La reine Maddyrain

Encontrei Litta Walitta e Kilo Minhoca no metrô Brigadeiro, ali na Paulista. Vocês devem estar se perguntando: "Maddyrain, diva gay looshuosa, andando de metrô?!"
Pois é meus amores, vocês não sabem o perigón que é andar de metrô aqui em São Paulo! Ainda mais na hora do rush! É uma loucura! Você é praticamente comida ali mesmo, no vagão! Atóron! Já aquendei cada neca nessa situação...

Cheguei no exato momento em que Kilo Minhoca estava ajeitando a neca pra trás com o Emplasto Sabiá, o melhor amigo de toda trava de respeito.

_ Gata! Você tinha que aparecer bem agora?! Litta, segura essa ponta pra trás, please. Ai que vergonça, viu!?
_ Cadê a Cindi? Ela não veio com você?
_ Cindi Loka gosta de fazer a política e não participa da Parada Gay.
_ Uff... pronto! Ai que loucura! Não sei porque fui inventar de aquendar no metrô hoje! Soltaram minha neca e tentaram me chupar!! Fiquei passada!

A Parada deste ano nos decepcionou bastante. Xente, o que é isso, descer a Consolação inteira praticamente sem uma músiquinha?! Mas enfim, néam... a xente se contenta com o pouco que tem. Tirei mais fotos do que Lady Diana.
Como eu falei no último post, fui de
Rainha Branca de blondie power. Super looshuosa! Um repórter veio me entrevistar:

_ Oi gatinha! Tá fantasiada do que?
_ Amor, travesti não se fantasia. Se monta. Fantasia é coisa de hetero que faz festinha pra comemorar seus 30 anos mal vividos. Eu estou montada de Rainha Branca com blondie power, gato.

Depois de muito andar, dançar, tirar foto, cheirar escondida e beijar, chegamos na Praça da República. Eu estava cansada, podre de cansada, com os pés machucados, mas mesmo assim me sentindo maravilhosa! Nenhuma outra trava ou drag teve a brilhante ideia de ir de Rainha Branca. Atórein! Teve um ano em que fui de Mulher-Maravilha e parecia que a Comissão de Mulheres-Maravilhas Vinhadas tinha chegado na cidade!

O que eu mais gosto é que a Praça da República vira um grande dark room ao céu aberto. Super conceitual e ambiental. Um contato com a natureza indescritível.

Voltei para meu flat de táxi, porque não sou obrigada a andar de metrô no Pós-Parada, com dois cariocas. Xente, tem aparecido muito carioca em minha vida recentemente. Será um sinal de Cher?

_ Deixa eu perguntar, vocês NÃO são de Cidade de Deus, néam?
_ Não, por que?
_ Experiência, mél béin... experiência.

Deixei Annie Lennox se jogando e berrando Wonderful porque eu estava me sentindo maravilhosa. É tão bom ser vinhado...


Wonderful

Radio Edit
Dave Audé Extended Vocal Club
Dave Audé Edit
Dave Audé Mixshow
Dave Audé's Nu Romantic Mixshow
Dave Audé's Extended Dub
Sander Kleinenberg's Vocal Club
Sander Kleinenberg's Smokin' Dub

But I feel wonderful...

Selo "Chupa meu Edi" de Qualidade:
Hoje a lição de casa é: "Como transformar uma baladinha mela-cueca em algo bafônico?". Amores, a versão original eu já adianto que não é muito interessante. Annie Lennox tem baladinhas mil vezes melhores, mas os remixes... meus amores... os remixes...

Dave Audé é super talentoso. O Extended Vocal Club é super recomendado! Uma batidinha super dançante, super buatchi phyna. Recomendo também o Nu Romantic Mixshow que tem a batida um pouquinho diferente do remix principal.

Sander Kleinenberg eu não sei se a biluzada conhece, mas eu acho super digno vocês se aprofundarem... ui que gostoso!... mais no trabalho do moço! O Vocal Club segue uma linha menos buatchi phyna e mais buatchi underground. Atóron! Lembra um pouco o estilo do Scumfrog. E, como eu sou uma trava dub, o Smokin' Dub é mais do que recomendado! Aliás, prefiro o dub! Um batida dark que me deixa toda cagada e úmida... super perigón.

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela