Jorge & Maria

Era uma vez uma biluzinha chamada Jorge Maricona e sua amiga Maria Jota Blege que moravam num mocó perto da boca de fumo. Certo dia, Jorge acordou com o edi piscando. Tinha passado a noite dando feito uma condenada e suas narinas imploravam por padê.

_ Maria, vamos na boca comprar padê? Não precisa ser muito, só o suficiente pra me deixar loka do edi.
_ Ah, então é bastante, né meu bem? Eu te conheço e não é de hoje.

Jorge e Maria entraram na boca e iam se afastando cada vez mais da civilização no meio daquela muvuca de barracos. Maria teve a brilhante ideia de marcar o caminho com pedacinhos de sua calcinha para não se perderem na hora de voltar.
A noite foi chegando e eles estavam completamente perdidos, sem padê, com fome e, no caso da Maria, com a xaninha tomando vento. De repente, não mais que de repente, avistaram um barraco todo feito de padê!

O matinho que ali crescia era pura erva. As janelas, tijolos, telhas... tudo era padê. Jorge ficou louco do edi. O coração batia desesperadamente e sua maior preocupação era se conseguiria cheirar tudo antes que a polícia chegasse.

Jorge e Maria entupiriam o edi de padê. As narinas ficaram toda esfolada, os olhos eram do mais puro vermelho sangue. O mundo deixou de ser realidade e estavam agora inseridos em outro universo. Tudo era colorido e ao longe George Michael e Mary J. Blige vestidos de Stevie Wonder cantavam As para eles.

_ Gata, eu tô muito loko do edi! Tá me batendo uma leseira danada!
_ Vamos dar uma cochiladinha.

Enquanto eles cochilavam, uma trava muito má surgiu e aprisionou os dois numa jaula minúscula! A trava havia chegado da buatchi e quando viu seu barraco todo cheirado e fumado, ficou emputecida!

_ Máquegaraio! É sempre a mesma merda! Eu saio pra trabalhar e, quando volto, tem uma bilu toda loka de narcótico! Isso aqui não é ONG não!!

Jorge e Maria ficaram presos no barraco da trava maligna por muitos dias. Quando ela chegava da buatchi de madrugada, toda suada e com cheiro de cigarro, Jorge era obrigado a fodê-la até ela cansar.

Certo dia, a trava má decidiu que ia dar uns tapas na pantera com Jorge e Maria. Enquanto iam conversando sobre o preço da bebida nas buatchis, a trava foi entupindo o edi de vodka e padê. Acabou pegando no sono, dando a oportunidade perfeita para Jorge e Maria fugir.

Eles olharam ao redor... aquele monte de padê... a erva crescendo no chão... super natural... os móveis feitos de pó...

Atualmente, os três vivem juntos no barraco de padê. Decidiram ganhar dinheiro, transformaram o barraco num hotel de luxo e recebem viajantes de todo o Brasil. Todo dia chega um junkie novo querendo hospedar-se. Jorge, Maria e a trava maligna viveram felizes para sempre.

Fim


As

Album Version
Full Crew Mix
Full Crew Instrumental Mix
CJ Mackintosh Cosmack Club Mix
CJ Mackintosh Cosmack R&B Mix
Jonathan Peters Extended Mix
Jonathan Peters Mix (new file, better sound quality, thank you GLAM JUNKIE!)
Maurice's Millennium Mix (new file, thank you Robin1!)
Beyond Real Mix

Until the rainbow burns the stars out of the sky...

Selo "Chupa meu Edi" de Qualidade:
Xente, posso contar um bafão? Depois que Mary J. Blige gravou As com George Michael, o bunito se meteu naquele rolo todo envolvendo o kétji gostoso no banheiro, tão lembrado? Entonces, vocês acreditam que a gravadora da bunita não lançou As no CD dela para evitar que as vendas fossem arruinadas por conta do bafão!? Não é uma hipocresia danada? Que horror. Deixa o povo chupar em paz!

Para quem não conhece As na voz do Stevie Wonder, se joguem na versão dos dois que é mais gostosa. Peguem a Album Version. É bonitinha e super calminha. Uma delicinha.
O remix do Full Crew tem uma pegada mais r&b, mas é legal. Claro que eu sei que vinhado gosta de bater cabelón, mas meus leitores não são só vinhados, néam?
Atóron o trabalho do CJ Mackintosh! Tudo muito bonitinho e gostosinho. Lembra dos remixes dele pra Janet Jackson que eu postei não faz muito tempo? Então. Uma delícia!
O Cosmack R&B Mix também tem uma pegada mais black power. Atóron! O Cosmack Club Mix é um housezinho super gostoso, safadjinho e do bem. Recomendado também!

Pra biluzada se acabar na buatchi, Jonathan Peters empresta seu talento em deixar a biluzada cagada. Podem pegar o Jonathan Peters Extended Mix que é maravilhoso! Pura jogação com muita bateção de cabelo! É o melhor remix de hoje, sem dúvidas!
Meus leitores sabem que eu sou fã do Maurice Joshua, então não poderia deixar de recomendar o Maurice's Millennium Mix. Uma pegada soulful super gostosinha que de repente vira um sambinha esperto pra bilu treinar até o Carnaval do ano que vem. Infelizmente, o arquivo está com um probleminha. Quem tiver ele em perfeito estado, entre em contato!
O Beyond Real Mix também segue uma linha r&b mais lenta. Não é muito legal, mas também não é de se jogar fora. Ou seja, meus amores, a musiquinha de hoje foi super bem tratada pelos DJs.

1 Bilus felizes:

Anônimo disse...

Please Bro can you re-up ?!

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela