Em busca do amor

[modo "Madre Maddyrain do Cu-que-Dá" on:]

Estava num estado de transe maravilhoso e psicodélico. Havia redescoberto os milagres do chá do Santo Daime que minha amiga de fé, minha irmã, camarada, Kelly Calèche, trouxe do Amazonas para fortalecer ainda mais o meu contato diário com a granda deusa da neca pulsante, grande, grossa e de gozo farto. Amores, todo dia ahazzando no mesmo padê, chega uma hora que cansa e seu corpo (e o nariz, principalmente) cria anticorpos! Por isso gosto de variar o cardápio.

Como eu tava falando, eu tava nesse transe loko do edi quando meu primeiro cliente do dia tocou a campainha. Uma biluzinha magrinha, mas minha visão de raio-N logo visualizou a necona que aquele franguinho escondia debaixo da cuequinha.

_ Bundinha. Vamos sentando, por favor. Ai, deixa eu tirar esse dildo daí, ai que loucura. Você me desculpa, mas quando eu tô em transe, costumo fazer experimentos com minha elasticidade anal. Você veio aqui procurar o que? Contato telepático com entes queridos? Achados e perdidos do dark room?
_ Não, estou em busca do amor.
_ Do amor? Ai que loucura! Kérido, essa coisa de amor tá tão démodé. O babadu hoje é ahazzar na aquendação sem pensar no amor. Amor só engorda, gato.
_ Mas eu quero amar, Maddyrain! Preciso de amor! Aonde mora o amor?
_ Na música da Alison Limerick! Já ouviu Where Love Lives? Mas sabe também aonde mora o amor? No meu edi. Vem cá que eu vou te mostrar.

Enquanto Alison Limerick ahazzava nos vocais, eu ahazzava no amor. Abaixei a cueca do bophy e aquela coisa enorme pulou pra fora. Meu amiguinho e fuck buddy @herrwingnux outro dia tava se perguntando porque todo magricelo é tripé. Também não sei a resposta, meu amô, apenas te digo que é por isso que prefiro os magrelos! Sarados geralmente escondem néculas minúsculas.

_ Ai Maddyrain... como você rebola gostoso!
_ Eu já fui dançarina do É o Tchan!
_ Tô vendo! Vamos mudar seu nome para Madre Maddyrain do Cu-que-Dá!
_ Ai vamos! Vamos! E você será o Rasga-Cu! Ai que loucura!!

Meu cliente foi embora cheio de amor. Acendi um incenso básico pra disfarçar aquele cheiro de porra nojento e fiquei pensando no amor. Eu já fui amada também! Tive um cliente que se apaixonou de tal forma por mi cuerpo que não parava de me ligar. Enquanto nosso relacionamento estava limitado ao profissionalismo, tava tudo ótimo, mas o bunito começou a cobrar carinho, amor e dedicação... Aí não dá, meu amô! Bilu ama neca. A neca é boa, o amor existe. A neca é chata, o amor desiste! Ai, tô sendo muito radical... Acho super bonitinho as gays que namoram e se amam. Mas eu sou uma travesti mais preocupada com a profissão. Não dá pra amar toda santa neca que me aparece!

Fechei os olhos e a grande deusa da neca divina apareceu toda vestida de oncinha e ficou dançando Where Love Lives pra mim. No final ela falou:

_ O amor vive em tudo que você gosta de fazer. O amor vive em você. Não se pode amar os outros sem amar a si própria primeiro. Divulgue o amor, propague o amor. O mundo é tão cheio de ódio e energia negativa.

Acordei loka num impulso. Fui pra varanda do meu flat e olhei a cidade repleta de xente se amando enquanto eu me preocupava mais com qual roupa eu iria pra avenida naquela noite...

Um beijo,
Madre Maddyrain do Cu-que-Dá

[modo "Madre Maddyrain do Cu-que-Dá" off.]

Where Love Lives

7"
Classic Mix
Soundfactory Mix
Red Zone Mix
Red Zone Edit
M'Knuckles Mix
Cut To The Bone Mix
Perfecto Mix
Perfecto 7"
Perfecto Dub
Springs
Swedes In The Area

Dancing Divaz Club Mix
Dancing Divaz '96 Radio Edit
Romanthony's Hardtronic Vox Mix
Romanthony's Lazer Vox Mix
West London Deep Mix
Kidstuff Remix
Northstarz Club Mix
Northstarz Radio Edit
K-Boy Mix
K-Boy Radio Edit

I'll take you down, deep down where love lives...

Chupa meu edi que eu gosto:
Hoje é dia de classic house nesse blog, meu amô! Where Love Lives é o que os bunitos da cena musical chamam de anthem. É um hino, um clássico da house music. A bunita (nem tão bunita assim) da Alison Limerick não fez lá muito sucesso, embora tenha lançado bastante singles, mas ahazzou com sua primeira música. E quem fez mais bunito ainda foram os mais do que amados David Morales e Frankie Knuckles. Podem pegar, se jogar e ahazzar com o Classic Mix. Maravilhoso! Puro house de qualidade! O pianinho desse remix é simplesmente maravilhoso! Não tem nenhum defeito! O Soundfactory Mix é parecido com o Classic Mix, mas é um pouco mais aceleradinho e com mais vocais e pianos lokos do edi. Super recomendado!
Os outros remixes dos bunitos serão todos parecidos também. Destaque para o Cut To The Bone Mix que é todos instrumental, super ambiente. Uma delícia pra ahazzar naquele pós-sexo gostoso.

Os remixes da época do lançamento também ficaram nas mãos do feio Paul Oakenfold. Madonna do céu, mas que bophy feio, viu? Preciso desabafar: fico impressionada com a cara do Paul Oakenfold. Tanto talento num corpo tão feio. Mas enfim, podem pegar o Perfecto Mix. Não segue a linha loko do kool que o bunito geralmente faz. É um pouco menos dançante e mais conceitual, mas super bem feito e recomendado.
O Dancing Divaz Club Mix é bem mais dançante, mas super datado também. Aquele dance gostoso e descomplicado dos anos 90 pra você ahazzar no seu momento nostalgia. Os remixes do Romanthony são ótemos pra você fugir deles. Terríveis. Cagou com a música, hein bunito?!

Pra não perder dinheiro, a gravadora relançou o single de Where Love Lives mais recentemente, com novos remixes de DJs nem tão famosos e muito menos criativos pra biluzada contra o house se jogar na buatchi. O K-Boy Mix é basicamente o remix do David Morales e Frankie Knuckles acelerado e com algumas batidinhas novas. Um poço de originalidade. Imagino que deu um trabalho enorme pro bunito.
O Northstarz Club Mix é aquela coisa euro trance uó. Parece música de academia. Aliás, é música de academia! Só pode. Meu kool! Vai pro bueiro junto com o Kidstuff Remix que não tem graça alguma. Mais uma versão atualizada e acelerada sem nada a acrescentar!
Mas nem tudo é uó nessa vida, meu amô! Pode se jogar no West London Deep Mix! Muito gostoso e bem atual. Batidas pesadas pra biluzada se acabar na bateção de cabelo! Super recomendado! Mas não fique toda molhadinha ainda, gata! Também é o remix clássico acelerado, mas felizmente as batidas novas são de deixar qualquer bilu ahazzada! Não falei que os pianinhos do Morales e Knuckles eram clássicos? Mas enfim, é o melhor remix do pacote após o Classic Mix.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela