A Caixa de Padê

Outro dia acordei toda animadinha, coloquei um lencinho na cabeça, vesti minha roupinha de Maria do Bairro e me joguei no meu closet. Queria ver quais vestidinhos, sapatinhos, calcinhas, camisinhas e brinquedinhos eróticos estavam no meio daquela muvuca. Na verdade, meu closet parecia a casa de uma amiga trava querida onde você precisa pedir licença pras roupas pra poder sentar em algum lugar.
Remexendo umas caixas de sapato, encontrei a minha caixinha preto com efeites japoneses.

Ai que susto! Que será que aconteceria se eu abrisse a caixinha novamente? Será que eu iria pro futuro? Ou melhor... pro futuro do futuro? Coloquei a caixinha do lado da cama e fui pra academia. Atóron ir pra academia malhar o bumbum, perninha, ahazzar no step e depois aquendar umas necas no vestiário. Encontrei Cindi Loka na esteira:

_ Gata, já te falei que eu vim do futuro?
_ Claro, Maddyrain é o futuro da nação travesti. Me poupe, querida.
_ Ai gata, é sério. Eu sou do futuro. Eu sou uma trava do futuro! Aliás, eu sei o seu futuro. F.A.D. Fica a dica: larga o cigarrinho enquanto há tempo, mel béin. No futuro, a senhora será acompanhada por uma nuvem de nicotina pra cima e pra baixo.
_ Meu kool. Maddie, se a senhora é mesmo do futuro, me conta: eu vou ficar rica com a dublagi e a prostituição?
_ Nem rica de saúde. Tá boa? Tô brincando, tadinha. Não faz essa cara. Digamos que teremos uma vida glam.
_ Ai que tudo!
_ Estou pensando em voltar para 2009. Estou com saudades de minhas amigas na versão contemporânea.

E era verdade. Já tava batendo uma saudades da versão trash das travinhas. Ou melhor, mais trash. Mas, quando cheguei em casa e vi meus dois filhinhos completamente nus e com a neca dura me esperando no quarto, juro que a saudades passou e as necas entraram.

Depois de muito banho de cheiro... nada melhor que um narcótico proibido por leis brasileiras e aquele papo gostoso e descontraído de sempre ao som de Billie Ray Martin cantando Your Loving Arms na Jovem Pan:

_ Ai gatos, vocês ahazzaram. Estou sentindo um vão em meu ser.
_ Te amamos, mamãe Maddyrain.
_ Eu sei, meus amores.
_ O que é essa caixinha aqui do lado? Tem mais padê dentro?
_ Não abra essa por....

Meus olhinhos inocentes foram captando tudo em slow motion. Reynaldo com a caixinha na mão... abrindo lentamente a tampa... e tudo ficando preto...

Adeus anos 90.


Your Loving Arms

Original Radio Edit
Original Extended Mix
Acapella
Junior's Sound Factory Mix
Junior's Sound Factory Mix Edit

Junior's Sound Factory Edit
Junior's Padapella

Eruption Vocal

Eruption Dub

Peak Hour Twirler

Twirler Dub
Tribal Beats Mix

Diss-Cuss Vocal Mix

Diss-Cuss Bitchin' Dub

Brothers in Rhythm Club Mix

Brothers in Rhythm Edited Club Mix
Tee's Freeze Mix

Tee's Miami Mix

S-Man's Anthem Mix

Hands in the Air Mix

Tribe Acappella


Put your loving arms around me...

PodKétji da Maddyrain

Selo "Chupa meu Edi" de Qualidade:
Lembro que eu era biluzinha, ligava meu radinho na Jovem Pan (que já foi boa a long time ago) e ouvia aqueles dances maravilhosos e batia os cabelón em fase de crescimento pra lá e pra cá. Ficava na frente da cama e ahazzava na dublagi. E, claro meus amores, dublava Your Loving Arms. Achava o máximo. Pra biluzinha que infelizmente não teve uma infância divertida como a minha e ficava brincando de Comandos em Ação com o priminho, baixe a Original Radio Edit para ter ideia do que era a bateçón de cabelón.

Os principais remixes dessa música foram feitos pelo querido Juninho Vasconcelos (aka Junior Vasquez). São todos iguais aos remixes que ele fazia na época. Aquelas batidinhas manjadas mas que deixam toda bilu descabelada. Recomendo o
Junior's Sound Factory Mix e já adianto que a maioria dos meus arquivos estão com o som bem lamentável. Ou seja, inconscientemente estou incentivando vocês a se jogarem na compra de mp3 via Internet ou virem ratas de sebo e comprem o single em algum lugar deste Brasil. Moramos num país tão grande! Não é possível que nenhum sebo deste país não tenha uma cópia escondida do single de Your Loving Arms! Eu encontrei o primeiro CD da Billie Ray Martin num sebo! Edição promocional, ainda por cima! Um looshu.

Olha eu atóron os keridóns do Brothers in Rhythm, mas devo admitir que o remix deles pra essa música ficou uma chatice sem fim. Não gosto. Peguem o
Edited Club Mix e tirem sua conclusão. Acho que ficou faltando glamour, viu? Esperava mais. Aliás, acho que todo mundo não recebeu muito dinheiro pra remixar essa música...

Todd Terry é outro que decepcionou. Remixes terríveis, sem cara de Todd Terry... sem cara de house music phyno. Não recomendo nenhum.
Para não jogar tudo no bueiro mais próximo, os remixes do Roger Sanchez são pelo menos legais. Podem baixar os dois, o S-Man's Anthem Mix e o Hands in the Air Mix.
Por fim, o remix do Diss-Cuss a gente finge que não existe.

2 Bilus felizes:

Marco disse...

Ótima despedida dos 90's!!
Conferinte principalmente a padapella do Vasquez... ae simmmmmmmmm

IndigoDeviLLe disse...

So many remix? Which one would you recommend Maddy? :)

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela