O Dia das Mães da Maddyrain

Despertei como uma flor... Um bracinho pra lá... outro pra cá... encosto em um corpo liso... peito definido... barriguinha tanquinho e penso: Não pode ser a Banana de Pijama, nem phodendo!
E não era. Era um dos meus filhos. Ai que maneira gostosa de acordar. Ele veio até meu ouvido e sussurrou:

_ Feliz Dia das Mães!
_ Ai, obrigada, gatón. Não vai beijar sua mãe? Na boca? - e não é que me beijou com meu bafinho matinal e tudo? Fiquei cagada na cama.
_ Tenho um presente. O mano está organizando uma rave hoje em que tocará é um gringo chamado Moby e...
_ Ai que tudo! O Moby ainda nem é famoso por transar com seu computador, néam?
_ Ah?
_ Nada, continue keridón.
_ Então, meu presente é irmos pra rave juntinhos. Vamos?
_ Gato, eu vou com você até pra Vieira de Carvalho!
_ Ah?

A Banana de Pijama tinha deixado um buquê de flores com o seguinte cartão:

À mãe mais glamourosa do mundo.
Com carinho,
Antanibal

Juntei o restinho de vodka rodando pelo intestino desde o Passivo e vomitei ali mesmo. Meu kool com fritas pra você! À noite coloquei meu vestidinho básico Valentino e fui com meu filhinho pra rave. Xente... uma rave.. que coisa mais démodé... Aquele bando de xente entupida de bala... todo mundo chupando pirulito... aquele povo balançando os braços até o dia raiar.. só de pensar, comecei a bocejar no carro. Estou velha pra esse tipo de coisa.

_ Vem cá, me conta uma coisa... você é meu filho mesmo? Assim... eu te pari? Foi uma coisa meio divina?
_ Não, mamãe. Você e papai adotaram eu e o maninho! Como pode estar esquecendo do dia mais feliz de nossas vidas?
_ Ai gato... o dia mais feliz da minha vida será quando eu abocanhar esse neca gostosa que você deve ter!

A rave estava exatamente do jeito que eu imaginei: um monte de xente colocada. Enfim... se você tá na merda, se lambuza toda e sai sorrindo. Fui apresentada a uma réplica de estátua grega com peito sarado e peludo e sorriso safado.

_ Mamãe, não vai abraçar o mano?
_ Que? Cher do céu... vem cá meu amor! Mamãe Maddyrain está tãoooo despercebida... nem te reconheci.
_ Mamãe! Que saudades! Foi tão difícil passar esses dias longe de você! Maninho me contou que tiveram que internar você por uns dias de novo.
_ Pois é meu amor... está sendo muito difícil pra mamãe descobrir os filhinhos que ela tem. Tem mais algum por aí?
_ Hm... não. Somos só nós dois.
_ Ah... que pena... Já tava imaginando um gang bang maravilhoso só com meus filhos.

A mocidade é tão cheia de vigor... Dancei umas horinhas... me entupi de bala... dentes trincando... peitinhos pra fora... filhinho na frente... dancinha sensual... outro filhinho atrás.. segurando a cinturinha da mamãe e começa a tocar Go.
O Moby vinha.... e eu ia... ele vinha... e eu ia... de repente, não mais que de repente... sinto uma neca dura se esfregando em minhas nádegas... outra neca dura na minha frente.... era um show de neca dura! O poder de sedução de Maddyrain nunca falha...

_ Dá um beijinho na mamãe. De língua... garaio! - Cher do céu! Um beijo triplo de língua com meus filhos! Eu acho que vou pro inferno das travas quando morrer de overdose - Vem cá... qual é o nome de vocês?
_ Você esqueceu nosso nome, mamãe?!
_ Amor... tô tão colocada que não sei nem o meu nome.
_ Eu sou o Reynaldo Gian...
_ Shh.. não diga mais nada... e você?
_ Marcos Pasq...
_ Ai... garaio... me fodam AGORA!

Rolou de tudo no meio daquela rave... Acordei no dia seguinte... uma puta dor de cabeça e no edi... sentia um enorme vão em meu ser. Bracinho pra lá... o peito peludo de Marcos.... bracinho pra cá... o peito lisinho de Reynaldo... cada um abraçando mamãe. Nada como o amor de mãe com seus filhos.


Moby - Go

Original Mix
Radio Edit
Woodtick Mix
Rainforest Mix
Soundtrack Mix
Subliminal Mix
Delirium Mix
Barracuda Mix
In Dub Mix
Arpathosqui Mix
Amphetamix
2006
Vitalic Remix
Trentemøller Remix
Trentemøller Remix Edit

Go!

Selo "Chupa meu Edi" de Qualidade:
Olha, é difícil falar dos remixes dessa música, viu? A maioria só funciona em ambientes como uma rave nos anos 90, então só irei falar das recomendações. Pra quem não conhece o primeiro single do Moby, Go é praticamente instrumental e não tem nada a ver com o som que ele começou a fazer após o Play. Baixem o Woodtick Mix ou o Radio Edit para terem uma ideia. O Original Mix também é ótimo e é bem diferente da versão final.

O Delirium Mix é uma versão mais acelerada, mais trance e cheia de narcóticos na cabeça. O Barracuda Mix é bem parecido com a Radio Edit, apenas com umas batidas diferentes aqui e ali. O Arphatoski Mix também é interessante.

Em 2006 a música será relançada e repaginada para a coletânia do Moby, dando ares mais modernos. Eu adorei as mudanças! Os remixes mais atuais ficaram nas mãos do Vitalic e do Trentemøller. Tem que gostar do som deles pra curtir os novos remixes. Gatos... se entupam do narcótico de sua preferência e curta sua viagem na maionese com Go!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela