George Michael - Careless Whisper

Volvo

Acordei toda cagada. Xente, tive um sonho terrível! Sonhei que Charlotte Chandelle tinha morrido em meu apertamento! Que horror! Pena que ainda não inventaram celulares, senão eu ligava pra ela correndo. Tadinha.

Levantei e tropecei num corpo. Era Charlotte Chandelle inconsciente no colchonete. Ai que susto! Meu sonho era realidade! Eu estava vivendo um sonho! Será possível!? Corri pro banheiro, desesperada, nequinha balançando pra lá e pra cá. Entrei no box e tomei um banho super gelado! Mesmo que eu quisesse, jamais sairia água quente daquele chuveiro! Eu não tenho sistema de aquecimento de água, meu bem. Mesmo com um cadáver em meu apertamento, eu quero é rola! Fui até a vizinha. Será que ela tinha rola?

_ Inhaí, boa noite, tudo baum?
_ Jesus, Maria e José! Você de novo!? O que quer aqui, diabo dos inferno?
_ Ai gata, a senhora é um poço de boa educação, já percebi. Tem rola por aí?
_ O que?!
_ Rola, meu amor! Neca, pinto, cacete, caralho, piu piu, tromba, trolha ou, para as mais científicas, pênis. Eu quero é rola!
_ E eu lá tenho cara de ter isso?!
_ Então aondji eu posso conseguir uma neca, assim, rapidinho? Estou com fome.
_ Tem um bar de gente desajustada como você na rua de trás. Sai pra lá, diabo dos inferno!!!

Cheguei na buatchi. Uma camada de fumaça de cigarro encobria a visão geral e eu só conseguia ouvir Maria Bethânia. Xente, não dá. Certas coisas deveriam ser proibidas sem o devido alvará da biluzada. Fui correndo ao bar, esbarrando em corpos borrados pela fumaça. Que horror! Me mandaram para uma buatchi que ficava numa chaminé.

Olhei pro barman, o barman olhou pra mim, desviei os olhos pra cachaça, ele entendeu o recado. Atóron essa comunicação telepática com os membros da vida noturna. Chegou um bofe do meu lado. Olhou para mim, olhei para ele, desviei os olhos pra neca, ele entendeu o recado. Fomos pro banheirón. Atóron essa comunicação telepática com xente faminta por séquiso. Beijo aqui, beijo ali, pega aqui, pega ali e nada de eu achar a neca do cidadão. Virei para o homem. À meia luz do banheirón, parecia aquele caminhoneiro do Village People.

_ Gato, você tem a pegada e tudo mais, mas cadê a neca? Eu quero rola.
_ Como assim? O que é neca? Alguma droga nova? Você quer um baseado?
_ Não! Hoje não. Eu quero seu caralho, cacete, pinto, rola.. essas coisas! Cadê ele?
_ Mas eu não sou operada. Sou mulher! Você não é?!

Fiquei branca. Olhei para a sapa, ela olhou pra mim, desviei os olhos para a porta, ela entendeu o recado. Atóron essa comunicação telepática que evita maiores constrangimentos. Voltei para o bar extremamente desiludida. Começou a tocar Careless Whisper do George Michael. As sapas começaram a formar parzinhos... aquela colação de velcro insuportável. As coisas não podiam piorar. Peguei um guarda-napo. Olho nome da balada: Volvo. Não dá né?! Me mandaram caçar neca numa buatchi de sapa?! Que piada de mal gosto!

Voltei pra casa, tesão explodindo. Charlotte Chandelle continuava dormindo e pelo jeito estava tendo um sonho erótico! Ai que safadjinha!! Fechei os olhos, imaginei um bofão maravilhoso e mandei ver! Meus amores, não me reprimam!! Neca é neca em qualquer lugar!

Beijos,
Maddyrain


George Michael - Careless Whisper

Extended
Instrumental
Special Jerry Wexler Remix

Tonight the music seems so loud...

Selo "Chupa meu Edi" de Qualidade:
Amores, três versões! Mesmo na base do cuspe, não machuca ninguém! Inclusive, o Special Jerry Wexler Remix é raridade. Um beijo pras breguinhas de plantão!

0 Bilus felizes:

Alô?! Maddyrain chamando!

Você acaba de adentrar as entranhas do mundo de Maddyrain, uma profissional da "náiti guêi" de São Paulo que ama house music e decidiu fazer a boazinha e compartilhar parte de seu acervo musical.

Filhos da Maddyrain

Ocorreu um erro neste gadget

Maddyrain recomenda!

Arquivos da Maddyrain

Você é da caravana de onde?

Clientes:


Mais detalhes da clientela