Vinhado City

Xente, todo ano é a mesma história: Litta Walitta me liga e começa e dizendo que "semana que vem já é a Parada" e eu respondo:

_ Mas já?! Ai que loucura! Nem comprei meu modelito deste ano!
_ Pois é, gata! Eu estou pensando em ir nua.
_ Você sabe que a sociedade não permite vinhado andando pelado pra lá e pra cá na avenida gata! E depois, quem quer ver a senhora pelada é só ir na Indianópolis!

Fomos numa região de comércio popular muito chique e glamourosa de São Paulo chamada 25 de Março. Atóron aquela muvuca. O que eu mais gosto é chegar na Galeria Pagé e me jogar numa escada super escondida em que cada degrau corresponde a uma atividade ilícita. Metade dos eletrônicos de meu flat foram trocados por favores sexuais naquela escada... Pode parecer mentira, mas tem cada turco naquele lugar...

Cheguei em casa com meu modelito novo que é um ahazzo! Já mudei minha bonequinha do Orkut e ela tá igualzinha a mim! É a versão mirim e fofolete de Maddyrain! Me procurem no Orkut e vejam minha bonequinha que coisa mais fofa!

Decidi ir à buatchi porque eu sei que São Paulo vira Vinhado City na véspera da parada. Desci do táxi com Litta Walitta e corremos para o dark room. A fome por necas cariocas, estrangeiras e nordestinas era grande! Bom, talvez não pelas últimas, porque é mais fácil aquendar uma neca nordestina aqui em São Paulo do que na Bahia.

Naquela escuridão abismal, ouvia ao longe os gemidos abafados de Litta Walitta.

_ Geme que nem uma cabrita!
_ Isso, sou sua cabritinha! Muuuu
_ Cabrita, porra! Não é vaca!
_ Miau!
_ Cher do céu, Litta!! Cabrita!! Méeee... Béeee... sei lá eu! Estou na fazenda?!
_ Então vem ser minha galinha.
_ Ai que loucura! - fui puxada com uma força descomunal, jogada na parede - Gato, já adianto que não sei fazer o som de lagartixa!
_ Cala a boca e abaixa a calcinha! - obedeci e perguntei: Você é de São Paulo?
_ Sou.
_ Ah, não quero. Quero uma neca de outro lugar hoje. - desengatei e sai perguntando no ouvido da bicharada: Você é daondji?
_ Rio de Janeiro, Cidade de Deus.
_ Ai, Cher! Ainda bem que eu deixei minha bolsinha na chapelaria. Quer me comer?
_ Claro - senti uma pegada passiva, mas ignorei e levantei a saia, já que a calcinha já estava perdida no dark room mesmo - Ai... ai... ai que edi gostoso. Isso... rebola na minha neca.
_ Gato, você é travesti também?
_ Não... ai que edi gostoso... nossa.. pega nessa neca aqui - e colocou minha mão numa neca perdida super grossa - Sente que neca grossa! Vou dar pra ela enquanto te como!
_ Ah, mas não vai mesmo! - num mix de mágoa e inveja, desengatei apressada corri pro lado e me agachei. Xente... a chave do sucesso pra biluzinha que quer fugir no dark room é se agachar!
_ Volta aqui! Eu tava quase gozando!

Fiquei quietinha agachada no escuro e de repente, não mais que de repente, senti umas gotinhas pingando na minha cara. Logo em seguida, um jato grosso. Gozaram na minha cara.

_ Não acredito! Xente! Quer gozar na minha cara? Tudo bem! Mas vai ter que me comer primeiro! Quequeéisso!?

Sai do dark room ahazzada e toda gozada. Literalmente. Lavei minha dignidade no banheiro e fui pra pista dançar Madonna. Peguei meu celular e mandei uma mensagem pra ela enquanto tocava Miles Away.

_ Maddie, você deixa o Jesus Pinto de Luz gozar na sua cara? A porra dele brilha no escuro? Depois te conto um bafão nojento que me aconteceu. Beijos, Maddyrain.


Miles Away

Radio Edit
Radio Edit TV
Radio Edit Instrumental
Radio Edit A Cappella
Sticky & Sweet Tour Studio Version
Johnny Vicious Club Mix
Johnny Vicious Club Mix Edit
Johnny Vicious Warehouse Mix
Thin White Duke Remix
Thin White Duke Edit
Peter Rauhofer Mix Pt. 1
Peter Rauhofer Mix Pt. 2
Peter Rauhofer Mix Pt. 3
Lost Daze Main Mix
Lost Daze Rise Mix
Lost Daze 'The Dawn' Mix
Rebirth Remix
Rebirth Edit
Morgan Page Remix
Morgan Page Edit
Morgan Page Dub
Aaron LaCrate & Samir B-More Gutter Mix
Aaron LaCrate & Samir B-More Gutter Edit

I'll never be the same...

PodKétji da Maddyrain (Podcast)

Selo "Chupa meu Edi" de Qualidade:
Vamos torcar para não apagarem o post desta vez, néam? Senão eu temo pelo destino do meu blog! Ai que medo!
Amores, Miles Away é uma música que aos poucos me cativou. Confesso que no começo achava de uma chatice sem fim. Mas hoje, é uma das minhas favoritas! Peguem a Radio Edit e ahazzem nos momentos românticos com seus novos bofinhos pós-Parada Gay. Se o seu babado é pegar a escova de cabelo de sua mãe, fingir que é microfone e praticar seus total "destalento", se joga na Radio Edit Instrumental. A versão A Capella também é super lindinha.

Pra jogar o cabelón pra lá e pra cá, pegue o Johnny Vicious Club Mix. É puro looshu travesti. Os remixes unreleased to Peter Rauhofer também são bons e deixaram a biluzada toda cagada. O que eu mais gosto é a Part 3! Atóron as batidas! Puro encanto.

Uma versão meio dub que eu acho válida é o Rebirth Edit. Mas não é uma obra prima não. Na verdade, está bem longe de ser legal, mas gosto de ouvir às vezes.
Os remixes do Morgan Page e do Jacques Lu Cont não me agradam em nada. Não recomendo. E, claro... o remix do Aaron LaCrate a gente ignora sem dó!

2 Bilus felizes:

Felipe Dário disse...

Miles Away é puro perígon! Uma das poucas que se salvam na Rapa Dura.

Xente, não entendo esse desrespeito às travas, que absurdo! Ok, darkroom é terra de ninguém, mas Maddyrain não é ninguém, beu abor!

Mas ixquece, gacta, ajeita a neca e galmour pra cima!

leo disse...

love this song.
The best mixes are the ones from Thin White Duke & Morgan Page.

Keep it cool I like your blog:)

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela