o 1º cenário, e quando começa as músicas NYCB, Go West e Always (...), o povo foi ao delírio! E a chuva de papel picado? Tô cuspindo papel alumínio até hoje!

Maddyrain disse...

Ai, amô! Toda vez que eles mexiam naqueles blocos lokos eu ficava doida do edy! Que loucura! E no final que tudo cai aí ficam alguns balançando?! Puro glamour!

Gata, o próximo post será Madonna do Agreste. O que é que a senhora gosta de ouvir? Segue minhas recomendações house ou faz a loka do electro?

Um beijo,
Maddyrain

Diário das Divas disse...

Gacta, acredita que eu acho que a música que me fez prestar atenção na Madonna foi "Don't Tell Me"? Tá, admito já com as mãos para o alto que gosto um pouco do country-rock e country-soul americano, e aquele clima "sou do interior, phina, chique e pego" do clipe me fizeram acreditar na vinhada. Ah, também tenho um caso com "Love Profusion", mas já teve no otro blog... O Confessions é todo uma gozada de píka grande, amo! E 2 músicas que adoro, mas é lado "B" (mas que ela poderia lançar no Celebration porque tem a ver e porque são boas) é Super Pop e History, as duas do Confessions! Fico toda travada (cheia de trava ou cansada de bater cabelo?) com essas duas últimas!

Bejotas fofa!

Diário das Divas disse...

Aihn, gata, esqueci dos detalhes: detesto electro, acho que parece aquela coisa "ai, tô com vergonha de dublar e bater cabelo, fico mais hetero ouvindo essa batida cheia de computador!"

Adoro house e sua versão na velocidade 5 da batida de cabelo: o house progressivo e o tribal.

Ah, detalhe que a senhora vai odiar: tenho amor eterno ao Offer NIssim. Já rezei 145 pais-nossos e não passou! Até Salve Rainha (em minha própria homenagem) já tentei...e amo o fiadaputa cada vez mais!

Maddyrain disse...

Ai, minha gata, a senhora é novinha então com Madonna? Vixi, eu e a bunita temos toda uma história de amor! Aliás, o próximo post é com a bunita! Uma das antigas!

Super atóron lados B, gata. Já ouviu Supernatural e Let Down Your Guard? Se joga no YouTube pra ouvir as músicas! Puro glam!

Ai gata, eu também não sou tão contra Offer Nissim (Miojo) como a minha amiguinha Cindi Loka. Só acho que o bunito funciona APENAS na buatchi e estando bem colocada! Pra ouvir em casa, não gosto...

Um beijo, kérida! Você é uma graça. Sua neca é grande, a propósito? Abapha...

Maddyrain

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela