Whitney Houston - I Wanna Dance With Somebody (Who Loves Me)

As crianças são o futuro da nação

Acordei logo cedo, fui até um orelhão e liguei para Billie Jean:
_ Inhaí, baum djia, tudo baum?
_ Maddyrain, você está atrasada!
_ Gata, não irei trabalhar hoje. Dei que nem uma condenada nesta noite e não consigo nem andar direito!
_ Ai tadinha. Fica em casa. Charlotte Chandelle vai trabalhar dobrado então.

Coloquei um sobretudo looxuoso que achei no guarda-roupa, uns óculos de sol gigantescos, um chapéu e sai em busca da biluzada mirim nos anos 80. Cindi Loka... Litta Walitta... Kilo Minhoca... queria ver minhas amigas em sua versão Xente Inocente.

Peguei um ônibus e cheguei até o endereço de Cindi Loka. Xente, a bichinha morou a vida inteira no mesmo lugar! Que falta de opção! Tadinha, vida sofrida a dela, viu? Toquei a campainha e me apresentei como uma assistente social.
_ A senhora é a mãe de Cindi Loka?
_ Sim... mas por que estou recebendo a visita de uma assistente social vestida que nem uma detetive particular?
_ Ai, gata.. minha intenção era ficar que nem a Cybill Shepherd de A Gata e o Rato e ,quem sabe, arranjar um Bruce Willis em minha vida... aquele homem é tudo nos anos 80! Mas enfim, estou aqui para conversar com Cindi Loka.

A biluzinha veio falar comigo. Tadinha... tão novinha e já com um cigarrinho na mão.
_ Inhaí, tudo baum? Eu sou a Maddyrain. Sabia que no futuro seremos travinhas super amigas?

Cindi Loka ficou me encarando sem entender absolutamente nada. Deixei um endereço para ela me encontrar no dia seguinte. Fui atrás de Shitnew Houston. Encontrei a biluzinha no lugar mais óbvio do mundo: uma boca de fumo. A moninha estava caída no chão... toda cheirada... Não quero revelar a idade de ninguém.. mas Shitnew já tinha quebrado a muringa. Já era mulherzinha e sabia das coisas nos anos 80.
_ Amô, levanta daí! Cadê a compostura?!
_ ...
_ Alô? Maddyrain chamando! Alô? Shitnew Houston, venha para luz.
_ ...

A loka... fui atrás de Litta Walitta. Encontrei a criança no Autorama. Não acredito que já existia o Autorama nos anos 80! E fiquei mais passada ainda com Litta Walitta versão mirim já atendendo no meio dos carros.
_ Amô, vem cá, vem cá. Não se faça de surda comigo. Nojenta.
_ Quequeé, garaio? Não vê que eu tô tentando chupar um cacetão?!
_ Amô, quantos anos você tem? Conta pra titia Maddyrain.
_ 19.
_ Ah, tá boa! Me passa o RG ORIGINAL agora!

Xente... 13 anos e já na vida. Começou cedo essa aqui. Ai.. lembrei do meu RG falsificado... aonde foi parar?
_ Gata, me encontre amanhã neste endereço. Vamos dar um pouco de glamour à esta pobre vida.
_ Vai ter cacetão pra chupar?
_ Vai ter coisa melhor, meu amor. Cultura gay.
_ Ai... se der eu apareço.

Kilo Minhoca também não foi difícil de ser encontrada. Eu estava numa esquina comendo cachorro quente e fui abordada por um grupo de biluzinhas. Kilo Minhoca estava no meio.

_ Gata, você não vai acreditar, mas nos conheceremos assim, desta mesma forma, daqui uns 15 anos! Ai que emoção! Qualquer dia eu conto este dia incrível no meu blog.
_ Ai, eu te achei super sensacional! Você fala de um jeito... assim.. super incompreensível.. mas te achei super instruída. Você parece a Madonna!!
_ Ai gata! Você já é super simpática e keridóna mesmo na sua versão mirim!? Ai, estou toda encantanda! Pena que a Madonna nos anos 80 é uó do borogodó com aquela pintinha, né?! Mas enfim, me encontre amanhã neste endereço.

Babooshka Sunny trabalhava como pequena aprendiz numa livraria. A biluzinha sempre gostou de livros. Tem uma mente super fértil. Ouvi dizer por aí que atende seus clientes em cada posição...
_ Você tem o Cama Suja?
_ Desculpa, mas não temos este romance.
_ Não é romance não, bilu. É putaria mesmo. E O Terceiro Travesseiro?
_ Ai moça... eu sou uma biluzinha de respeito. Não conheço essas coisas.
_ Eu sei gata... você acabou de chegar do interior e saiba que a senhora vai ser uma moninha fechadora de buatchi, viu? Me encontre amanhã neste endereço.

No dia seguinte, todas as biluzinhas (menos Shitnew Houston, claro) estavam num parquinho perto do meu apertamento. Levei umas caixas de som alugadas e liguei o meu rádinho portátil. Whitney Houston começou a berrar I Wanna Dance With Somebody (Who Loves Me).
_ Xente, eu reuni vocês aqui para gagar com o futuro de todo mundo! Vou ensinar para vocês como ser uma rainha da dublagi, como eu! Vocês serão travas looxuosas, requisitadas e competentes no futuro e vão estar sempre em crédito comigo! Vamos à aula de hoje! Vamos aprender a dublar!

Me senti a Professorinha Helena do Carrossel.

Maddyrain


Whitney Houston - I Wanna Dance With Somebody (Who Loves Me)


Extended Version
Single Version
12" Remix
12" Remix Radio Edit
Dub Mix
Acappella Mix
Junior's Happy Hand Bag Mix
Junior's Happy Hand Bag Radio Edit
Junior Vasquez Mix

I wanna feel the heat with somebody...

Selo "Chupa meu Edi" de Qualidade:
Xente! Whitney Houston ainda estava limpa nesta época! Sua voz ainda era bonita! Sua pele, sedosa! Seu corpo, elegante! Ai que época boa! A primeira vez que eu ouvi esta música foi na abertura do Talk Show. Ai, será que alguém lembra desse programa? Vamos lá, xente! Eu não sou tão arcaica assim!

Quem não conhece essa música, pode pegar a Single Version para jogar a bundinha pra lá e pra cá. Tudo de bom! Claro, temos a Extended Version para prolongar a jogação de bundinha e o 12" Remix que é igualzinha à versão original, apenas com algumas batidinhas diferentes! Ai, os anos 80 eram tão prolíferos em ideias! Todas os remixes são recomendados, meus amores. Coloquem o Speedy pra trabalhar.

Quando inventaram Juninho Vasconcelos (aka Junior Vasquez), o bunito foi lá e deu um update maravilhoso na música! Atóron as batidas! Aquele vocal masculino sinistro... ai atóron Juninho Vasconcelos antes das drogas, sexo e do mal gosto!

1 Bilus felizes:

Litta Walitta disse...

Hmpft! Quem mandou me tirar do meu autorama para me ensinar a arte da dublági???

Em 20 anos, estarei assim: Dublando pela noite, entre um kétchy e outro...

Estamos nos divertindo aqui nos anos 2000 com Cindi escolhendo uma boite melhor que a outra para nos levar! Adoraaando!

(Imagina o naipe, pra Litta Walitta achar uma boite amedrontante.... Justo eu, que já vi de quase tdo na vida!)

jesuis!

Biijinhus!

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela